Ratinho Junior admite divisão, mas nega defecções na campanha

Publicado em 23 outubro, 2012
Compartilhe agora!

Maurício (marqueiteiro), Marcelo (coordenação) e Guilherme (advogado).
A campanha do candidato a prefeito de Curitiba pelo PSC, Ratinho Junior, experimenta uma grave crise nesta reta final de segundo turno.

Em um comunicado nesta tarde, a campanha do candidato do PSC admitiu a existência de diferenças na “visão estratégica” sobre a linha do programa eleitoral no rádio e na televisão.

“O que levou a coligação a contratar mais uma produtora de vídeo foi as diferenças de visão estratégica”, explicou a coordenação de Ratinho, ao anunciar que mais uma produtora, a Farol Multimídia, passará a fazer o trabalho “pesado” na campanha.

A empresa recém-contratada vai produzir os comerciais de 30 segundos do candidato.

Nesta tarde, especulou-se nos meios políticos que o advogado Guilherme Gonçalves (jurídico), o empresário Marcelo Almeida (coordenação) e o publicitário Maurício Ramos (marketing) teriam abandonado a campanha. O blog tentou, sem sucesso, fazer contato com esses três coordenadores da campanha de Ratinho.

“Ninguém está deixando a campanha de Ratinho Junior”, diz outro comunicado da campanha de Ratinho Junior, negando as defecções.

“A direção da campanha informa que isso não passa de boato gerado pelos adversários que estão desesperados com o crescimento da candidatura das Novas Ideias nas ruas e nas pesquisas”.

Ontem, o senador Roberto Requião, presidente do PMDB e um dos articuladores do apoio do partido ao candidato do PSC neste segundo turno, havia criticado a “linha” da campanha do neoaliado. Para Requião, a tevê de Ratinho está sem norte!.

Outra bronca de Requião tem a ver com o programa de governo de Beto Richa (PSDB) incorporado por Ratinho, como as Unidades do Paraná Seguro (UPS). Para o senador, isso [as UPSs] não passa de mais uma peça de ficção.

No último final de semana, um graduado dirigente do PCdoB criticou a agenda excessivamente religiosa da candidatura, comanda por bispos e pastores de igrejas evangélicas, e os constantes ataques ao PT !“ aliado estratégico dos comunistas no âmbito nacional.

Compartilhe agora!

Comments are closed.