No horário eleitoral, Fruet chama Francischini de “falastrão”

Fruet revelou no debate que Francischini pediu três secretarias, mas não levou.

O candidato a prefeito de Curitiba pelo PDT, Gustavo Fruet, utilizou o espaço desta tarde no horário eleitoral para fustigar a mais nova “arma secreta” do adversário Ratinho Junior (PSC), neste segundo turno: o deputado federal Fernando Francischini (PEN), delegado licenciado da Polícia Federal.

Na edição do debate de ontem à  noite, promovido pela RIC TV (Record), que Fruet levou ao ar hoje no horário eleitoral, sem citar nome, chamou Francischini de “falastrão” e disse que não é candidato a “xerife”, mas sim a prefeito de Curitiba.

O candidato do PDT também “dedurou” Francischini que o teria procurado para apoiá-lo em troca de três secretarias, reivindicando, inclusive, uma supersecrataria de Segurança para si. O pedetista diz que não cedeu.

Por outro lado, o programa de Ratinho Junior frustrou quem esperava “os melhores momentos” de seu desempenho no confronto da RIC TV. Preferiu reforçar a presença na sua campanha da nova “arma secreta”, ou seja, o próprio Francischini.

A propaganda do candidato do PSC na tevê também amenizou o tom das críticas vistas no início desta semana. Nem uma palavra sobre o ex-ministro José Dirceu, mensaleiros, quadrilheiros ou PT.

A tendência é que na noite de hoje o programa de Ratinho Junior venha com “sangue no olho”, com objetivo de responder as cutucadas de Fruet. A conferir.

Comentários encerrados.