Leia as manchetes desta quarta

Jornais do Paraná

– Gazeta do Povo: STF condena Dirceu, Delúbio e Genoino por corrupção

– Jornal do Estado: Busca de apoios para o 2!º turno vira jogo de estratégias!

– Jornal Metro: STF condena Dirceu, Genoino e Delúbio

– Jornal de Londrina: Denúncias e lamentações dominam sessão da Câmara Municipal

– Folha de Londrina: Fome afeta 870 milhões de pessoas no mundo

– O Diário (Maringá): Bala perdida mata criança de três anos no Alvorado

– Diário dos Campos: Pauliki manifesta hoje posição para o 2!º turno

– Jornal da Manhã: Região dos Campos Gerais arrecada R$ 445 milhões no ano em ICMS

– O Paraná: Prefeitos do Oeste cortam serviços para fechar contas

– Gazeta do Paraná: ‘Transparência’ é maior desafio para prefeitos a partir de 2013

– Jornal Hoje: Cinco dias depois, voos são cancelados por falta de segurança

– Gazeta do Iguaçu: Acusado de matar professora é condenado a 23 anos de prisão

– Diário do Noroeste: Tempo quente na primeira sessão da Câmara após as eleições em Paranavaí

– Tribuna de Cianorte: Zé Dirceu é condenado pelo STF

– Umuarama Ilustrado: Maioria do STF condena José Dirceu por corrupção ativa

Jornais de outros estados

– Globo: A hora da verdade !“ STF condena Dirceu por comandar o mensalão

– Folha: Culpados

– Estadão: Supremo condena Dirceu

– Correio: Como fica o PT após a condenação de Dirceu

– Valor: FMI alerta para riscos da forte expansão do crédito

– Estado de Minas: Condenados

– Zero Hora: Condenado

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Em Saquarema-RJ no Brasil aconteceu um fato muito estranho. Antes das eleições era só andar pelas ruas e perguntar em quem o eleitor iria votar que a resposta era unânime: Pedro Ricardo, candidato da oposição. Pois bem, o rapaz perdeu em todas, eu disse todas as 173 urnas da cidade. Perdeu e perdeu de muito. O mais estranho é que hoje, dois meses após as eleições, você vai às ruas e os eleitores continuam unânimes em dizer que votaram em Pedro Ricardo. Seria muito mais cômodo para o eleitor dizer que votou na candidata vitoriosa. Mas não, o eleitor bate o pé afirmando que votou no outro. Curiosamente, é difícil encontrar alguém que confirme que votou na candidata vencedora, que coincidentemente é a esposa do deputado estadual Paulo Melo, presidente da ALERJ. Existem vários relatos da internet e inclusive vídeos no YOUTUBE atestando a vulnerabilidade das urnas eleitorais. Está lá pra quem quiser assistir. O fato é que esse triunvirato: Cabral, Zveiter e Paulo Melo atenta contra a democracia. Todos os poderes encontram-se de um lado só da balança, prejudicando a alternância do poder, principal filosofia da democracia. O fato é que não adianta espernear, pois o TSE, por mais que existam evidências que comprovem, jamais irá admitir fraudes em suas ‘caixas pretas’. O ideal seria que a urna eletrônica emitisse, também, um cupom onde mostrasse em quem o eleitor votou. E que esse cupom fosse colocado numa urna tradicional ao lado dos mesários, para fins de comprovação posterior. Uma coisa é certa: nenhum outro país no mundo, depois de examinar, quis comprar nosso “˜avançadíssimo, rápido e moderno’ método de escrutínio, nem o Paraguai.

  2. Esmael,

    Muito falaram de furadas pesquisas, desmascaradas pelos resultados das urnas. E o candidato do PDT à Prefeitura de Londrina, Barbosa Neto, que nas pesquisas internas dos últimos dez dias aparecia acima de 20% e fez só 9% nas urnas? É o caso de lembrar Leonel Brizola, porque faltou o papelzinho para conferir entre a ficção eletrônica e a realidade das ruas.

    Detalhe: na sexta-feira a dra. Maria Aparecida Cortiz identificou fraude na 157ª Zona Eleitoral da cidade ““ a maior entre as sete zonais (uma maçã podre entre outras seis, imaginem!) ““ onde um técnico em informática do cartório local inseriu programa ilegal, diferente do recomendado pelo Tribunal Superior Eleitoral. Barbosa pediu providência, mas a Justiça Eleitoral preferiu encobrir mantendo a falsa imagem de que o sistema eletrônico é inviolável a fraudes.

    Para que não aparente esperneio de perdedores, ouça a entrevista de Maria Aparecida Cortiz na íntegra http://www.radiobrasilsul.com.br/noticias/noticias_detalhes.asp?nrseq=8707