Jornalista do Paraná foi assassinado por marido traído, diz polícia

Na manhã de hoje, amigos e parentes de Leandro fizeram um ato cobrando agilidade das autoridades policiais. Foto: Thea Tavares/Facebook.
O coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), Leonir Batistti, disse nesta quinta-feira (18) que um homem confessou ter assassinado o jornalista cinematográfico Anderson Leandro da Silva, de 38 anos, desaparecido há 8 dias, porque a vítima teria um caso com sua mulher.

A polícia ainda não localizou o corpo do jornalista, mas, com a confissão do acusado, prevalece a tese de crime por motivação passional. A família de Anderson havia cogitado a hipótese de crime político.

De acordo com Batistti, o acusado disse ao Gaeco que, assim que soube da traição da mulher, atraiu o jornalista até um local próximo a Quatro Barras, na Região Metropolitana de Curitiba, e o assassinou.

Detalhes sobre como ocorreu o homicídio não foram revelados pelo coordenador do Gaeco. O acusado está preso, mas não teve o nome confirmado.

Com informações da Gazeta do Povo.

Em tempo: A polícia informa que encontrou o corpo de Anderson Leandro. Eu o conheci e convivi com ele no início dos anos 90, no movimento estudantil. Meus sentimentos aos familiares.

Comments are closed.