Governador Beto Richa cogita disputar o Senado em 2014

* Tucano não descarta hipótese de desistir da reeleição

A derrota de Ducci em Curitiba comprometeu o projeto político de Richa. O jogo ainda está sendo jogado, mas o tucano não descarta a hipótese do Senado.
à‰ exatamente isso que corre nos bastidores da política paranaense. O governador Beto Richa (PSDB) estaria pensando em não disputar a reeleição em 2014. O tucano teria mirado na única cadeira do Senado em jogo daqui a 2 anos.

Por que tamanha reviravolta no cenário? O resultado pífio colhido nas urnas pelo governador. Em Curitiba, por exemplo, Richa não conseguiu emplacar seu candidato, o prefeito Luciano Ducci (PSB), que não avançou para o segundo turno. Agora, “escondidinho”, o governador apoia Ratinho Junior (PSC) contra Gustavo Fruet (PDT).

A situação também é complicada para o governador tucano em outras praças que haverá eleição de segundo turno neste domingo (28).

Em Cascavel e Ponta Grossa os petistas Professor Lemos e Péricles Mello, respectivamente, são os favoritos.

Em Londrina e Maringá, o PP, do indigesto! Ricardo Barros, também é o favorito na disputa. O que significa que Richa poderá se tornar refém de seu ex-secretário da Indústria e Comércio ou mesmo ferrenho adversário.

Some-se à  ausência de garrafas! (prefeitos eleitos do próprio partido e mesmo aliados) o aumento de insatisfeitos com governo do PSDB, segundo dados de institutos de pesquisa.

Enfim, sendo verdade ou boato essa história do Senado, Beto Richa terá, a partir da semana que vem, 15 dias para refletir sobre essa possibilidade. No domingo (28), depois de votar, ele embarcará para a China em missão governamental.

O problema é que se ele disputar o Senado terá que abrir mão do governo um ano antes. Assim, o secretário da Educação e vice Flávio Arns (PSDB) assumiria a titularidade do Palácio Iguaçu, ou seja, seria governador por um ano!, disse ao blog um palaciano, que ainda emendou: O Beto está muito assustado com o resultado das urnas!.

Comments are closed.