CPI do pedágio já tem assinaturas, mas não sai neste ano

por Sandro Moser, via Gazeta do Povo

Deputado Nelson Luersen.

O deputado estadual Nelson Luersen (PDT) protocolou ontem o pedido de abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as concessões do pedágio no Paraná. O requerimento de abertura da comissão recebeu 24 assinaturas de deputados da situação e da oposição !“ seis a mais do que as 18 necessárias para a instalação da CPI. Mas a investigação só deve começar no ano que vem porque já há outras na fila! para serem instaladas ou concluídas !“ e o regimento da Assembleia não permite o funcionamento simultâneo de mais do que cinco CPIs.

Atualmente, a CPI das Falências está paralisada pela Justiça. Outra investigaria os grandes devedores do estado, mas não chegou a ser formalmente instalada. Além destas, outras quatro CPIs !“ da telefonia, do Ibope, dos planos de saúde e das obras da Copa !“ foram propostas na semana passada, numa manobra interpretada como uma tentativa governista de evitar a investigação do pedágio, já que o governo está negociando com as concessionárias.

A proposta de criação da CPI do Pedágio surgiu há duas semanas, depois que o deputado Cleiton Kielse (PEN) acusou colegas parlamentares de atuarem para impedir a investigação do pedágio. Segundo o deputado Luersen, o mais difícil! era conseguir as assinaturas. Agora cabe ao presidente da Casa [Valdir Rossoni] implantar a CPI o mais rápido possível!, disse Luersen, propositor da investigação.

Comentários encerrados.