Clima esquenta no penúltimo debate na televisão

Publicado em 2 outubro, 2012

por Amanda Kasecker, via Bem Paraná

O terceiro debate entre os candidatos à  Prefeitura de Curitiba na RIC: cheio de ataques. (foto: Franklin de Freitas)
A cinco dias da eleição, o terceiro debate entre os candidatos à  Prefeitura de Curitiba, que aconteceu ontem na RIC, foi marcado por ataques. Participaram Luciano Ducci (PSB), Ratinho Junior (PSC), Gustavo Fruet (PDT), Rafael Greca (PMDB) e Bruno Meirinho (PSol). O formato do programa cheio de confrontos diretos favoreceu a troca de farpas e críticas. Nenhum dos candidatos saiu ileso.

Com um primeiro bloco bastante longo, com cerca de uma hora de duração, os cinco participantes foram sabatinados pela mediadora, a jornalista Joice Hasselman, e por dois outros candidatos. Foram vários momentos de exaltação.

O primeiro sabatinado, Rafael Greca (PMDB) logo mostrou como ia ser o ritmo. Em sua primeira resposta, criticou a ponte estaiada e o atual projeto do metrô. Ducci, candidato sorteado para sabatiná-lo, questionou a irresponsabilidade de Greca em dizer que a obra era superfaturada. Com R$ 95 milhões eu faria dez viadutos!, respondeu o candidato do PMDB, que ainda cobrou o prefeito para tapar buracos no viaduto do Xaxim.

Na seqà¼ência, Greca criticou a gestão na área da saúde e chamou Luciano Ducci de médico agropecuário!. Greca também criticou Ratinho Junior falando que seu projeto para a saúde de colocar ônibus com especialistas é uma coisa horrorosa!.

O segundo sabatinado, Bruno Meirinho, se concentrou em propostas e citou constantement a desigualdade de Curitiba e a privatização de serviços, suas principais críticas à  atual gestão.

De volta ao centro do debate, Luciano Ducci foi sabatinado e voltou a ser criticado pelos adversários. Questionado pela apresentadora, ele assumiu problemas na saúde. Claro que enfrentamos problemas na saúde. Resolvemos totalmente? à‰ claro que não!, declarou.

Um segundo ponto polêmico foi levantado por Ratinho Junior, que sugeriu que o prefeito não sabia o real déficit das vagas em creches. Eu sei muito bem quantas vagas estão faltando. Entendo muito bem de gestão pública. Sei do orçamento, sei quanto custa fazer cada creche, sei quantos funcionários. Minhas propostas não são irreais!, defendeu-se Ducci.

Gustavo Fruet, em suas respostas, citou o governo federal, a presidente Dilma Rousseff e falou em diversas parcerias. Agressivo, Fruet ainda atacou Greca e Ducci, os dois adversários que o sabatinaram. Eu não entrei nessa campanha por pegadinha. Não entrei para tentar acertar o erro do adversário. Neste momento está em jogo quem tem capacidade de liderar. Quem já teve oportunidade deve reconhecer que já passou sua época!, disse Fruet a Greca.

Contra Ducci, o discurso foi parecido. Ao ouvir a tréplica do prefeito em que ele disse que vai tirar todas as famílias da beira do rio, Fruet disparou: Esta é uma diferença entre nós na eleição. Você já teve a oportunidade. O senhor criou a Secretaria de Habitação e poderia ter destinado recurso!, acusou.

Ainda no primeiro bloco, Ratinho Junior fechou a parte dos questionamentos entre candidatos. Novamente o candidato do PSC voltou a falar das filas nas creches e chegou a trocar ofensas com Gustavo Fruet, ex-colega na Câmara Federal.

O candidato do PDT abriu o fogo falando que voltou de Brasília sem concessão de rádio, sem cargos, ao contrário de você e seu pai!, disse Fruet. Talvez esse seu destempero e agressividade seja causado pelas pesquisas que o colocam quase em quarto lugar. Tenho feito política limpa com propostas transparentes e aliás, quem tem feito uma campanha suja, por trás dos panos, na calada da noite, são outros candidatos!, sugeriu Ratinho por sua vez.

Comments are closed.