Câmara sugere que prefeitura interrompa repasses ao Atlético-PR

por Fernando Castro, do G1 PR

Felipe Braga Cortes apresentou o requerimento (Foto: CMC)

O plenário da Câmara Municipal de Curitiba aprovou na manhã desta segunda-feira (15) um requerimento que sugere à  Prefeitura que interrompa o repasse de títulos de potencial construtivo ao Atlético-PR. O autor da proposta, Felipe Braga Cortes (PSDB), sugeriu que o dinheiro deixe de ser entregue até que sejam esclarecidas as denúncias de irregularidades feitas pelo ex-diretor jurídico do clube José Cid Campêlo Filho.

Campêlo classificou como imorais! algumas situações no processo de reforma no estádio para a Copa do Mundo de 2014. Apesar de não considerar ilegal, ele condenou a contratação da empresa do filho do presidente do presidente do Atlético-PR, Mario Celso Petraglia para fornecer as novas cadeiras do estádio. Também apontou outro familiar do presidente do clube como responsável pelo projeto arquitetônico do estádio. O clube negou irregularidades e afirmou que as contratações foram licitadas.

De acordo com Cortes, a ideia do requerimento é evitar que sejam emitidos mais títulos de potencial construtivo para avalizar empréstimos ao Atlético-PR. Vamos aguardar o parecer oficial do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) para verificar se trata-se de dinheiro público, mas são denúncias fortíssimas e gravíssimas!, afirmou o vereador. Para ele, se for confirmado que o potencial construtivo é dinheiro público, ele está sendo mal utilizado.

A princípio falta repassar R$ 68 milhões. O total de R$ 90 milhões, corrigidos, dá em torno de R$ 98 milhões. Foi repassado R$ 30 milhões em 6 de junho pelo Governo do Estado, com garantia deste potencial construtivo. A ideia agora é que não seja uma torneira aberta, temos que fechar e esperar o que vai acontecer!, afirmou Cortes. O requerimento pode ser acatado ou não pela Prefeitura, e tem caráter de posicionamento da Casa, segundo o vereador.

Questionado se um projeto de lei não seria mais efetivo para evitar os repasses, Cortes afirmou que não é o momento!. à‰ uma precaução, é a Câmara se posicionar no sentido de dizer que os agentes públicos devem segurar, o que deve ser feito de qualquer forma, porque não existe clima para isso agora!, afirmou o vereador.

6 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I simply want to tell you that I’m newbie to blogging and site-building and certainly liked this web-site. Likely I’m planning to bookmark your site . You actually come with exceptional stories. Thank you for revealing your web page.

  2. Sempre foi dinheiro público. Não sei por que dúvidas sobre essa obviedade. Nenhum centavo deveria ter sido colocado em um projet0 privado. Menos investimento em futebol e mais em educação.

  3. SO porque o prayboy aí é COXA ele fica perturbando e tirando de limpinho quando é picareta de primeira…

  4. Sou torcedor fanático do Atlético Paranaense, porém, não sou conivente com a corrupção e não aceito o mal uso do dinheiro público – tem que investigar mesmo!!!

  5. Até agora pouco esse jovem vereador era a favor, será que, se não fosse a denúncia do Dr. Campello, teria aprovado, agora que DUCCI perdeu, todos voos estão para o ninho do GUSTAVO, hoje tem GUSTAVO FRUET/PDT/PT/PSDB/DEM e a mais nova aquisição, PPS, que quer deixar a família bem, com pelo cargo. O PT 6 secretarias, Osmar voltou quer espaço, PPS quer deixar a família bem, a turma do PSDB que assegurar seus cargos. Parabéns, agora entendo porque a elite vota no GUGA do PT/PSDB/PPS/DEM/PDT.

  6. E ninguem pode acusar o vereador Braga Cortes de parcialidade. Ve-se pela gravata que é atleticano.