22 de outubro de 2012
por esmael
65 Comentários

Governo Richa entra de sola na campanha de Ratinho Jr

* Ratinho Jr reunido com 200 comissionados do governo estadual

Na última quinta, Ratinho, pai do candidato, esteve com Beto Richa.

O candidato a prefeito de Curitiba pelo PSC, Ratinho Junior, é esperado no Hotel O’hara, na Praça Ouvidor Pardinho, onde está acontecendo neste momento uma reunião com cerca de 200 servidores comissionados do governo estadual. Leia mais

22 de outubro de 2012
por esmael
24 Comentários

Requião critica “linha” da propaganda de Ratinho Jr na tevê

* “Campanha de Ratinho Jr deu guinada ao conservadorismo no 2!º turno”, concordam o senador e os comunistas do PCdoB

Roberto Requião (PMDB).

O senador Roberto Requião (PMDB), principal arquiteto da candidatura de Rafael Greca no primeiro turno e do apoio do partido à  candidatura de Ratinho Junior (PSC) no segundo turno, criticou o programa eleitoral do neo-aliado. Para o peemedebista, que chegou de Guadalajara, México, nesta segunda-feira (22), a tevê de Ratinho está sem “norte”. Leia mais

22 de outubro de 2012
por esmael
46 Comentários

Richa explica derrota em Curitiba

via Estadão

Doze governadores não conseguiram eleger ou levar seus candidatos para o segundo turno nas capitais. Entre eles, o Beto Richa (PSDB), do Paraná, foi quem sofreu a derrota mais surpreendente. Apoiado por Richa, Luciano Ducci (PSB) foi o único prefeito de capital não reeleito no primeiro turno. O governador reconhece que o resultado na capital deixou os adversários “alvoroçados”. “Foi uma injeção de ânimo para eles”, diz.

Richa agora faz campanha em quatro cidades (Londrina, Maringá, Ponta Grossa e Cascavel) e anunciou neutralidade na disputa entre o ex-tucano Gustavo Fruet (PDT) e Ratinho Junior (PSC) pela prefeitura de Curitiba.

Insatisfeito no PSDB, o ex-deputado Fruet, um dos maiores críticos do PT e do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante a CPI que investigou o mensalão, entrou para a base da presidente Dilma Rousseff e chegou ao segundo turno em aliança com os petistas, patrocinada pelo casal de ministros Gleisi Hoffmann (Casa Civil) e Paulo Bernardo (Comunicações).

“Em Curitiba, fomos pegos de surpresa na apuração. O prefeito fez um bom mandato, mas não se traduziu em votos. Aqui no Paraná o eleitor esteve mais focado nos candidatos do que nos padrinhos políticos. Em cidades menores, o deputado, o governador têm bastante peso, mas não na capital”, analisa Richa.

O governador não poupa o ex-companheiro Fruet. “Vi com muita estranheza, depois de tantos ataques ao PT e ao Lula, o Gustavo abraçado com os petistas. Temo que a candidatura dele seja um cavalo de Troia. Se ele for eleito, haverá um desembarque de petistas na prefeitura”, diz o governador.

Embora elogie a campanha de Ratinho, pelo “extraordinário desempenho com méritos próprios”, o governador tucano reconhece que o mais provável é que dispute a reeleição em 2014 com um adversário no comando da capital. “Seria muito melhor que o prefeito da capital fosse um aliado. Mas tenho um reduto forte em Curitiba, fui reeleito (prefeito) em 2008 com 77% dos votos”, diz Richa, ressaltando que ainda nem sabe se disputará a reeleição.

22 de outubro de 2012
por esmael
48 Comentários

Sinto que a campanha cresceu”, diz Ratinho Junior

O candidato a prefeito de Curitiba pelo PSC, Ratinho Junior, depois de carreata na região Sul, disse hoje (22) que sua campanha cresceu nos últimos dias. O candidato vem priorizando a área porque a campanha do adversário Gustavo Fruet (PDT), apoiada por lideranças e militantes petistas, também tem procurado avançar no território que foi considerado “seu” no primeiro turno.

Sinto que a campanha cresceu nesta última semana. Por onde andamos, pessoas que apoiaram outros candidatos estão aderindo ao nosso projeto de cidade!, comentou.

Isto é uma demonstração clara de que Curitiba quer uma mudança de verdade. Um projeto que prepare a cidade para o futuro e sem alianças políticas que visem apenas à  eleição de 2014!, afirmou o candidato do PSC.

O comboio de Ratinho Junior, segundo a sua campanha, passou pelas regiões do Campo do Santana, Rio Bonito e terminou no Tatuquara.

Estou feliz com esse carinho e apoio. As pessoas já optaram por um novo projeto, focado nas pessoas. Elas querem uma renovação de grupo político, mas também de ideias e caráter!, finalizou Ratinho Junior.

22 de outubro de 2012
por esmael
15 Comentários

Justiça Eleitoral multa Rede Massa em R$ 42 mil

A Justiça Eleitoral multou a Rede Massa em R$ 42.564,00 por dispensar tratamento diferenciado ao candidato a prefeito Ratinho Júnior (PSC) na cobertura da eleição em Curitiba. A emissora afiliada ao SBT é de propriedade do apresentador Carlos Massa, o Ratinho, pai do candidato.

Em caso de reincidência, novas multas com valor duplicado podem ser aplicadas.

Em sua decisão, a juíza eleitoral Renata Estorilho Baganha deixa claro que os telejornais da emissora atacam sistematicamente o candidato Gustavo Fruet e enaltecem o dono da empresa.

Não se trata, evidentemente de censura. Aliás, ilegalidade não se censura, se pune! O que não se pode permitir é determinada emissora de televisão, através de serviço concedido pelo poder público, faça comentários reiterados e depreciativos em face de uma candidatura, afim de beneficiar outra!, afirma a magistrada.

A juíza cita vários programas da Rede Massa como exemplo de tratamento diferenciado. Entre eles o Jornal da Massa do último dia 9, quando foram destinados 2 minutos e 25 segundos para enaltecer Ratinho e 1 minuto para atacar Fruet.

No último dia 12, cita a magistrada, praticamente 8 minutos do telejornal foram usados para atacar Fruet.

A decisão tem como base o artigo 45 da Lei 9.504/97, que estabelece que a liberdade de imprensa é essencial ao estado democrático, mas a lei eleitoral veda à s emissoras de rádio e televisão a veiculação de propaganda política ou a difusão de opinião favorável ou contrária a candidato, partido, coligação, a seus órgãos ou representantes!.

22 de outubro de 2012
por esmael
1 Comentário

Na reta final, candidatos adotam estratégias distintas em Londrina

por Edson Ferreira, via Folha de Londrina

Nesta última semana da campanha eleitoral antes da votação do próximo domingo, referente ao segundo turno da disputa, os dois concorrentes à  Prefeitura de Londrina, Alexandre Kireeff (PSD) e Marcelo Belinati (PP), vão adotar diferentes estratégias para conquistar os eleitores. Em comum, a participação nos quatro debates organizados por veículos de comunicação da cidade.

”Realmente vamos também voltar as nossas atenções para os debates”, afirmou Kireeff.

”São muito importantes para nós”, confirmou o jornalista Ricardo da Guia Rosa, assessor de comunicação de Marcelo. A reportagem tentou falar com o pepista, mas ele estava com o celular desligado.

A série de debates tem sequência com um encontro, na terça-feira, na Rede Massa (afiliada do SBT), à s 22 horas; no dia seguinte, os prefeituráveis estarão na Rádio CBN, num debate promovido em parceria com o Portal Bonde e a Folha de Londrina, à s 10 horas; na quinta-feira, a TV Tarobá (afiliada da Band) promove o encontro entre os oponentes à s 22 horas; e o último debate será na RPC (afiliada da Rede Globo), na noite de sexta-feira, dia em que também se encerra o horário da propaganda política no rádio e na TV.

Contudo, além dos debates e da busca pelos votos decisivos, poucas são as semelhanças nas agendas dos políticos. Enquanto Kireeff reduz o corpo a corpo e aumenta as reuniões ”técnicas com a equipe”, Marcelo intensifica o contato com a população nas caminhadas e reuniões de bairro.

22 de outubro de 2012
por esmael
Comentários desativados em Ministra da Casa Civil diz que Congresso tem que discutir pesquisas

Ministra da Casa Civil diz que Congresso tem que discutir pesquisas

por Luiz Carlos da Cruz, na Folha

A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann (PT-PR), afirmou anteontem que o Congresso Nacional deve discutir a metodologia usada em pesquisas eleitorais para evitar que elas se transformem em “instrumentos de campanha”.

A declaração da ministra foi feita em Cascavel (498 km de Curitiba), antes de ela participar de um evento de apoio ao candidato do PT na cidade, José Lemos.

As pesquisas, segundo ela, retratam um momento e apontam uma tendência, mas não podem ser definidoras de votos: “Nós temos que estudar uma metodologia para que elas não sejam instrumentos de campanha”.

Gleisi, que é senadora licenciada, acrescentou que o “Congresso Nacional vai ter de discutir essa situação”.

Há uma semana, também em Cascavel, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo (PT-PR), marido de Gleisi, havia criticado o Ibope por causa de pesquisas realizadas no primeiro turno em Foz do Iguaçu e em Curitiba, onde o instituto fez “um papelão”, segundo ele.

Em Foz, dois dias antes da votação, o Ibope divulgou pesquisa que apontava o candidato Chico Brasileiro (PC do B) com 52% das intenções de votos, contra 45% de Reni Pereira (PSB).

Como a margem de erro era de quatro percentuais para mais ou menos, eles poderiam estar empatados. Pereira, no entanto, acabou eleito com 54% dos votos válidos, contra 45% de Brasileiro, que tinha o apoio dos ministros.

Em Curitiba, a pesquisa de boca de urna do Ibope, com margem de erro de dois pontos percentuais, apontou que Ratinho Junior (PSC), com 34% das intenções de voto, e Luciano Ducci (PSB), com 29%, iriam ao segundo turno.

No entanto, quem chegou em se

22 de outubro de 2012
por esmael
5 Comentários

Feltrin diz que movimentos sociais estão com Gustavo Fruet

Edson Feltrin (Femotiba).

O advogado Edson Feltrin, presidente da Federação dos Moradores de Curitiba (Femotiba) e um dos coordenadores da campanha de Gustavo Fruet (PDT), informa que os movimentos sociais organizarão um ato político na próxima quarta-feira (24), a partir das 19 horas, na Sociedade Morgenau, em apoio à  candidatura do pedetista. Leia mais

22 de outubro de 2012
por esmael
3 Comentários

Péricles e Rangel terão semana decisiva em Ponta Grossa

por Aline Rios, via Diário dos Campos

Os candidatos a prefeito que disputam o segundo turno em Ponta Grossa, Marcelo Rangel (PPS) e Péricles de Mello (PT), têm uma semana decisiva pela frente. Nos últimos dias que antecedem a votação do dia 28, os concorrentes devem intensificar a busca pelo convencimento e aproximação do eleitorado. Neste sentido, vale apostar na propaganda e também em atividades como a realização de caminhadas, passeatas e carreatas. Os prefeituráveis também devem aproveitar a semana para trazer a cidade nomes de peso da política, em manifestação de apoio à s suas campanhas.

Hoje, por exemplo, está programada a vinda do ministra da Saúde, Alexandre Padilha a Ponta Grossa. De acordo com as informações divulgadas pela assessoria da coligação ‘Viva Ponta Grossa!’, Padilha manifestará seu apoio à  candidatura de Péricles a partir das 16 horas em evento no Espaço Ponta Grossa. Ainda durante a visita, o ministro também se reúne com profissionais da saúde que atuam para discutir sobre os principais problemas da área no município e apontar soluções.

Péricles observa que a saúde é uma das áreas que mais motiva preocupações por parte da população.

Todas as pesquisas indicam que a saúde é a principal preocupação dos ponta-grossenses, por isso consideramos a vinda do ministro Padilha como estratégica para a cidade, que pode ter todos os programas do governo federal ampliados em Ponta Grossa, além da implantação dos que ainda não estão disponíveis na cidade!, expõe.

Padilha já gravou depoimento em favor de Péricles para o horário eleitoral gratuito, enfatizando a necessidade de Ponta Grossa eleger um prefeito sintonizado com o governo federal.

Quando foi prefeito, ações do Péricles pela Saúde mereceram prêmios nacionais e aceitação geral da população. Reduziu muito as taxas de mortalidade infantil e materna, implantou o programa Saúde da Família, o Brasil Sorridente e muito mais. Exemplo de amor pelo seu povo, mais experiente e maduro, Péric

22 de outubro de 2012
por esmael
16 Comentários

Ratão diz que seu filho não é Collor

via UOL Eleições 2012

Além de maior doador, o apresentador de TV Carlos Massa, o Ratinho, é figura atuante na campanha de seu filho, Ratinho Junior (PSC), na corrida eleitoral pela Prefeitura de Curitiba. De segunda a quarta, ele passa em São Paulo gravando seu programa no SBT. No restante da semana, ele está em comícios e carreatas com seu primogênito na capital do Paraná.

Ele rebate as críticas do rival Gustavo Fruet (PDT), que comparou Ratinho Júnior com o ex-presidente Fernando Collor. “à‰ um truque idiota, imbecil”, responde o pai celebridade.

O empresário e apresentador de TV deu a entrevista em sua casa em Alphaville, condomínio de luxo na cidade de Barueri, na Grande São Paulo, na semana passada, antes da divulgação das pesquisas Datafolha e Ibope, que colocam Fruet na liderança. No primeiro turno, o candidato do PSC terminou a disputa em primeiro, com 34% (332.408) dos votos válidos contra 27% (265.451) do pedetista.

Ratinho confirmou ainda que ligou para o ex-presidente Lula para que ele se mantivesse neutro na campanha curitibana, afinal, Fruet é apoiado pelo PT e conta com inserções de ministros petistas como Gleisi Hoffman e Paulo Bernardo, que comandam o partido no Estado.

22 de outubro de 2012
por esmael
13 Comentários

Justiça proíbe gráfico com pesquisas no programa de Ratinho Junior

Juíza também proibiu jornal sobre panfletos apócrifos

Justiça proíbe comparação de pesquisas Ibope e Datafolha.

A Justiça Eleitoral proibiu ontem (21) que o candidato do PSC à  prefeitura de Curitiba, Ratinho Junior, exiba no seu programa de tevê no horário eleitoral gráfico que compara desempenho entre os institutos Datafolha e Ibope. Leia mais

22 de outubro de 2012
por esmael
14 Comentários

2!º turno em Cascavel, Oeste do Paraná, tem bang bang e prisão

Assessor parlamentar Nivaldo Missio (jaqueta preta) foi levado à  sede da Polícia Federal em Cascavel. Foto: divulgação.

A Polícia Federal prendeu ontem à  noite Nivaldo Missio, assessor do deputado estadual Adelino Ribeiro (PSL), flagrado distribuindo panfletos apócrifos contra o candidato a prefeito de Cascavel pelo PT, Professor Lemos. Outras quatro pessoas foram levadas à  Polícia Militar. Leia mais