13 de outubro de 2012
por esmael
7 Comentários

Toninho da Farmácia vai de Ratinho

O candidato a prefeito pelo PSC, Ratinho Junior, está feliz da vida neste sábado (13). à‰ porque ele recebeu o apoio do vereador eleito Toninho da Farmácia, do PP, que conquistou quase dez mil votos na região do CIC (Cidade Industrial de Curitiba).

A força das novas ideias está unindo todas as pessoas do bem. Este projeto está focado em cuidar de todas as pessoas com o comprometimento, humanismo e responsabilidade que só o projeto do Ratinho Junior tem!, declarou o vereador eleito, que no primeiro turno estava com Luciano Ducci (PSB).

Ratinho Junior destaca que os apoios voluntários representam um entendimento de que as propostas são as ideais e mais consistentes para a cidade. Nosso projeto está construindo pontes unindo as pessoas de bem. Queremos que a nossa cidade volte a ser referência para o Brasil!, comentou Ratinho Junior.

13 de outubro de 2012
por esmael
23 Comentários

A dúvida de Ratinho Junior: bater ou não bater no PT?

Ratinho e Gustavo Fruet em debate com universitários. Foto: divulgação.

Os estrategistas da campanha de Ratinho Junior (PSC) estão com uma grande bananosa nas mãos e estão tendo dificuldades para descascá-la. Uma parte deles defende arrepiar! o PT, principal sócio na coligação de Gustavo Fruet (PDT). Outra quer aliviar as críticas aos petistas. Leia mais

13 de outubro de 2012
por esmael
4 Comentários

55% dos prefeitos foram reeleitos

da Agência Brasil

O resultado das eleições municipais deste ano mostrou que os atuais prefeitos são beneficiados pelo instituto da reeleição, apesar do número dos prefeitos que conseguiram mais um mandato ser menor do que nos pleitos anteriores. Dos 2.736 candidatos que disputaram um novo mandato 55% deles foram reeleitos, ou seja, 1.505, segundo levantamento da Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

Dos quase 5.600 prefeitos, 3.659 poderiam pleitear mais um mandato, mas 923 optaram por não concorrer. A estimativa da CNM, antes do pleito, era que o percentual de reeleitos fosse em torno de 66%, número maior que os 55% que conseguiram um novo mandato. Nas eleições de 2008, 65,9% dos prefeitos que disputaram um novo mandato foram reeleitos. Já nas eleições de 2004 e 2000 o número de reeleitos foi 58,2%, de acordo com levantamento feito pela CMN com base nos dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Segundo a entidade, os estados que mais conseguiram reeleger seus prefeitos foram Rio Grande do Norte (69,1%), Paraíba (68,4%), Rio Grande do Sul (67,6%), Pernambuco (62,4%) e Mato Grosso do Sul (61,3%). Levando em conta apenas o número de municípios, os estados que mais reelegeram prefeitos foram Minas Gerais, com 185 reeleitos, São Paulo, com 182, e Rio Grande do Sul, com 163.

A Emenda Constitucional 16, que permitiu a reeleição do presidente da República, governadores e prefeitos, foi aprovada pelo Congresso Nacional e promulgada em 4 de junho de 1997, no governo do então presidente Fernando Henrique Cardoso, que foi o primeiro presidente beneficiado pelo dispositivo na eleição de 1998.

A primeira el

13 de outubro de 2012
por esmael
21 Comentários

Artigo de Leonardo Boff: “A espetacularização e a ideologização do Judiciário”

por Leonardo Boff*

Para não me aborrecer com e-mails rancorosos vou logo dizendo que não estou defendendo a corrupção de políticos do PT e da base aliada, objeto da Ação Penal 470 sob julgamento no STF. Se malfeitos forem comprovados, eles merecem as penas cominadas pelo Código Penal. O rigor da lei se aplica a todos.

Outra coisa, entretanto, é a espetacularização do julgamento transmitido pela TV. Ai é ineludível a feira das vaidades o vezo ideológico que perpassa sobre a maioria dos discursos.

Desde A Ideologia Alemã de Marx/Engels (1846) até Conhecimento e Interesse de J. Habermas (1968 e 1973) sabemos que por detrás de todo conhecimento e de toda prática humana age uma ideologia latente. Resumidamente podemos dizer que aideologia é o discurso do interesse. E todo conhecimento, mesmo o pretende ser o mais objetivo possível, vem impregnado de interesses. Pois assim é a condição humana. A cabeça pensa a partir de onde os pés pisam. E todo o ponto de vista é a vista de um ponto. Isso é inescapável. Cabe analisar politica e eticamente o tipo de interesse, a quem beneficia e a que grupos serve e que projeto

13 de outubro de 2012
por esmael
6 Comentários

Depois de Fruet passar para o 2!º turno, Osmar desce do muro

Osmar promete lideranças nacionais para Fruet. Foto: divulgação.

Na véspera do primeiro turno, o ex-senador Osmar Dias, presidente estadual do PDT, havia jurado de pés juntos que não poderia fazer campanha eleitoral em favor de correligionários porque o Banco do Brasil, onde ocupa o cargo de vice-presidente de Agronegócios e Micro e Pequenas Empresas, o proibia de se manifestar publicamente. Leia mais

13 de outubro de 2012
por esmael
11 Comentários

Ratinho Junior ganha apoio de Alzimara Bacellar; Ney Leprevost adia decisão para segunda-feira

Alzimara Bacellar (PPL).

A ex-candidata à  prefeitura de Curitiba, Alzimara Bacellar, do PPL, vai anunciar na segunda-feira (15), à s 14 horas, apoio a Ratinho Junior (PSC) no segundo turno. O ato político está marcado para as 14 horas no diretório municipal do PSC, rua Ivo Leão, 544, no Centro Cívico. Leia mais

13 de outubro de 2012
por esmael
10 Comentários

Mensalão na Arena da Baixada? Pode isso, Arnaldo?

O jornalista Augusto Mafuz afirma em sua coluna de hoje, no jornal Tribuna, que há uma guerra intestina e insanável na cúpula dirigente Clube Atlético Paranaense (CACP).

O vice-presidente administrativo do Atlético, o advogado Cid Campelo Filho, deu prazo até terça-feira (16) para que o presidente, Mario Celso Petraglia, sob pena de levar denúncias de suposto favorecimento de seu filho e de seu primo ao Ministério Público.

“Mas antecipo a conclusão: sai rápido daí, Petraglia. Sai rápido. Sai daí logo, antes que você quebre o Atlético. O caso é de polícia”, diz um trecho da coluna de Mafuz, que reproduzo abaixo na íntegra:

Mensalão atleticano

por Augusto Mafuz, via Tribuna do Paraná

A cena é tão forte, que embora recente já se tornou uma lenda. Roberto Jefferson, encarando José Dirceu, disse: Sai rápido daí, Zé. Sai rápido. Sai daí logo, antes que você faça réu um homem inocente!. Por acreditar no seu poder, José Dirceu não seguiu o conselho. Condenado pelo STF, terá que se submeter a algum regime prisional.

à‰ mais ou menos isso que está ocorrendo no Atlético. Cid Campelo Filho não concordou com o fato de Mário Celso Petraglia, dos 30 milhões de reais do dinheiro que o clube recebeu do poder público, tenha