Prefeito de Londrina que recebeu propina não vai renunciar, garante advogado

José Joaquim Ribeiro (PSC).

No cargo há 35 dias, o prefeito de Londrina, José Joaquim Ribeiro (PSC), não vai renunciar nas próximas horas como se especula na frente política daquele município do Norte do Paraná. A informação é do advogado Paulo Nolasco.

O prefeito confessou ontem, em depoimento no Gaeco, que recebeu R$ 150 mil em propina de empresas de kit escolar.

O advogado de Ribeiro disse nesta manhã que o prefeito é honesto e que não ficou com o dinheiro da propina. Teria apenas repassado o valor.

Ribeiro, que era vice, assumiu a prefeitura no final de julho em virtude da cassação do mandato de Barbosa Neto (PDT) pela Câmara Municipal. O pedetista caiu por causa de denúncias de utilização de vigias pagos com dinheiro da prefeitura numa rádio que pertence à  sua família.

O partido de José Joaquim Ribeiro, o PSC, compõe oficialmente a coligação de Marcelo Belinati (PP), que lidera as pesquisas pela prefeitura. Segundo informações vindas de Londrina, o prefeito estava empenhado na eleição de Belinati.

4 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. ABAIXO A RATAZANA DE GABINETE – JOSÉ RIBEIRO – VALE CAMPANHA- R.$. 150.000,00 –

    AONDE FICA O P.S.C. DOS RATOS.

  2. Observem os fatos como ocorreram. Entrevistado por Loriane Comeli/Folha de Londrina, na véspera de confessar ter recebido propina de R$ 150 mil de empresa vencedora em licitação (e na confissão tenta envolver Barbosa Neto, que já era o principal visado nas investigações e nada provaram contra ele), o prefeito tampão José Joaquim Ribeiro (PSC) disse que nomeou para alto cargo comissionado o advogado Maicon Castilho, procurador em processo da ex-secretária Karin Sabec (PR), a pedido do vereador Padre Roque (também do PR), que surpreendeu votando a favor da cassação do prefeito Barbosa Neto (PDT), em 30 de julho.

    Portanto, a partir da posse de Ribeiro entrou em vigor o “toma lá, dá cá” que Barbosa havia acabado e voltaram a valer os acertos escusos entre o prefeito e alguns vereadores, tanto que foram logo aumentando de 50 para 160 os cargos comissionados para distribuir entre eles. E temendo o fracasso de seu mandato relâmpago Ribeiro avisou ao vereador Marcelo Belinati (PP) que não participaria da campanha “até para o bem dele, porque como eu estou num governo de cinco meses tem muita coisa que pode ocorrer e pode até atrapalhar os planos dele”.

    A prática desses grupos assim mesmo, sempre haverá recursos para as suas fanfarrices políticas enquanto que para manter os serviços públicos funcionando adequadamente alardeiam problemas financeiros e jogam a conta nas costas do antecessor.

  3. Caro Esmael, sua informação não procede. O tal do Ribeiro deu entrevista nessa semana, antes de acontecer tudo isso portanto, para folha de Londrina e disse com todas as letras que não estava participando e nem participaria de nenhuma campanha de candidato a prefeito…
    Me desculpa, mas tá parecendo que você tá querendo soltar boatos a pedido do PT…

  4. Digam para o advogado do José Joaquim Ribeiro que Prefeito honesto não teria recebido a propina e repassado para outros corruptos. Teria recusado esse dinheiro imundo e ainda denunciado à Polícia. Infelizmente, a certeza da impunidade tem levado esses meliantes a esse tipo de atitudes.