Prefeito de Curitiba é investigado por usar secretaria na eleição

por Estelita Hass Carazzai, via Folha de S. Paulo

Luciano Ducci (PSB).

O Ministério Público Eleitoral em Curitiba investiga se a campanha do candidato à  reeleição, Luciano Ducci (PSB), está utilizando uma lista de e-mails da prefeitura para enviar material eleitoral –o que caracterizaria propaganda irregular.

A reportagem teve acesso a um e-mail enviado no fim de agosto pela campanha a pelo menos 450 pessoas que participam das atividades da Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude.

O e-mail é assinado pela “equipe comitê jovem”.

Dez destinatários disseram à  Folha que haviam cadastrado seus e-mails para receber informações sobre eventos esportivos, mas que não autorizaram o envio de material de campanha eleitoral.

A secretaria, que nega ter repassado os endereços de e-mail à  campanha, é comandada por Marcello Richa, licenciado do cargo desde o início do mês para se dedicar à  campanha de Ducci.

Marcello –filho do governador Beto Richa (PSDB)– é presidente da Juventude Nacional do PSDB e atua no Comitê da Juventude de Ducci, coordenado pelo filho do candidato, Ricardo Ducci.

O e-mail lista 28 propostas do prefeito. “E você, já sabe quais são os planos do Luciano para melhorar ainda mais as práticas de esporte na nossa cidade?”, diz a mensagem.

A campanha e a secretaria negam irregularidades.

Os principais adversários do prefeito são Ratinho Junior (PSC) e Gustavo Fruet (PDT).

Segundo o Datafolha divulgado no começo de setembro, Ducci divide a liderança com o candidato do PSC.

OUTRO LADO

A Secretaria do Esporte, Juventude e Lazer de Curitiba informou que não houve envolvimento de servidores no envio de e-mails de campanha do prefeito Luciano Ducci (PSB). A secretaria, que disse desconhecer o material, informou que seu mailing é formado por 8.197 e-mails.

A coordenação da campanha informou, em nota, que “não há vinculação do mailing de campanha com qualquer mailing da prefeitura”.

Comentários encerrados.