Fruet critica institutos e diz que pesquisa não faz eleição!

por Amanda Audi, via Gazeta do Povo

Para Fruet existe má-fé! em alguns institutos de pesquisa.
Em entrevista à  rádio BandNews FM, o candidato à  prefeitura de Curitiba Gustavo Fruet (PDT) fez crítica à s metodologias utilizadas por institutos que medem intenção de voto e afirmou que “pesquisa não faz eleição”. Ele também criticou a gestão atual pelo caso da Sanepar, ligou o cadidato à  reeleição, Luciano Ducci (PSB), ao ex-vereador João Cláudio Derosso (sem partido) e comentou a mudança de tom de em sua campanha

O candidato diz que existe má-fé! em alguns institutos de pesquisa. A margem de erro é alta e isso influencia significativamente o resultado!, aponta. Para ele, as pesquisas estão sendo usadas mais como propaganda para candidatos do que como fonte de informação. Peço que as pessoas esqueçam a ideia do voto útil! [votar em candidatos que estão à  frente nas pesquisas]. Os institutos de pesquisa já erraram na época da minha candidatura ao Senado. Pesquisa não faz eleição!.

Perguntado sobre a mudança de tom em seus programas eleitorais veiculados no rádio e na televisão, Fruet disse que “agora [a campanha] está mais leve, com depoimentos bonitos, como o da ex-ministra Marina Silva (sem partido) [veiculado na segunda-feira (25) à  noite na tevê]!.

O candidato afirmou mais uma vez que os outros prefeituráveis estão utilizando métodos baixos para denegrir sua imagem e, por isso, precisa se defender. Ele reiterou que foi o único, entre os candidatos, a pedir a saída de João Cláudio Derosso (sem partido), acusado de corrupção, da Câmara Municipal de Curitiba. Nem Ratinho Junior e nem Luciano Ducci fizeram isso. Inclusive a irmã de Derosso, Mary Derosso (PSDB), é candidata a vereadora na chapa de Ducci!.

Sanepar

A responsabilidade é da gestão!, disse Fruet em relação ao caso da Sanepar !“ crise que se iniciou na semana passada, com uma operação da Polícia Federal que acusa a Sanepar de ser a maior poluidora dos rios do Estado!. Segundo o candidato, a prefeitura não cumpriu o seu papel de fiscalizar a empresa de saneamento. Ele também critica o diretor da Sanepar, Fernando Ghignone, por estar ausente da empresa em seu momento de maior crise e participar da campanha do candidato à  reeleição.

Bruno Meirinho

O candidato Bruno Meirinho (Psol) foi o primeiro a participar desta rodada de entrevistas da BandNews, na segunda-feira (24). Ele falou sobre a caminhada Revelando Curitiba!, em que ele e sua equipe percorreram cerca de 50km pelos bairros de Curitiba !“ do Centro à  Cidade Industrial. Passamos por regiões que são esquecidas pela propaganda oficial da prefeitura. Lugares sem infraestrutura, com problemas de acessibilidade. A urbanização em Curitiba aconteceu de maneira desigual. Temos que esquecer o mito da cidade-modelo!, afirma o candidato.

Meirinho também comentou a possibilidade de segundo turno: Os candidatos mais cotados ao segundo turno são muito parecidos. à‰ preciso que uma oposição de verdade participe da política em Curitiba!. O candidato ainda falou sobre suas propostas caso seja eleito, como regularização fundiária, contenção da inflação no mercado imobiliário e medidas de saneamento básico nos bairros, entre outras.

Comments are closed.