Ducci reclama da RPC TV

Foto: reprodução.

A coligação do prefeito Luciano Ducci (PSB) está na bronca com a RPC TV. Segundo os duccistas, a emissora descumpriu na noite desta sexta-feira, 28, decisão da Justiça Eleitoral e exibiu o programa de Rafael Greca (PMDB) considerado ofensivo ao candidato à  reeleição.

O programa fora exibido à  tarde e o jurídico de Ducci acionou a juíza Renata Baganha, da 3!ª Zona Eleitoral, que considerou o programa irregular e notificou as emissoras, proibindo a sua veiculação. Mesmo com a ordem judicial, a Globo/RPC exibiu o programa de Greca.

9 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Tem que falar a verdade de DUCCI , descer o nível e mostrar quem ele é .

  2. opa eleitores de curitiba veja bem em quem votar? rafael greca falou em colombo que iria fazer a tranzumbiensa na vila zumbi quando era da cohapar. o ratinho foi a favor do desarmamento e autor do progeto, so desarmou o povo de bem os bandido ficaram armado.

  3. O DUCCI E UM PREFEITO DE MENTIRAS , NAO GOSTA DE OUVIR AS VERDADES .

  4. Montagem é crime!!!

  5. Greca só falou a verdade. Onde está o mal nisso? Este Ducci é uma piada mesmo, vejam http://www.youtube.com/watch?v=vK0zRCdrVp0

  6. Greca sepultou de vez as pretencões de reeleicão do Ducci.

    • Para quem tem um minimo de consciência cidadã, esta real exposição do Greca sepultou de vez Ducci, como diz o comentário acima.

    • Greca, representante jurássico da política rejeitada pelo eleitor moderno, se perde em poemas e poesias, pseudocríticas subliminares, oriundo de um PMDB rachado que bipolariza Beto e Requião.

      Torço, pelo bem de Curitiba, que Greca apóie Ratinho. As chances de Ducci aumentam com esta sinistra aliança…

      O Curitibano já rejeita natural e notoriamente o PT. Um amargo aprendizado para Fruet.

      O segundo turno promete emoções fortes, num verdadeiro 1×1, marcado pela escolha entre novas idéias (muitas impossíveis de serem cumpridas) e o tradicional estilo de gestão pública das últimas décadas.

      Vamos acompanhar de perto. Prefiro os mais experientes do que os “paraquedistas” e “oportunistas”…