Datafolha SP: Haddad ameaça atropelar Serra

da Folha.com

O tucano José Serra lidera rejeição com 42%.

Em seis dias, o candidato do PRB à  Prefeitura de São Paulo, Celso Russomanno, cresceu quatro pontos e ampliou sua vantagem sobre os adversários.

Pesquisa Datafolha realizada ontem e anteontem mostra Russomanno na liderança isolada da disputa, com 35% das intenções de voto.

O tucano José Serra, em trajetória de queda desde o fim de junho, oscilou mais um ponto para baixo e agora tem 21%. Fernando Haddad (PT) oscilou dois para cima e está com 16%.

Como a margem de erro é de 3 pontos para mais ou para menos, Serra e Haddad estão em empate técnico.

O candidato do PMDB, Gabriel Chalita, manteve os 7% da pesquisa anterior. Soninha Francine (PPS) tem 5%.

Em simulações de segundo turno, Russomanno venceria tanto Serra quanto Haddad.

Num embate direto com o tucano, ele triunfaria por 58% a 30%. Se disputasse a fase final com Haddad, ganharia por 56% a 30%.

Esta é a primeira vez na atual disputa que o Datafolha simula segundo turno para a eleição paulistana.

O instituto também investigou um eventual enfrentamento entre Serra e Haddad na fase final. Nesse caso, o candidato petista venceria o tucano por 46% a 37%.

CONSOLIDAà‡àƒO

O levantamento, feito com 1.078 entrevistas, mostra consolidação das intenções de voto em Russomanno.

Na pesquisa espontânea, em que o entrevistador pergunta ao eleitor em quem ele quer votar sem mostrar os nomes dos candidatos, Russomanno subiu de 18% para 25%. Serra manteve os 13% da pesquisa anterior. Haddad foi de 9% para 11%. Outros 2% dizem apenas que irão votar “no candidato do PT”.

O Datafolha também perguntou aos eleitores se eles já decidiram o voto ou se ainda cogitam mudar de candidato até o dia da eleição.

Em toda a cidade, 60% dizem que já estão totalmente decididos. Entre os adeptos de Russomanno, 69% descartam mudar o voto. Foi o índice mais alto nesse quesito.

No grupo dos que votam em Haddad, 67% afirmam estar totalmente decididos. Já entre os que declaram voto em Serra, a convicção foi um pouco menor, 57%.

FAVORITISMO

Russomanno também é apontado pelos paulistanos como o favorito para vencer a eleição. Para 43%, o próximo prefeito será ele.

Serra é citado como futuro vencedor por 19%. Haddad é o favorito para 13%. Chalita, para 2%. Outros 22% dizem não saber quem vencerá.

Na investigação sobre rejeição, Serra continua com índice acima de 40%. Ele oscilou um ponto para baixo. Hoje, 42% dos paulistanos afirmam que não votam no tucano “de jeito nenhum”.

Em ascensão nas indicações de voto, Russomanno ainda conseguiu fazer seu índice de rejeição cair. Era de 15%, recuou para 12%.

Outra boa notícia para o candidato do PRB está no comportamento dos eleitores que afirmam ser simpatizantes do PT (24% do eleitorado).

Nesse grupo, 29% declaravam voto nele na semana passada. Agora, eles são 33%. No mesmo universo, Haddad recuou de 40% para 37%. Essas oscilações mostram a dificuldade de Haddad em convencer os eleitores petistas.

Entre os que avaliam o governo Dilma Rousseff como “ótimo” ou “bom”, Russomanno vence Haddad por 36% a 22%. No grupo dos que aprovam a gestão passada do ex-presidente Lula, ele também ganha do petista: 39% a 20%.

3 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. ainda bem que o Serra tá descendo a serra e tomara que essa cambada do PSDB vão p/plutão.

  2. Em São Paulo, quem se elege prefeito e não termina mandato não se elege mais nem síndico de condomínio.
    Aqui no Paraná, quem não termina mandato de prefeito o povo elege governador.
    ÊTA POVINHO…

  3. Como explicar? Serra maior rejeição e em segundo colcado, em Curitiba Gustavo Fruet menor rejeição e em terceiro lugar segundo o vox populirequião/Joel Malucelli quase empatado com o Greca estranho isso em Esmael o que Vc Acha?