Cruzada de Rafael Greca contra os institutos de pesquisas repercute nacionalmente

Distorções em pesquisas eleitorais nas mãos da PF

via Brasil 247

Em São Paulo, o Datafolha ficou sozinho, apontando uma vantagem de seis pontos de José Serra (esq.) sobre Fernando Haddad; em Curitiba, Rafael Greca (dir.) vem sendo ignorado pelos institutos e um pesquisador da Vox Populi foi flagrado entrevistando um funcionário do comitê do prefeito Luciano Ducci; manipulações em pesquisas, ajustadas apenas na reta final, são ainda um câncer na democracia brasileira.

Nas eleições presidenciais de 2010, foi inesquecível a entrevista do dono do Ibope, Carlos Augusto Montenegro, à s páginas amarelas da revista Veja: Lula não fará seu sucessor!. Ele afirmava que o teto de Dilma seria de 15% a 20% e, como se sabe, ela é hoje presidente da República.

Institutos de pesquisa têm hoje um bom álibi para seus erros nas fases iniciais do processo eleitoral. Como não se trata de uma ciência exata !“ e é possível operar! as margens de erro, em geral de três pontos percentuais !“ muitas vezes são feitos ajustes para favorecer os candidatos aos quais os institutos são ligados, nem sempre de forma transparente.

Nas eleições atuais, dois casos chamam atenção. Em São Paulo, o ex-governador e ex-prefeito José Serra apareceu no Datafolha, com 21% contra 15% de Fernando Haddad, numa surpreendente arrancada, após várias semanas de queda. Ocorre que outros dois institutos, o Vox Populi e o Ibope apontaram resultados divergentes e praticamente iguais !“ em ambos, Fernando Haddad, do PT, tem 18% e o tucano José Serra vem em seguida com 17%.

Em Curitiba, a situação parece ser ainda mais grave. O prefeito Luciano Ducci, do PSB, que tem ainda o apoio do governo estadual, mas vinha sendo mal avaliado, de repente dispara e começa a polarizar a eleição com o candidato Ratinho Júnior !“ uma espécie de Celso Russomano paranaense, que atrai os votos da nova classe média e do lumpesinato.

No entanto, diversas denúncias que começaram a circular nas redes sociais, partindo até de entrevistadores, apontam que o nome do ex-prefeito Rafael Greca, que concorre pelo PMDB e tem vencido todos os debates, vinha sendo até ignorado nos questionários. Ou seja: tentava-se consolidar o cenário de polarização entre o prefeito e o filho do apresentador Carlos Massa. Houve até um flagrante com uma foto de um pesquisador da Vox Populi entrevistando um cabo eleitoral de Ducci.

Para combater esse tipo de distorção, um pedido de investigação foi protocolado ontem na Polícia Federal, em São Paulo, pelo Movimento dos Sem-Mídia.

Leia, abaixo, o texto de Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania:

Exatamente à s 14:44 hs. de terça-feira, 25 de setembro de 2012, a Organização Não Governamental Movimento dos Sem Mídia enviou emissário à  sede da Polícia Federal em São Paulo para protocolar Representação contra pesquisas eleitorais no âmbito de inquérito policial aberto em 2010 por determinação da Procuradoria Geral Eleitoral.

Alguns breves comentários.

Antes de tudo, há que comemorar o fato de que juntamente a essa queixa à  Polícia Federal foi entregue um calhamaço contendo manifestações de apoio de 1016 cidadãos brasileiros que, nesta página, aderiram ao chamamento de seu signatário e da ONG Movimento dos Sem Mídia e, assim, endossaram a denúncia à quela instituição.

Se formos pensar em termos de abaixo-assinado, não é um número tão expressivo. Todavia, se pensarmos que se trata de uma denúncia à  Polícia, é uma enormidade. São cidadãos dos quatro cantos do país que, além de endossarem a tese da peça em questão, relatam que manipulações de pesquisas estão ocorrendo em todo o país.

O que se pode dizer? Como cidadãos, fizemos a nossa parte. Inclusive, de uma forma que nos coloca acima de acusações de partidarismo, pois entre um instituto acusado de favorecer o candidato José Serra e outro acusado de favorecer o candidato Fernando Haddad, pedimos que os dois institutos sejam investigados.

Diante de tal exemplo de exercício de cidadania, podemos nos orgulhar. Com o apoio decidido dos leitores a essa iniciativa inquestionavelmente republicana, tenho a mais plena confiança em que, juntos, inscrevemos nossos nomes em um cantinho de página da história política deste país. Parabéns a você que apoiou a iniciativa.

7 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Isso é só mais uma prova de que pesquisas são falhas!
    para deputado, Fruet aparecia com 10,12% e obteve mais de 2 milhões de votos, então não é por ai!

    vamos esperar e ver no dia da verdade

    O dia De.

  2. Alguém aí falou em justiça eleitoral? Seria essa instituição que nos obriga a votar em candidatos envolvidos em denúncias ou comprovadamente falseadores da verdade? Dá até pra entender o nome ZONA eleitoral …

  3. O que eu mais queria saber é: Pra que serve essas porcarias de pesquisas eleitorais??? Para o bem, não servem pra nada. Fazem muito mal por influenciarem pessoas a votarem no “candidato que vai ganhar” como eleição fosse uma aposta, um bingo.

    Até quando o TRE/TSE vai permitir isso???

  4. Agora me borrei

  5. O certo sempre vence. A verdade sempre aparece!

  6. Meu DEUS, agora que o bicho vai pegar, tomara que não seja TARDE DEMAIS