CNBB lança campanha por um Estado a serviço de todos

da Carta Capital

As manifestações acontecem durante toda a semana da Pátria, até o dia 7 de setembro.

O Brasil é a sexta maior economia do planeta e, ao mesmo tempo, lidera os índices de injustiça social !“ é o quarto país mais desigual da América Latina !“ e de corrupção !“ ocupa o 69!º lugar de um ranking com 91 países. Por isso, durante a semana de comemoração da Independência do Brasil, ocorrerão por todo o País uma série de caminhadas e atos públicos em defesa de um Estado mais justo e a serviço da população.

As manifestações fazem parte do Grito dos Excluídos, um evento nacional organizado pela Confederência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) em parceria com diversos movimentos sociais. Segundo o bispo da CNBB, dom Guilherme Werlang, o Estado tem se mostrado muito mais a serviço de interesses particulares do que a serviço da nação. O grito é para que o Estado atenda aos direitos da população nos mais diversos aspectos!, afirma. Se todos somos iguais perante a lei, o Estado deveria garantir isso!, completa dom Guilherme .

Dessa forma, sob o lema Um Estado a Serviço da Nação, que Garanta Direitos de Toda a População, a Pastoral Social da CNBB agiu como incentivadora e organizadora de diversas manifestações de movimentos sociais com as mais variadas demandas por todo o país.

As principais mobilizações do Grito dos Excluídos de 2012 alcançam desde a violência contra os jovens e a diferença racial até a corrupção e as implicações das obras preparativas para a Copa do Mundo.

O principal objetivo do “Grito” é ajudar as pessoas a perceberem que a realidade não é tão simples como os líderes políticos mostram e incitar o gérmen da democracia participativa!, explica Ari Alberti, coordenador do evento.

à‰ preciso que a população discuta durante essa semana para quem o Estado serve. Essa é a grande questão!, diz Iury Paulino, militante do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) na Amazônia. Durante o Grito dos Excluídos vamos discutir para quem a energia de Belo Monte servirá!, adianta. Se servirá aos brasileiros ou ao capital estrangeiro e as mineradoras que atuam na Amazônia!, completa Paulino.

O Grito dos Excluídos de 2012 conta com atos e panfletagens em todos os estados brasileiros durante a semana da Pátria !“ que se encerra no dia 7 de setembro. As pautas de reivindicação dependem de cada local, mas nossa intenção é criar um interesse e uma organização que discuta permantemente os problemas locais e os solucione de forma participativa e conjunta!, conclui o coordenador Alberti.

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. nos brasileiros temos que pençar na nossa comida e bebida ,roupas e saude ,educação.porque estado justo sem corrupção ninguem verá.temos que pençar no brasil nação.quantos estados brasileiros pereceram! foram monarquia, golpe melitar contra a monarquia ,golpe miltar de 1964, redemocratisação tudo isso e temporal ,vai passar .mas a nação brasileira que e o povão contnuou . a nação brasileira e uma grande familia ,a sociedade perpetua .deixo o estado aos politicos ,vamos cuidar da nação.os politicos nunca vão mudar ,a pessoa entra integro mas aprende,o dinheiro tem uma imagem tentadora. eu não conheço a historia de nenhum povo que não houvesse corruptos.temos historico de curupção nos estados unidos ,frança ,italia ,dinamarca cujo o governo sustenta emprensa internacional. a te no vaticano ja houve denuncias de corrupção,nos brasileiros não somos os unicos do mundo, de ter ,este pesadelo da desonestidade. um caso de currupção nos eua causou a renucia de nixon.

  2. em 1917 o povo russo passava fome ,e as igrejas abarrotadas de ouro. então houve um pedido para socorrer os famintos ,mas foi negado .como a revolução comunista ja estava acontecendo,o povão se viraram a favos do comunismo.segundo a historia. hoje os aritocratas estão com os religiosos.como naquela epoca de 1917.mas no brasil pode ser melhor , mas ainda há resistencia da corte social ,eles não concordam como está.mas somente duas classes ,a dominante ,e a dominada. eu não acredito que o brasil e o quarto pais da disigualde social. temos o paraguai, haiti, estados unidos, mexico,peru,colombia,bolivia, eu pergunto porque o brasil está cheio de ,boliviano ,peruano,paraguaio , pra não dizer haitiano. e europeus que veem para vivr aqui? então pode ser gente que não gosta do brasil que defama, os religiosos podem estar nervosos porque não conseguem mais enganar os brasileiros ,como no passado. eu não contesto fé .mas contesto religioso profissional que fica 24 horas por dia pedindo dinheiro,e outros com pele de ovelha mas são lobos devoradores..