‘Tenho mais coisas para fazer’, diz Lula, sobre mensalão

Via Agência Estado

Em 2005, UNE saiu em defesa do mandato de Lula diante da tentativa de golpe das elites. Foto: Heinrich Aikawa/Instituto Lula.

Após ser homenageado nesta quinta-feira (2) por empresários do setor do biodiesel em São Paulo, horas antes do início do julgamento do maior escândalo de sua administração, o mensalão, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva demonstrou não ter interesse em acompanhar o início deste julgamento. “Tenho mais coisas para fazer do que isso, quem tem de assistir são os advogados”, disse, ao ser questionado se acompanharia o julgamento do processo 470 no Supremo Tribunal Federal (STF) e que será transmitido pela TV.

Lula foi homenageado na manhã de hoje pela União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio) e pela Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil (Aprobio). Além de Lula, algumas lideranças petistas acompanharam o evento, dentre elas, o presidente nacional do partido, Rui Falcão, o presidente estadual da sigla em São Paulo, Edinho Silva, e o governador de Sergipe, Marcelo Deda.

1 Comentário

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Quem deseja o quanto pior, melhor, é a elite brasileira que nunca engoliu um governo do povão, ou melhor, nunca engoliu um presidente que governou pro povão e não pra elite. Esperamos que não seja varrido pra debaixo do tapete o tal do Mensalão do PSDB de 1998. Como é de praxe nesse país, todos os podres da tucanada, a elite costumar esconder.