Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

Samek minimiza intenção do governo paraguaio de não vender mais energia para o Brasil

da EFE

Jorge Samek.

O diretor brasileiro da hidrelétrica binacional de Itaipu, Jorge Miguel Samek, minimizou nesta quarta-feira (8) a intenção do presidente do Paraguai, Federico Franco, de não “ceder” mais a energia excedente ao Brasil.

“Não estou preocupado, pois Itaipu tem um contrato e um tratado que estabelecem claramente as formas de compra e de funcionamento, no qual eles (os paraguaios) compram a energia necessária e o que não consomem é comprado pelo Brasil”.

A reação ocorreu depois que Franco, em discurso publicado nesta quarta-feira pela Presidência do Paraguai, afirmou: “a decisão do Governo é clara e não continuaremos cedendo nossa energia”.

O presidente paraguaio ainda concluiu: “notem que usei a palavra ‘ceder’, porque o que estamos fazendo é dar energia ao Brasil e à  Argentina, pois não a estamos vendendo”.

Samek, no entanto, comentou que na semana passada se reuniu com Franco, durante uma visita do governante à  hidrelétrica, e que o líder paraguaio o assegurou que “tudo estava normal”.

“à‰ claro que, se eles consomem mais, haverá menos energia para o Brasil, mas para isso se requer a instalação de novas indústrias e fatores que levem a um maior consumo (no Paraguai). Tudo isso está muito bem explicado no contrato”, avaliou o diretor brasileiro.

Comentários desativados.