Olha a conversa dos caras

Recebi há alguns minutos uma ligação no meu celular. Do outro lado da linha se identificou um cidadão dizendo ser morador do bairro Cajuru, região Leste de Curitiba. Olha a conversa dele, caro leitor.

O dito cujo disse que ligou no meu celular porque morreu o pai dele neste domingo e como ele [o vivo, não o suposto morto] é leitor deste blog precisaria de um ônibus para puxar gente no velório.

Aí o cidadão cravou essa: Você tem como indicar um político para arranjar esse ônibus?!.

A minha resposta foi lacônica: Não, até logo!.

Dias atrás me pedira indicação de um político para ajudar num churrasco de formatura. Nem perdi tempo respondendo (esse veio pelo e-mail).

Agora, pensando cá com meus botões, o que queria de fato esse cidadão do defunto? Como ele conseguiu o meu celular?

Para ilustrar este post, eu adicionei vídeo de um candidato a deputado estadual que se levanta cantando de um caixão em pleno funeral. Bizarro, como foram esses pedidos que eu relatei acima.

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Ele quer é ganhar o voto dos aposentados…

    E dePUTAdo estadual nem tem poder para tratar desse assunto…

  2. As campanhas milionárias, se prestam a esse tipo de favor. Entretanto, no futuro o povo paga a conta.
    Em frente ao debate na Band, mulheres lindas carregavam bandeiras do Ducci, provavelmente modelos, pagas a peso de ouro.
    Alguém vai pagar a conta.