Márcia Lopes e Cheida duelam por vaga no 2!º turno em Londrina

Pesquisa aponta empate técnico no 2!º colocado em Londrina

Luiz Eduardo Cheida (PMDB) e Mácia Lopes (PT) estão tecnicamente empatados.

por Marilayde Costa, via Folha de Londrina

A rádio Paiquerê AM divulgou na manhã desta terça-feira (28) o resultado da primeira pesquisa do Instituto Portinari sobre a intenção de voto para os candidatos à  prefeito de Londrina. Esta é a primeira de uma série que será publicada até a boca de urna. De acordo com os números, Marcelo Belinati (PP) está a frente tanto na estimulada quanto na espontânea e, em segundo lugar, ocorre um empate técnico entre os candidatos Homero Barbosa Neto (PDT), Luiz Eduardo Cheida (PMDB), e Márcia Lopes (PT).

A posição dos candidatos tem uma mudança significativa quando apenas são considerados os votos válidos, excluindo os brancos/nulos e indecisos. Nesta simulação, o candidato Barbosa Neto (PDT) perde a posição de 2!º colocado para o candidato Luiz Eduardo Cheida (PMDB) e cai para a 4!ª posição. Barbosa obteve 15,6% e Cheida 20,9%. O mesmo se repete quando a pesquisa é estimulada, Cheida assume a segunda posição com 9% e Barbosa cai para quarto colocado com 6,7%.

Segundo o Instituto Portinari, a pesquisa foi realizada três dias antes do início da propaganda eleitoral no rádio e TV, no dia 18 de agosto, e foram realizadas 600 entrevistas individuais. A margem de erro é de 3% para mais ou para menos com intervalo de confiança de 95%, ou seja, se fosse repetido cem vezes o processo, em 95% os resultados seriam os mesmos.

Confira os números:

Pesquisa espontânea, em que não é citado o nome dos candidatos

Marcelo Belinati (PP) – 12,8%

Barbosa Neto (PDT) – 6%
Luiz Eduardo Cheida (PMDB) – 5,7%
Márcia Lopes (PT) – 5,7%
Alexandre Kireff (PSD) – 2%
Valmor Venturini (PSol) – 0,3%
Votos brancos e nulos – 13%
Indecisos/Não sabem – 54,5%
Pesquisa estimulada
Marcelo Belinati (PP) – 16,7%
Luiz Eduardo Cheida (PMDB) – 9%
Márcia Lopes (PT) – 7,7%
Barbosa Neto (PDT) – 6,7%
Alexandre Kireff (PSD) – 2,5%
Valmor Venturini (PSol) – 0,5%
Votos brancos e nulos – 13,7%
Indecisos/Não sabem – 43,3%

Somente votos válidos
Marcelo Belinati (PP) – 38,8%
Luiz Eduardo Cheida (PMDB) – 20,9%
Márcia Lopes (PT) – 17,9%
Barbosa Neto (PDT) – 15,6%
Alexandre Kireff (PSD) – 5,8%
Valmor Venturini (PSol) – 1%

Rejeição (em quem não votaria)
Barbosa Neto (PDT) – 28,2%
Marcelo Belinati (PP) – 8,5%
Márcia Lopes (PT) – 5,5%
Luiz Eduardo Cheida (PMDB) – 4,3%
Alexandre Kireff (PSD) – 1%
Valmor Venturini (PSol) – 1%
Indecisos/Não sabem – 36,3%
Não tem rejeição a nenhum candidato – 15,2%

Voto definitivo ou pode mudar
Pode mudar – 37,3%
Definitivo – 35,8%
Indecisos/Não sabem – 26,8%

Na sua opinião, qual candidato vai ganhar as eleições?

Marcelo Belinati (PP) – 35,7%

Barbosa Neto (PDT) – 7,7%
Márcia Lopes (PT) – 3,8%
Luiz Eduardo Cheida (PMDB) – 3,2%
Alexandre Kireff (PSD) – 0,7%
Valmor Venturini (PSol) – 0,3%
Indecisos/Não sabem – 48,7%

Estimulada por região

Norte
Marcelo Belinati (PP) – 18,8%
Luiz Eduardo Cheida (PMDB) – 10,5%

Sul
Marcelo Belinati (PP) – 18,3%
Luiz Eduardo Cheida (PMDB) – 9,6%

Centro
Marcelo Belinati (PP) – 13,6%
Márcia Lopes (PT) – 7,9%

Leste
Marcelo Belinati (PP) – 16,4%
Luiz Eduardo Cheida (PMDB) – 8,2%

Oeste
Marcelo Belinati (PP) – 16,5%
Luiz Eduardo Cheida (PMDB) – 11%

A região leste foi a que teve maior índice de indecisos, que chegou a 50%. Já o menor índice de indecisos foi a região leste, com 36%.

7 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. E ESSA NAO MERECE DESTAQUE? 54,5% DE INDECISOS, DOS CERCA DE 40% DEFINIDOS 37,3% PODE MUDAR O VOTO… EFEITO BARBOSA… NAO É OUTRA COISA…

  2. PESQUISAS FURADAS, TODAS.. EM LONDRINA O COMENTÁRIO É O GOLPISMO CONTRA O GOLPEADO.. SEGUNDO TURNO COM BARBOSA NETO, A CONCORRÊNCIA É QUE ESTÁ INDEFINIDA.. ANOTEM AÍ!!!

    • Eu concordo! Tiraram o Barbosa nas vésperas das eleições porque sabiam que ele teria chance de ganhar! Por que na gestão naterior que foi um “horror”,não se viu a tão famosa “justiça e a cassação”? E olha que foram oito anos e todos os “justiceiros”,ficaram cegos,surdos e mudos!! Agora essa lama toda que envergonha a cidade só com propósitos eleitoreiros,passada essa eleição,”nunca mais votarei”!!!!

  3. Não sou de Londrina mas minha opinião que entre os 3 candidatos- Cheida é o melhor para Londrina. Cheida teve a coragem de deixar os Petralhas e continuar um político “do bem”. Esqueçam Belinatti, por favor….

  4. Fico muito feliz com esta pesquisa parece mostrar a realidade que vemos nas ruas de Londrina, e não aquele absurdo que andamos vendo que não mostra onde esta sendo feita a pesquisa aqui parece que foi divida por toda cidade. Parabéns ao Instituto, sucesso ao Cheida. Ele merece!

  5. TEXTO REVISADO

    As contradições de três pesquisas divulgadas nos últimos dias são gritantes: o Ibope coloca Belinati na ponta com 32%, Barbosa e Cheida empatados em 2º com 14%; o Alvorada atribui 52% para Belinati, Barbosa em 2º com 16,3%, Márcia com 13,3% e Cheida com 11% sem possibilidade de segundo turno; agora o Portinari com Belinati à frente, porém já não consegue SOMAR sequer dois de seus concorrentes.

    Na falta de coerência dos números, prefiro analisar apenas a rejeição a Barbosa Neto que DESPENCOU para algo em torno de 28%, segundo esta pesquisa do Instituto Portinari/Rádio Paiquerê. Aliás a mesma Paiquerê noticiou no último domingo a pesquisa do Instituto Alvorada, na qual Barbosa aparece em segundo na preferência, porém com rejeição de 40%.

    Cabe ressaltar que numa pesquisa interna, entabulada sob patrocínio do PDT às vésperas do golpismo da Câmara (que nada conseguiu provar contra Barbosa, deposto por manobras políticas), a rejeição ao prefeito somava 56%, fruto da campanha sórdida patrocinada por grupos econômicos através da grande imprensa. E se a rejeição caiu de 56% em 29 de julho para 28% um mês depois, isto é algo que precisa ser considerado.

  6. Sem dúvida Cheida é o melhor para Londrina. Já foi Prefeito, Secretario de Estado do Meio Ambiente, Presidente da Comissão de Ecologia da Assembleia Legislativa, reconhecido pelos seus trabalhos pela ONU e um dos maiores escritores de livros didáticos do Brasil. Acorda Londrina!