Leia as manchetes desta terça

Jornais do Paraná

– Gazeta do Povo: Número de homicídios cai 15% na capital, mas sobe no interior

– Jornal do Estado: Número de homicídios cai 15% em Curitiba e 3,2% na RMC

– Jornal Metro: Homicídios caem 15% no semestre

– Jornal de Londrina: Número de homicídios na região cresce 66%

– Folha de Londrina: Justiça mantém Barbosa na corrida eleitoral

– O Diário (Maringá): Cinco prefeituráveis declaram gasto zero

– Diário dos Campos: Paraná volta a negociar fábrica da Ambev

– Jornal da Manhã: Ambev dá sinal verde para fábrica em PG

– O Paraná: Com crianças como escudo, índios fecham ponte e causam tensão

– Gazeta do Paraná: à‰poca de ‘santinho’ salva e movimenta setor gráfico

– Jornal Hoje: Pesquisa indica segundo turno para a Prefeitura de Cascavel

– Gazeta do Iguaçu: Operação àgata 5 “fecha” a fronteira na Região Sul do país

– Diário do Noroeste: Alziro assume cargo de prefeito pela 3!ª vez

– Tribuna de Cianorte: Família é feita refém durante assalto

– Umuarama Ilustrado: Exército inclui Umuarama na Operação Fronteira Sul

– Tribuna do Norte: BR-369 pode ganhar radares após mortes

Jornais de outros estados

– Globo: A hora do mensalão !“ Só Delúbio assume crime. E já prescrito

– Folha: Acusação é afronta à  lei, diz defesa de José Dirceu

– Estadão: Defesa de Dirceu recorre a testemunhos de Dilma e Lula

– Correio: Como se faz um campeão

– Valor: Guerra fiscal se acirra e ameaça investimentos

– Estado de Minas: Na rota do medo

– Zero Hora: Dirceu não é quadrilheiro, diz defesa de ex-ministro

1 Comentário

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. O juiz da 41ª Zona Eleitoral de Londrina, Álvaro Rodrigues Junior, manteve a candidatura de Barbosa Neto à Prefeitura por preencher “todas as condições de elegibilidade” e não contar com “nenhuma causa de inelegibilidade”, negando recurso da promotora Suzana Lacerda que apontou inelegibilidade superveniente. Ela afirmou que ”mesmo que o TRE mantenha a candidatura é certo que ele não assume, mantida a condição atual de cassação”, ignorando que Barbosa poderá obter liminar na Justiça Comum retomando o cargo e seus direitos políticos em face da perseguição política e dos absurdos legais praticados pela Câmara de Vereadores. ”A cassação do mandato pela Câmara de Vereadores poderá ser objeto de apreciação pela Justiça Comum, estando, portanto, passível de reforma pelo reconhecimento de alguma nulidade por vício formal, por exemplo”, ensinou o juiz, ressaltando que ”não se pode restringir o direito do candidato em ser votado com base em evento futuro e incerto, qual seja, eventual decisão que indefere a expedição de diploma”.

    A Folha de Londrina está a serviço do golpismo e anda atacando com a tática “ganha mas não leva”, contra a candidatura de Barbosa Neto. Para depreciar a notícia acerca da elegibilidade do prefeito que foi afastado arbitraria e ilegalmente pela Câmara de Vereadores, a Equipe Folha revela raciocínio parecido com o da promotora Suzana Lacerca, sentenciando em sua edição desta terça-feira que “independente do aval da Justiça Eleitoral local para disputar o pleito de outubro, o candidato à Prefeitura de Londrina Barbosa Neto (PDT), se eleito pelas urnas, deverá enfrentar um imbróglio semelhante ao protagonizado por Antônio Belinati (PP) na disputa de 2008”.

    Abrindo assim a matéria, em outra de suas manchetes intitulada “No STF, recurso de Belinati até hoje não foi julgado”, a repórter Catarina Scortecci/Equipe Folha tentou estabelecer semelhança da polêmica de 2008 com a situação enfrentada por Barbosa Neto, que foi arbitraria e ilegalmente afastado da Prefeitura. Só nas últimas linhas da reportagem é possível verificar as diferenças dos casos e concluir que só mesmo como farsa se pode repetir uma história: “Quando Belinati se inscreveu na disputa de 2008, em julho daquele ano, as contas do convênio estavam reprovadas pelo TC, assim como Barbosa não havia sido cassado até 5 de julho último, quando se registrou na disputa de 2012”.