De novo, Justiça decide pela inelegibilidade de Beti Pavin

Justiça barra candidatura de Beti Pavin. Foto: Foto: Milca Santos.

A juíza Letícia Zétola Portes julgou ontem (8) improcedente pedido da candidata Beti Pavin (PSDB), que concorre à  prefeitura de Colombo, região metropolitana de Curitiba, para anular decisão da Câmara Municipal de Vereadores que desaprovou as contas da tucana referentes ao exercício de 2001 — quando ela era prefeita.

Com a decisão da magistrada (clique aqui para ler a íntegra), outra vez, na prática, Beti Pavin está inelegível.

A Câmara colombense informa que solicitará ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) nos próximos dias a inelegibilidade da candidata do PSDB, ou seja, a proibição dela concorrer nas eleições deste ano.

… a autora foi condenada em demanda judicial com transito em julgado a ressarcir os danos suportados. Além desta decisão, outro julgado do TSE !“ 1117-27.2010.6.16.0000 !“ Classe 37, na qual foi relatora a Ministra Carmem Lúcia também houve reconhecimento que as irregularidades causaram danos ao erário”, diz um trecho da decisão da juíza.

Mesmo inelegível aos olhos da Justiça Eleitoral, como pleiteia a Câmara, Beti Pavin poderá recorrer da decisão à s instâncias superiores. Entretanto, a tucana também corre o risco de ser impedida de participar da disputa aos 48 do segundo tempo. Essa história lembra muito aquela do ex-prefeito Antonio Belinati, de Londrina, que teve candidatura cassada mesmo depois de ir para o segundo turno.

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Você pode enganar algumas pessoas o tempo todo ou todas as pessoas durante algum tempo, mas você não pode enganar todas as pessoas o tempo todo.
    Abraham Lincoln

  2. que a beti vá chorar pro beto agora.