Bolívia anuncia falência de McDonald’s e expulsa Coca-Cola de seu território

via Opera Mundi

Como resultado da oposição de Evo Morales ao que seu governo chama de imposições gastronômicas norte-americanas, McDonald”s e Coca-Cola encerrarão todas as suas atividades na Bolívia até o final deste ano.

Se, de um lado, a rede de fast foods McDonald”s anunciou sua falência após 14 anos de tentativas infrutíferas de se instalar na cultura local!, de outro, a Coca-Cola foi formalmente expulsa do território e terá até o próximo dia 21 de dezembro para encerrar totalmente sua operação.

De acordo com o ministro das Relações Exteriores da Bolívia, David Choquehuanca, a decisão estará em sintonia com o fim do calendário maia e fará parte das celebrações do fim do capitalismo e do início da cultura da vida!.

Ao lado do presidente Evo Morales, o chanceler acrescentou que “o dia 21 de dezembro de 2012 marca o fim do egoísmo e da divisão!. Por essa razão o 21 de dezembro tem que ser o fim da Coca Cola e o começo do mocochinche (refresco de pêssego)!.

Além de critérios culturais, o governo também recorreu a questões de saúde pública, alegando que a Coca Cola, bem como a maioria dos refrigerantes industrializados, contém diversas substâncias capazes de gerar infartos e câncer.

Com a falência dos oito restaurantes que existiam no país, a Bolivia se tornará a segunda nação latino-americana a não possuir unidades do McDonald’s e o primeiro país do mundo onde a companhia foi obrigada a fechar por conta de mais de uma década de contabilidade negativa. O primeiro país a extinguir a maior rede de fast-foods do mundo no continente foi Cuba.

A disputa entre Morales e Coca-Cola começou nos primeiros meses de 2010, quando o presidente anunciou o lançamento de uma bebida totalmente boliviana, a Coca-Colla. O projeto tinha como objetivo legitimar o consumo da folha de coca.

No que diz respeito ao caso do McDonald’s, o modelo produtivista dos fast-foods nunca prosperou na Bolívia. No país, são muito fortes rituais gastronômicos que vão desde a decisão do que as famílias irão comer até o preparo conjunto dos alimentos.

10 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Parabéns Evo Morales , a Coca Cola tem entre muitos componentes prejudiciais a saúde o corante caramelo o qual jé foi substituído nos Estados Unidos por causar câncer !!e no Brasil continua o mesmo….a Macdonalds não respeita as nossas leis trabalhista explorando nossos jovens….

  2. O brasileiro poderia começar a boicotar estas empresas sangue-sugas também.

  3. PARABÉNS EVO MORALES! AQUI NO BRASIL OS QUE ACHAM A MEDIDA DESCABIDA QUE VÃO COMER HAMBURGER A 8,00. MCDONALDS E COCA COLA ESPERO QUE DESAPAREÇAM AQUI DO BRASIL TAMBÉM.

  4. O anti-americanismo, ou anti-imperialismo, como preferem os bolivarianos, carcomido e demodê, tem a labareda acesa por orientação castrista.

    Esse sentimento deveria ter desaparecido assim que caiu o muro de Berlim e a a derrocada da URSS.

    E não como macdonalds porque não sou dado a sanduicheria. Não bebo coca-cola, porque não conheço o pé da fruta desse refresco. Conheço o de guará, de limão. Mas também não sou dado a consumir piratarias chinesas e de suas vizinhanças. Nenhuma questão ideológica. Questão de gosto mesmo.

  5. isso mesmo fora gringos , so os brasileiros e que gostam de ser capaxos dos norte americanos .

  6. Eu mesmo, graças a Deus nunca entrei nessas lanchonetes…

    E tou com saúde…

  7. … E A COCA (SEM A COLA !!) TÁ BOMBANDO LÁ !!!!!!!!!!!!!!!!!!!! AÍ PODE…..

  8. Tá cada mais vez mais maluco o indio

  9. evo morales pença que brigando com a coca cola vai garantir soberania e segurança alimentar.o que é segurança alimentar? por que segurança alimentar? como se vê a segurança alimentar? como pode ser explicada? eu não sei!

  10. Grande exemplo para os brasileiros na condução de uma política de segurança e soberania alimentar!!!!