15 de agosto de 2012
por esmael
16 Comentários

“Fiscal do Greca” também flagra Greca cometendo irregularidade

Veículo de Greca sobe na calçada no Centro. Clique na imagem para ampliar.

Esse é o país da piada pronta, diria o José Simão.

Ontem pela manhã, como registrou este blog, o candidato do PMDB à  prefeitura de Curitiba, Rafael Greca, lançou um serviço de recrutamento de fiscais para denunciar irregularidades cometidas pelos adversários. Leia mais

15 de agosto de 2012
por admin
3 Comentários

Polícia explode mala abandonada com suspeita de bomba no Centro de Curitiba

da Banda B

Uma mala bordô de viagem abandonada na frente de um semáforo de pedestres, entre a Avenida Marechal Floriano Peixoto com a rua XV de Novembro, fechou por cerca de uma hora várias quadras na região central de Curitiba durante a tarde desta quarta-feira.

Segundo testemunhas, o objeto estava abandonado no local desde o início da manhã, o que levantou a hipótese de que no conteúdo da mala havia uma bomba. Policiais Militares do Comando de Operações Policiais Especiais (COE) foram acionados e desarmaram a bomba por meio de uma explosão padrão.

Ainda não é possível precisar qual o conteúdo da mala e de quem ela seria. Informações iniciais dos policiais do COE apontam que havia apenas lixos no objeto.

O trecho da Praças Carlos Gomes até a Tiradentes ficou interditado por cerca de uma hora para o trabalho dos policiais, gerando vários engarrafamentos na região central. No momento, as quadras estão liberadas, mas o trânsito permanece lento.

15 de agosto de 2012
por esmael
7 Comentários

Dilma nega que plano de concessão de rodovias e ferrovias seja privatização

da Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff e o ministro da Fazenda, Guido Mantega, negaram que o programa de concessão de rodovias e ferrovias, anunciado hoje (15), seja uma forma de privatização. Segundo Dilma, essa questão é absolutamente falsa!.

Hoje, estou tentando consertar em ferrovias alguns equívocos cometidos na privatização das ferrovias. Estou estruturando um modelo no qual vamos ter o direito de passagem de tantos quantos precisarem transportar sua carga. Na verdade, é o resgaste da participação do investimento privado em ferrovias, mas também o fortalecimento das estruturas de investimento e regulação!, disse a presidenta, após a cerimônia de apresentação do Programa de Investimento em Logística: Rodovias e Ferrovias.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, explicou a diferença do modelo adotado pelo governo ao rebater as críticas de que o setor de infraestrutura estaria passando por um processo de privatização. Em parceria público-privada, é o setor público que vai fazer os investimentos. Privatização é quando se vende os ativos para o setor privado. Estamos privatizando o quê?!, questionou. No caso da concessão de ferrovias, será adotado o modelo de Parceria Público-Privada (PPP).

Ouvido pela presidenta Dilma antes do anúncio do modelo de concessões, que ainda vai incluir portos e aeroportos, o empresário Eike Batista avaliou que as comparações com o modelo de privatização não trarão prejuízos aos projetos. “Em uma concessão, o setor privado faz o investimento que é importante, tem o retorno do seu capital investido e depois [a estrutura] volta para o Estado. à‰ um patrimônio do país. Acho que é um modelo muito feliz, que o capital estrangeiro e brasileiro aceita muito bem!, explicou.

Antes da cerimônia, o projeto foi apresentado reservadamente a representantes de centrais sindicais. O presidente da Força Sindical, Miguel Torres, deixou a cerimônia com a avaliação de que o modelo não se trata de privatização por ser controlado pelo

15 de agosto de 2012
por esmael
11 Comentários

Gleisi prioriza campanha de Beto, em Toledo, e “esquece” a de Fruet

Gleisi Hoffmann e Elton Welter jogam pesado para eleger Beto Lunitti em Toledo.

A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, parece que redimensionou sua prioridade política. Neste final de semana, por exemplo, ela cumprirá agenda em municípios da região Oeste. Depois de passar por Cascavel, ela vai a Toledo no sábado (18) onde participa de comício, à s 13 horas, promovido pelo candidato a prefeito Beto Lunitti (PMDB), que tem apoio do PDT, PT, PSDC, PSC, PPL e PC do B. Leia mais

15 de agosto de 2012
por esmael
10 Comentários

Governo do PR tenta roubar! bom desempenho dos municípios no Ideb

Paulo Mac Donald.

Os leitores deste blog souberam há pelo menos 40 dias que o desempenho da Educação paranaense no Ideb (àndice de Desenvolvimento da Educação Básica) 2011, sob a batuta do secretário e vice-governador Flávio Arns (PSDB) e da superintendente Meroujy Cavet, seria um fiasco capaz de envergonhar a todos os cidadãos do estado. Leia mais

15 de agosto de 2012
por admin
3 Comentários

Presidente do Instituto Vox Populi acusa Datafolha de manipular pesquisa

do Poder Online

Para o presidente do Instituto Vox Populi, o sociólogo Marcos Coimbra, o Datafolha produziu resultados de encomenda em sua última pesquisa de opinião sobre os sentimentos da população acerca do julgamento do Mensalão.

Segundo o jornal Folha de São Paulo! divulgou no domingo, o levantamento do Datafolha apontava que 73% da população defendem cadeia para os acusados de participar do escândalo.

Em artigo intitulado Resultados de encomenda!, publicado hoje no jornal Correio Braziliense!, Marcos Coimbra afirma:

A pesquisa abusou de perguntas indutivas, que tendiam a conduzir os entrevistados a determinadas respostas. Como diz a literatura em língua inglesa, fornecendo-lhes “pistas” sobre as respostas “corretas”.

Leia a íntegra do artigo de Marcos Coimbra:

por Marcos Coimbra
Via Correio Braziliense

Na primeira aula do curso de pesquisa de opinião, o aluno aprende as coisas básicas da profissão. Uma é ter cuidado com as perguntas indutivas.

à‰ esse o nome que se dá à s que são formuladas com um enunciado

15 de agosto de 2012
por admin
5 Comentários

Em Londrina, menção de pesquisa eleitoral sem registro rende multa de R$ 53 mil a Marcelo Belinati

da Folha de Londrina

A Justiça Eleitoral de Londrina condenou o candidato a prefeito Marcelo Belinati (PP) ao pagamento de multa de R$ 53.205,00 pela divulgação de pesquisa eleitoral sem registro. A decisão, publicada ontem, é do juiz da 41 Zona Eleitoral, àlvaro Rodrigues Junior, acatando representação feita pelo PMDB, assinada pelo advogado Francisco Galli.

Na ação, o PMDB questiona uma mensagem publicada no perfil de Marcelo no Facebook, em que a coligação encabeçada pelo pepista alerta sobre a utilização ”criminosa” das redes sociais por terceiros, como a criação de um perfil falso do Marcelo no Face e a inclusão, não autorizada, de link patrocinado na Fanpage do candidato, o que é vedado pela legislação eleitoral.

Mas, ao esclarecer o eleitor sobre as falsificações, a coligação menciona pesquisas: ”A coordenação da campanha do candidato faz outro alerta: como Marcelo Belinati lidera todas as pesquisas de intenção de voto, provavelmente seja o mais visado e alvo de todo tipo de ataques durante o período eleitoral”, diz parte do comunicado.

Apesar da contestação do coordenador jurídico da campanha do PP, Frederico Reis, de que ”não houve a divulgação de números nem de percentuais, foi apenas comentário em cima daquilo que é noticiado na imprensa”, o juiz entendeu que ”a não divulgação de números ou percentuais não descaracteriza a irregularidade da pesquisa eleitoral não registrada”. Rodrigues Junior destacou que todas as pesquisas eleitorais devem ser registradas até cinco dias antes da divulgação.

Também na defesa apresentada no processo, a coligação

15 de agosto de 2012
por esmael
3 Comentários

PT já se preocupa com impacto da onda grevista nas eleições

da Agência Estado

A direção do PT começou a mostrar preocupação com a onda de greves no governo federal e as consequências que deverão ter no resultado das eleições municipais de outubro. O receio de que as paralisações prejudiquem os candidatos do partido já foi levado à  presidente Dilma Rousseff pelo presidente da legenda, Rui Falcão, segundo petistas.

Um dirigente do PT disse ao Estado que o tema da greve está presente nas eleições, principalmente nas grandes cidades, onde partidos como o PSTU e o PSOL têm quadros dirigentes nos sindicatos e bases fortes. Estes partidos aproveitam as greves para atacar o PT e dizer que, no governo, a legenda de Luiz Inácio Lula da Silva comporta-se como as outras, recusando-se a negociar com os dirigentes dos servidores públicos.

A preocupação no PT cresceu um pouco mais depois que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso declarou publicamente apoio à  forma como a presidente Dilma Rousseff tem enfrentado a onda de greves.