9 de agosto de 2012
por Esmael Morais
13 Comentários

Em nota oficial, Ducci jura que não usou a ‘máquina pública’ no próprio comitê eleitoral

O prefeito Luciano Ducci (PSB) distribuiu nota oficial nesta tarde negando que tenha usado a ‘máquina pública’ para pavimentar um dos seus comitês eleitorais.

Ducci atribuiu os vídeos divulgados pelo adversário Gustavo Fruet (PDT) como uma tentativa de influenciar no resultado do Ibope, que está em campo fazendo sondagens sobre a disputa na capital.

A seguir, leia a íntegra do esclarecimento da Coligação Curitiba Sempre na Frente, de Luciano Ducci:

ESCLARECIMENTO

O serviço de pavimentação do pátio do comitê de Santa Felicidade foi contratado pela Coligação Curitiba Sempre na Frente junto à  empresa Carlos Camillo. Está registrado e contabilizado no comitê eleitoral e, portanto, constará da prestação de contas junto ao TRE.

Não foi utilizado nenhum bem ou serviço público municipal.

Na inauguração do Hospital do Idoso, em 19 de março, integrante Leia mais

9 de agosto de 2012
por Esmael Morais
2 Comentários

De novo, Justiça decide pela inelegibilidade de Beti Pavin

Justiça barra candidatura de Beti Pavin. Foto: Foto: Milca Santos.

A juíza Letícia Zétola Portes julgou ontem (8) improcedente pedido da candidata Beti Pavin (PSDB), que concorre à  prefeitura de Colombo, região metropolitana de Curitiba, para anular decisão da Câmara Municipal de Vereadores que desaprovou as contas da tucana referentes ao exercício de 2001 — quando ela era prefeita. ... 

Leia mais

9 de agosto de 2012
por Esmael Morais
2 Comentários

Dilma cria estatal de energia nuclear

da Agência Brasil

A Amazônia Azul Tecnologias de Defesa (Amazul) é a nova empresa pública criada pela presidenta Dilma Rousseff, que sancionou a Lei 12.706. A empresa tem a atribuição de desenvolver tecnologias do Programa Nuclear Brasileiro e para a área nuclear da Marinha. Será também responsável por elaborar projetos e tecnologias para a construção do primeiro submarino de propulsão nuclear brasileiro.

Caberá ainda à  Amazul estimular a implantação de novas indústrias no setor nuclear e prestar-lhes assistência técnica. A empresa é vinculada ao Ministério da Defesa, por meio do Comando da Marinha, e terá sede em São Paulo.

O quadro de pessoal da Amazul, inicialmente, será composto pelos atuais empregados da Empresa Gerencial de Projetos Navais (Emgepron), que desempenham atividades no âmbito do Programa Nuclear da Marinha.

A lei sancionada pela presidenta está publicada na edição de hoje (9) do Diário Oficial da União.

Leia mais

9 de agosto de 2012
por Esmael Morais
2 Comentários

Os 70 anos de Paulinho da Viola; veja

Paulinho da Viola comemora hoje 70 anos de idade. O Momento Cultural do blog apresenta uma seleção com 21 músicas neste vídeo do Acústico MTV.

A ideia é dar uma pequena pausa na brutalidade da política, que hoje promete ferver por causa das denúncias que serão apresentadas daqui a pouco pelo candidato Gustavo Fruet (PDT) contra o adversário Luciano Ducci (PSB).

Veja as músicas neste vídeo postado: Leia mais

9 de agosto de 2012
por Esmael Morais
4 Comentários

“à‰ só um pedacinho”, diz coordenador sobre trecho de vídeo com acusação a Ducci

Luiz Fernando Pereira.

O coordenador jurídico da campanha de Gustavo Fruet (PDT), o advogado Luiz Fernando Pereira, disse ao blog que o trecho do vídeo vazado na internet que provaria as denúncias de abuso da máquina pelo candidato Luciano Ducci (PSB) “é só um pedacinho” do que ele vai apresentar daqui a pouco, à s 14h30, durante uma entrevista coletiva. ... 

Leia mais

9 de agosto de 2012
por Esmael Morais
5 Comentários

Samek minimiza intenção do governo paraguaio de não vender mais energia para o Brasil

da EFEO diretor brasileiro da hidrelétrica binacional de Itaipu, Jorge Miguel Samek, minimizou nesta quarta-feira (8) a intenção do presidente do Paraguai, Federico Franco, de não “ceder” mais a energia excedente ao Brasil.

“Não estou preocupado, pois Itaipu tem um contrato e um tratado que estabelecem claramente as formas de compra e de funcionamento, no qual eles (os paraguaios) compram a energia necessária e o que não consomem é comprado pelo Brasil”.

A reação ocorreu depois que Franco, em discurso publicado nesta quarta-feira pela Presidência do Paraguai, afirmou: “a decisão do Governo é clara e não continuaremos cedendo nossa energia”.

O presidente paraguaio ainda concluiu: “notem que usei a palavra ‘ceder’, porque o que estamos fazendo é dar energia ao Brasil e à  Argentina, pois não a estamos vendendo”.

Samek, no entanto, comentou que na semana passada se reuniu com Franco, durante uma visita do governante à  hidrelétri Leia mais

9 de agosto de 2012
por Esmael Morais
3 Comentários

Deputados querem comando do PMDB

por Ivan Santos, via Bem ParanáA bancada do PMDB na Assembleia Legislativa pretende montar uma chapa para manter o controle do Diretório Estadual do partido. A intenção é manter o controle da legenda visando as articulações para as eleições de 2014.

A direção nacional do PMDB determinou que sejam realizadas convenções para renovar as direções municipais do partido em todo o País até 30 de outubro próximo. E até 23 de dezembro devem ser promovidas as eleições para os comandos estaduais da sigla. Atualmente, os parlamentares já controlam a maioria do Diretório Estadual peemedebista do Paraná, presidido pelo deputado estadual Waldyr Pugliesi.

Os parlamentares peemedebistas não escondem o desejo de levar o partido para uma aliança formal com o governador Beto Richa (PSDB), desde já candidato à  reeleição. O senador Roberto Requião (PMDB), porém, tem sinalizado a intenção de concorrer novamente ao cargo daqui a dois anos. Para isso, estaria também se preparando para retomar o controle da direção estadual, lançando seu sobrinho, o deputado federal João Arruda, como candidato à  presidência da legenda.

Requião e os deputados travam uma disputa interna pelo controle do PMDB paranaense desde a eleição de 2010. Contra a vontade do ex-governador, a bancada do partido aderiu à  base do governo Beto Richa na Assembleia. E vem negociando mais espaço no governo, já planejando uma composição para 2014.

Os parlamentares consideram que o partido não tem condições competitivas para disputar Leia mais

9 de agosto de 2012
por Esmael Morais
4 Comentários

Em Londrina, vice de Barbosa abandona a disputa

da Folha de LondrinaO empresário Clóvis Coelho (PTC) renunciou e não será mais o candidato a vice-prefeito de Londrina na chapa encabeçada por Barbosa Neto (PDT) – o PSDC também faz parte da coligação. Depois que a Câmara de Vereadores cassou o mandato do pedetista, no último dia 30, o cenário eleitoral começou a desagradar Coelho, que teme a disputa jurídica prevalecendo sobre a ”disputa no voto”. ”Quando coloquei o meu nome à  disposição eu planejei ajudar Londrina, eu pensei numa corrida pelo voto, na urna, e não na Justiça”, disse. O pedido de renúncia foi protocolado no Fórum Eleitoral ontem à  tarde.

Segundo Coelho, que chegou a admitir a possibilidade de disputar a prefeitura caso a candidatura do ex-prefeito fosse indeferida, a decisão de abandonar as eleições foi tomada na noite de terça-feira, depois de uma reunião com Barbosa. O empresário disse que continuará apoiando a coligação, porém, ”um pouco mais distante”. Evitando falar em arrepedimento, ele reconheceu que a incerteza quanto ao destino das eleições na cidade, onde o candidato pode ganhar e ser impedido de assumir levando até a um eventual terceiro turno, pesaram na desistência. ”Pode acontecer de tudo pela frente e eu tenho os meus projetos pessoais e profissionais.”

Clóvis Coelho atua em Londrina e região como assessor da presidência da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) e estava licenciado para disputar as eleições, ”mas depois da cassação me perguntaram se eu voltaria para retomar os projetos, disseram que ainda daria tempo, então decidi retomar”. Em julho, a FOLHA noticiou que Coelho tem uma dívida de pelo menos R$ 125 mil com o município, como Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e Imposto sobre Serviços (ISS). Ele afirmou que alguns débitos já foram pagos, mas negou que a sua saída da campanha tenha relação com as pendências tributárias.

Para o presidente do PTC, Ulisses Sabino, a inexperiência política diante do cenário formado após a cassação de Barbosa Neto pode ter abalado o candidato a vice. ”Ele (Coelho) não é político, não está acostumado.” Sabino garantiu que o partido segue na coligação, apoiando o ex-prefeito, ”indicando ou não o vice”. Ele disse que tem alguns nomes para apresent Leia mais