Ricardo Barros na marca do pênalti

Ricardo Barros (PP).
Assessor direto do governador Beto Richa (PSDB) avalia que é insustentável a permanência na equipe do secretário da Indústria e Comércio, Ricardo Barros (PP), depois que o Tribunal de Justiça do Paraná negou-lhe habeas corpus para trancar investigação na qual ele é suspeito de manipular licitações no governo do irmão mais velho, Silvio Barros II, prefeito de Maringá.

A decisão do TJ deixou ele [Ricardo Barros] na marca do pênalti!, disse ao blog o assessor, ao afirmar que essa demanda já está nas mãos do governador e do chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Sebastiani!.

Para se defender, ontem Barros partiu para o ataque contra integrantes do Ministério Público. O secretário de Richa, sugeriu que os promotores que o investigam são simpatizantes do PT.

Comments are closed.