Rachou o comando da ocupação estudantil na reitoria da UFPR

Cerca de 400 estudantes participaram ontem (12) da 7!ª assembleia da UFPR, em Curitiba, no restaurante universitário central da UFPR.

A assembleia foi fortemente marcada pelas correntes políticas ligadas ao PSOL e ao PSTU dentro da universidade, que ocupam o prédio da reitoria, reafirmaram a posição de permanência na ocupação. No entanto, boa parte dos estudantes presente na assembleia se apresentou contrária à  ocupação, manifestando sua insatisfação por meio de protestos.

A comitiva dos representantes dos estudantes do campus de Palotina, no Oeste, por exemplo, saiu aos gritos contra a comissão de negociação afirmando que ”o comando não os representa”. O protesto foi direcionado aos membros da ocupação e do comando de negociação.

O impasse continua, já que a reitoria, em matéria veiculada ontem em diversos meios de comunicação, afirma que só negociará com os estudantes após fim da ocupação.

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. É absolutamente lamentável o que acontece no ensino superior brasileiro hoje. Vivo me perguntando: a quem mesmo interessa, e quais são os “interesses” que “brincam” com o destino de uma nação em construção? É uma vergonha saber que apesar de certos avanços, a educação não interessa a quase ninguém! Não mexe com com a economia, não faz subir nem descer os juros, nem o dóllar, então que morra! E morra assim, aos poucos, nas mãos cruéis de “grupos” sem sentido, sem projeto de vida nem de nação, de “ideologias” que são na verdade patologias. E ninguém faz nada! Quanta gente, sem aula e sem explicação! É uma pena, se fosse na Caixa Econômica ou no Banco do Brasil, ou BNDS, já teríamos uma solução há muito tempo. Porque todos cobrariam. Mas é na ducação… Pobre educação, refém de corporativismos anacrônicos e de ideologias mofadas e manchadas pelo tempo e pelas práticas. Práticas de uma elitizinha acéfala que se recusa a morrer como dominante para que nasça o diálogo e sobreviva a esperança na educação para a liberdade, como diz Paulo Freire em Cartas à Guiné Bissau. O que nos falta é o verdadeiro interesse pela educação, que como diz Pierre Furter, “Uma pessoa interessada, torna-se uma pessoa interessante e desperta o interesse de outras”. É mais cômodo e parece fazer mais suesso, ser idiota. Viva a idiotice?! João Santiago é Poeta e Militante

  2. Caro Esmael, até onde sei, a negociação com os estudantes irá ocorrer com ou sem ocupação, porem, com o DCE, que é de fato quem representa os estudantes da UFPR.

    conforme voce bem definiu, a ocupação esta sendo realizada por pessoas ligadas a dois partidos politicos, PSOL e PSTU e com o apoio de pessoas ligadas ao Sinditest-pr e APUFPR e nada mais.

    inclusive, esses dois partidos tem seus candidatos já apresentados, tanto aos estudante como aos tecnicos administrativos.

    só para se ter uma idéia, um diretor do Sinditest-pr que é candidato a vereador pelo PSOL, esta ativamente participando das mesas das assembléias da categoria.

    o outro candidato dentro do Sinditest-pr, é o assessor jurídico da Diretoria que é filiado ao PSTU, e é candidato a Prefeito em Cuiritba, o Dr. Avanilson, cargo este lhe ofertado pelo Vice Presidente do Sinditest-pr, que tambem é filiado ao PSTU.

    ta o verdadeiro balaio de gato e rato no movimento dentro da UFPR.