PV paranaense reitera apoio a Enio Verri em Maringá

via blog do Angelo Rigon

Enio Verri (PT) intensificou campanha hoje no comércio local. Foto: divulgação.

A executiva estadual do Partido Verde publicou hoje nota de esclarecimento em seu site onde reitera e sustenta a decisão do diretório municipal do PV de Maringá que em convenção aprovou o apoio à  candidatura do deputado estadual Enio Verri, do PT, à  prefeitura da cidade nas eleições municipais!.

Diz a nota: O apoio dos verdes a Enio Verri representa uma decisão democrática construída junto com a maioria dos filiados e candidatas e candidatos à  Câmara Municipal e que priorizou o que é melhor para a Maringá e os maringaenses. Fiel ao Estatuto do Partido Verde, a Executiva Estadual entende que um partido político é feito de pessoas comprometidas com os seus ideais e valores e onde a construção de uma cidade justa e solidária é prioridade. No PV, ninguém é candidato de si mesmo e os projetos pessoais não prosperam. Para o PV do Paraná, o apoio à  candidatura de Enio Verri em Maringá é irrevogável, bem como a designação de João Batista Beltrame, o Joba, para presidir os verdes na cidade!.

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Lamentável este episódio. A política de cima prá baixo.
    Se é assim nos partidos, nos governos não é diferente.

    Conheço o Dr. Alberto Abraão, um advogado bem sucedido e respeitado, um idealista que sempre participou de campanhas e uma única vez teve cargo no município, quando foi Procurador e Ouvidor na gestão do Dr. Said.
    Por que seria um projeto pessoal levar o nome e a proposta do PV para a cidade?
    Conforme a relação de candidatos do TRE, ele não está sozinho e no próprio blog
    do Rigon, as manifestações são mais favoráveis a ele do que ao grupo que negociou a coligação, sob a liderança do Sr. Joba, que vai ficar sem cargo em Apucarana…

  2. Eu fiz um comentário sobre a dita nota de esclarecimento no blog, mas não foi postado pelos que se declaram democráticos; de tão democráticos que são, que ao invés de se solidarizarem com os colegas partidários, vão contra os ideais do próprio partido; são democráticos só quando convém a uma minoria, concordando com o que eles mesmos falam em “projetos pessoais (e tomara mesmo que não prosperem)”; Sou filiado desde 1994, e é a primeira vez que vejo uma provisória (ou Executiva que seja) intervir golpistamente em uma provisória municipal, dentro do próprio partido; alguns se elegeram, se dizem os bons de votos em detrimento de alguns municípios? porque não vem ajudar aqui; afinal, politica é feita de maneira transversal de nacional a municipal; coloquei lá, “é o exemplo que arrasta, a palavra apenas convence”; portanto, cadê o exemplo da executiva estadual verde? o objetivo nacional não é incentivar os projetos municipais? ANTIDEMOCRACIA, NUNCA.
    Tenho dito.