PV ameaça pular fora da canoa de Serra em São Paulo

PV ameaça rever apoio a Serra em São Paulo

da Folha.com

José Serra. Foto: ZUHAIR MOHAMAD/AGàŠNCIA ESTADO.

O PV marcou para amanhã uma reunião de dirigentes nacionais e das seções estadual e municipal de São Paulo para reavaliar o apoio ao tucano José Serra na sucessão paulistana.

O partido se queixa de ter sido alijado do processo de escolha do vice na chapa de Serra, Alexandre Schneider (PSD). O também ex-secretário municipal Eduardo Jorge, filiado ao PV, era um dos cotados para o posto.

Segundo o deputado federal José Luiz Penna (SP), presidente nacional do PV, o partido não foi nem sequer comunicado oficialmente da escolha de Schneider. “Não soubemos quais foram os critérios que o fizeram preterir o Eduardo Jorge”, disse na tarde desta segunda-feira à  Folha.

O PV é um dos cinco partidos que integram a aliança de Serra, formada ainda pelo partido do candidato, o PSDB, e mais PSD, DEM e PR. Essa coalizão deve dar ao tucano um tempo diário de propaganda eleitoral estimado em 7 minutos e 49 segundos. Desse total, o PV contribui com cerca de 24 segundos.

A escolha de um vice do PSD foi selada depois que o partido do prefeito Gilberto Kassab ganhou no STF o direito a ter uma fatia expressiva do fundo partidário e do tempo de TV no horário eleitoral.

A decisão não incomodou apenas os aliados: no próprio PSDB houve protestos pelo fato de Serra ter feito mais uma concessão a Kassab, que já emplacara a tese da aliança também na eleição para vereadores.

1 Comentário

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. se pv ganhar com serra que vão fazer com os anfibios?la tem enchente todas as vezes que chove.. coitado do povão.o povão tambem pertence ao meio ambiente que os verdes querem proteger.se diz proteger ……