Estudantes lançam campanha contra convênio Wal-Mart/SEED

Pegou mal, muito mal o convênio celebrado na semana passada pela Secretaria de Estado da Educação (SEED) e o supermercado norte-americano Wal-Mart. As entidades estudantis — UPE e UPES – foram as primeiras a reagir oficialmente, pois entendem que o órgão governamental quis agir como RH da multinacional.

Pois bem, os estudantes prometem colocar o bloco na rua contra o governo Beto Richa (PSDB) que os vê como mero estoque de mão de obra barata. Prova disso as duas agremiações lançaram hoje uma campanha na internet contra o convênio da SEED e Wal-Mart. O selo do movimento traz as logomarcas da Secretaria e do supermercado sinalizadas com “proibido”.

A UPE e a UPES afirmam em nota oficial nesta terça-feira (31) que a Educação, comandada pelo vice-governador Flávio Arns (PSDB), assinou com o instituto Wal-Mart um convênio escravista!.

Comentários encerrados.