Em nota oficial, UPE e UPES repudiam convênio do governo do Paraná com rede Wal-Mart

O movimento estudantil sempre esteve na vanguarda das lutas sociais.

As entidades do movimento estudantil — UPE e UPES — lançaram nesta terça-feira (31) uma nota oficial conjunta repudiando o convênio celebrado na semana passada entre a Secretaria de Estado da Educação (SEED) e a multinacional de supermercados Wal-Mart.

“Nós estudantes não somos mão de obra barata para sermos comercializados em convênios governamentais, apenas por interesses individuais e políticos”, diz trecho da nota de repúdio.

As entidades estudantis afirmam que a pasta comandada pelo vice-governador Flávio Arns assinou com o instituto Wal-Mart um “convênio escravista”.

“A parceria com a multinacional do varejo – área sabidamente problemática pelos abusos trabalhistas – está em consonância com a política da Seed no atual governo de restrição ao ensino profissional público”, denuncia outro trecho da nota oficial da UPE e UPES.

A seguir, leia a íntegra da nota oficial de repúdio da UPE e UPES sobre o convênio do governo do Paraná com a rede de supermercados Wal-Mart:

NOTA OFICIAL CONJUNTA DE REPÚDIO DA UPE E UPES

A União Paranaense dos Estudantes (UPE) e a União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (UPES) vem a público declarar repúdio total a iniciativa da Secretaria de Estado da Educação (Seed), que celebrou o acordo com a norte-americana Wal-Mart para preparar quadros para a multinacional de supermercados. Os estudantes do Estado do Paraná expõem aqui a sua contrariedade total à  atitude do Senhor Governador Beto Richa e do Secretário de Estado da Educação, Flávio Arns. Queremos o fim deste convênio escravista com a Multinacional Wal-Mart.

Queremos uma educação pública e de qualidade nas escolas de todo o estado do Paraná, com professores bem pagos, e valorizados, salas de aula equipadas, formação digna, e diversos avanços que sim, são possíveis. Nós estudantes não somos mão de obra barata para sermos comercializados em convênios governamentais, apenas por interesses individuais e políticos.

O governo Federal tem nos últimos anos investido muito na abertura de Institutos Federais (IFs), na valorização do Programa Nacional do Ensino Técnico (PRONATEC), por todo o Estado do Paraná. à‰ Necessária uma política de capacitação de mão de obra qualificada, mais eficaz no nosso estado, e que não necessite de convênios como este, o ensino técnico deve favorecer o desenvolvimento do nosso país e não o lucro de multinacionais, como Wal-Mart.

Para quem não conhece o convênio, o termo, assinado na semana passada entre a Seed e o Instituto Wal-Mart, cria o “Programa Escola Social do Varejo”, nada mais que um serviço de treinamento de mão de obra para atender à s necessidades imediatas do comércio varejista – e não para oferecer uma efetiva formação profissional ao público a que nominalmente se destina jovens de 16 a 24 anos, matriculados no ensino médio nas escolas estaduais.

A parceria com a multinacional do varejo – área sabidamente problemática pelos abusos trabalhistas – está em consonância com a política da Seed no atual governo de restrição ao ensino profissional público.

A educação pública viu novamente a forma de o governo Richa encarar o ensino profissional com a não abertura de turmas para o segundo semestre de 2012 (parcialmente revertida na semana passada).

Não vamos parar por aqui!
Queremos respostas, queremos uma educação justa e para todos.

NàƒO AO CONVàŠNIO SEED E WALMART!
NàƒO à€S EMPRESAS MULTINACIONAIS EM NOSSAS ESCOLAS!

POR UMA ESCOLA DE TODOS OS PARANAENSES E PARA OS TODOS PARANAENSES. E NàƒO PARA O GOVERNADOR E SUA EQUIPE.

União Paranaense dos Estudantes (UPE)
União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (UPES)

23 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. One important thing pfofmnmd is that if you are searching for a education loan you may find that you will want a co-signer. There are many scenarios where this is correct because you may find that you do not possess a past credit standing so the financial institution will require that you have someone cosign the financing for you. Interesting post.

  2. I simply want to say I am just all new to blogging and seriously savored this blog. Most likely I’m want to bookmark your blog . You amazingly have fabulous posts. Thanks a bunch for revealing your blog.

  3. Eh aquela estoria…se faz eh porque faz, se nao faz eh porque nao faz e segue o baile!! Grande trabalho do Arns..

  4. Qual a posição da UPES a respeito a Greve dos professores? Se eles representam de fato os estudantes tá na hora de exigir do governo uma solução para “os seus problemas” que é a volta as aulas. Tem que tomar uma decisão, sair as ruas exigindo uma solução do governo o mais breve possível. Ou eles são filhotes deste governo???

  5. oia só…num sei nao…mais u fio du meu patrao mi dise q esi negocio de UNI i UPI foi importanti pru pais nus tempu da ditadura i qui agora so servi pra fazê baruiu i apoia a isquerda, qui sao aquelis qui querim impranta u socialismu nu brasil…uai..tb mi falo qui comunista nao acredita im deus..si é verdadi num sei. nu casu axu qui u guvernu du pr ta certu im partis, pus é pricisu ir alem dissu.

  6. MESADA VICIA! !
    Evidente que trabalhar como empacotador de supermercado não é lá o emprego dos sonhos. Mas que moral tem quem vive de mesada para falar de emprego. Hoje temos visto marmanjos de 25 anos vivendo às espensas dos pais. Passam tanto tempo vivendo de mesadas que viciam, e depois kerem continuar recebendo na molesa, sem trabalhar.
    Sou da geração que cresceu trabalhando de “engraxate”, “jornaleiro”, “sorveteiro”, “pasteleiro” e não me sentia escravo. Pelo contrário, sentia orgulho de poder ao final do mes ajudar minha familia no sustento da casa.

    Então, antes de criticar o ato de tirar o menor da rua, de permitir que sintam-se dignos ajudando seus pais no sustento da familia, que procurem o que fazer de útil, antes de ser inocentes inuteis aos partidos que lhes aliciaram.

  7. é, tem uns cabras aí nos comentários que não fazem a menor ideia do que é a opressão e hiperexploração na rede wal-mart… devem ser acionistas do mercadão americano e querem mais é que os jovens se esfolem trabalhando naquela porcaria.

  8. Esse negócio de multinacional em nosso país explorando os jovens já era! Abaixo as multinacionais! Abaixo celulares! abaixo computadores! A partir de amanhã todos os produtos fabricados por multinacionais estarão probidos de serem usados em nosso país. Importaremos tecnologia de Cuba, abaixo a burguesia, viva o proletariado, hahaha. Por falar em burguesia, algum dos queridos leitores do blog do Esmael já foi almoçar ou jantar na casa de algum “riquinho” dos quadros dos partidos de esquerda? Que papo careta, que falta de imaginação dos estudantes! Tanta coisa relevante acontecendo em nosso país e eles vêm com essa papinho de esquerda, direita, volver! hahaha. Cuequinhas de veludo foi um tema bem apropriado usado pelo Cassemiro, cuequinha de veludo, geração comunista dos smartphone, hahaha

  9. É melhor trabalhar no supermercado que ficar em casa dependendo de “mesada” dos pais. A rotatividade nos supermercados é alta por que muitos querem ganhar muito e trabalhar pouco, a experiência com atendimento ao público não desmerece ninguém, é um trabalho como qualquer outro e quem enxerga desmerecimento em assumir uma atividade pequena não está capacitado para algo grande. Muitas pessoas bem sucedidas vieram de empregos que pagavam pouco e trabalhavam bastante, agora o cara está cursando administração e já quer se formar e ser gerente de banco? ou acaba o ensino médio e já quer ser professor? cada uma… Por que a UPes da “elite dominante” não faz protesto para acabar com o tráfico de drogas nas faculdades, por que não falam da greve. São todos da elite dominante, cuequinhas de veludo que vivem de mesadas do papai e da mamãe.

  10. A chamada esquerda burra vem com esse papo de multinacional. que bobagem! Entao fazer convenio com supermercado brasileiro nao tem problema, nao tem exploracao! sp existe exploracao porque e empresa americana! que Bobagem Enorme!

  11. Jovens necessitam de estágios, com o objetivo de aprenderem uma profissão, adquirirem competências, habilidades, conhecimento técnico, não serem conduzidos ao mercado de trabalho para servirem como mão-de-obra barata ocupando vagas que oferecem baixos salários e péssimas condições de trabalho.

  12. Não acredito que trabalhar em um mercado seja indigno, muito pelo contrário, porém, as condições oferecidas pelas empresas e o salário, SIM, SÃO INDIGNOS.
    Me perdoem aqueles que não entenderam meu comentário.
    Abraços!

  13. Sem contar que a rotatividade é alta no setor, já que muito tempo de serviço encarece a recisão.Por isso a oferta de vagas é tão grande neste nicho.Este apoio que a tucanada está querendo dar aos gringos,com o chapéu dos estudantes,só vai aumentar o turn over,se realmente “pegar”!!

  14. O Arns arruma “emprego” pros jovens paranaenses empilharem pacotes de arroz no Wal-Mart.

    Enquanto isso o Brasil importa estrangeiros para ocuparem cargos altamente remunerados nas construções de refinarias, na construção de hidrelétricas, no Pré-Sal etc…

  15. PERGUNTO: OS ESTUDANTES QUE COMPÕE a DIRETORIA DA UPES PERTENCEM A QUE CLASSE SOCIAL?
    Pelo amor de Deus, nosso Pai, que ignorância afirmarem que esse tipo de trabalho “não formará os jovens para o resto da vida”. Aprenderão a trabalhar, a produzir, se tornarem auto suficientes , pessoas de bem e úteis para a sociedade. É um trabalho honesto e não escravo.
    Tenho a real impressão de que, quem está defendendo a teoria que esse tipo de trabalho é trabalho ESCRAVO , preferem ver esses jovens: SE DROGANDO,SE PROSTITUÍNDO E MENDIGANDO EM VIAS PÚBLICAS. Aliás, para nossos políticos sem brios, é preferível “torná-los dependentes” desse sistema corrupto de governo existente .
    Quero dizer que comecei a trabalhar com 13 anos como babá, tenho 70 anos e agradeço a Deus o trabalho que deu inicio a minha vida profissional. Trabalhei de dia, estudei e me formei no turno da noite e agora tenho uma aposentadoria que não preciso do governo para me sustentar e nem sustentar a minha família.
    A Bíblia diz: “ENSINA A CRIANÇA O CAMINHO QUE ELA DEVE SEGUIR, QUANDO GRANDE DELE NÃO SE AFASTARÁ”. PAZ e BEM A TODOS!

  16. É triste ver uma entidade que teve tanta influência e atividade nos anos 90 na mãos de estudantes que querem promoção política, e para isso precisam ficar calados com relação aos absurdos do governo Lula e Dilma, os estudantes querem saber do final das greves nas federais e até do julgamento do mensalão. O movimento Estudantil hoje é uma vergonha, as lideranças de entidades como UPE e UNE nas mãos de pessoas filiadas a um partido que teve uma linda história de criação e hoje envergonha a todos que tentaram de fato seguir a ideologia comunista. Estudantes vamos a luta contra a corja que lidera a União Paranaense dos Estudantes e a União Nacional dos Estudantes.

  17. “Nós estudantes não somos mão de obra barata para sermos comercializados em convênios governamentais, apenas por interesses individuais e políticos.”

    Boa noite, eu sou universitário e auxiliar de balconista, contradizendo o breve comentário feito no texto, tenho eu que todo o trabalho digno, pois o que voces tem contra com pessoas que exercem profissao com mao de obra barata? eu trabalho 8 horas e sou pai de família, trabalho para sustentar minhas casa. Tenho orgulho do que faço, nao despeitem ninguem, seus PLAYBOYS!!!

  18. Ao inves de irem atras dos direitos dos estudantes a respeito da greve que estende a mais de 70 dias, e que a UPE está omissa até a presente data, preferem soltar argumentos para disvirtuar os acontecimentos”¦.vergonhaaa!!!

  19. AUHAUHAUH

    Para que aprender uma profissão se dá para ser vagabundo, como esses da foto?

    Vanguarda de lutas?? Cade eles comentando o mensalão ou as greves das federais?

    • O mensalão está no STF. O que há para comentar? O julgamento é técnico e os ministros não têm e nem devem atender a clamores populares e sim se basear em provas. Você deve ser só mais um troll por aqui. a gurizada não quer ser mao de obra escrava e nem deixar o ensino ser mercantilizado pelo Richa. Ou isso não ficou claro para você? Se não ficou, leia de novo a matéria e a nota.

  20. Carlos Moraes
    caixa de supermercado aprende uma profissão?
    Só se for de burro de carga, de ocupar espaço que ninguém quer, de mão-de-obra barata para o mercado!
    trabalhar sábado, domingo, feriados em péssimas condições de trabalho, não tendo tempo nem sequer para ir ao banheiro, ganhando uma miséria é educativo?
    Além de não ser educativo é ilegal e imoral, agora se você acha legal coloque seu filho para trabalhar no Wal-Mart, com certeza exitem vagas!

  21. Um viva para a UPES!! É melhor deixar esses menores na rua sem fazer nada do que aprender uma profissão. Por isso as cadeias estão cheias.