24 de julho de 2012
por esmael
7 Comentários

Governo do Estado oficializa fim dos contratos de pedágio

Calma lá, nem se anime! Não é no Paraná que isso aconteceu, caro leitor. Foi logo ali, no Rio Grande do Sul, no governo de Tarso Genro (PT). Enquanto isso, aqui na Terra das Araucárias, ainda continua no ar aquela denúncia do deputado Cleiton Kielse (PEN) de que as empresas de pedágio compraram deputados na Assembleia Legislativa. à‰ mole ou quer mais?

Concessionárias serão notificadas e a partir de 2013 Rio Grande do Sul terá praças comunitárias

via Correio do Povo

O governo do Estado oficializou na manhã desta terça-feira a decisão de não renovar os contratos de pedágio para 2013. O governador Tarso Genro assinou no Palácio Piratini, em Porto Alegre, os termos de notificação das concessionárias que administram as rodovias estaduais. O documento será encaminhado em algumas semanas para as cinco empresas responsáveis por sete polos.

Também participaram da cerimônia o secretário de Infraestrutura e Logística, Beto Albuquerque, o procurador-geral do Estado, Carlos Henrique Kaipper, e o diretor-geral do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), Francisco Thormann.

Tarso ressaltou que tudo está sendo feito dentro da lei e que se as concessionárias decidirem entrar na Justiça, a ação será contestada. Ele disse, porém, que o Executivo está aberto à  negociação, e que serão avaliados os argumentos utilizados para embasar o processo. As empresas reivindicam passivo de R$ 1,5 bilhão do Estado.

O secretário de Infraestrutura disse que o atual modelo de pedágios, implantado há 14 anos, foi bom para as concessionárias, mas ruim para a sociedade. “Este foi um ciclo que começou nebuloso e vai terminar transparente”, afirmou.

O presidente do Sindicato d Leia mais

24 de julho de 2012
por esmael
5 Comentários

TV, internet e conversas com amigos ajudam eleitor de grandes cidades a decidir voto

da Agência Brasil

A televisão continua como carro-chefe na disputa pelo voto dos eleitores, seja por meio da coberturas dos telejornais e de debates entre os candidatos ou pela propaganda eleitoral gratuita, que é veiculada também pelas emissoras de rádio. O uso de ferramentas da internet, principalmente as redes sociais, vem crescendo, mas existem eleitores que, mesmo morando em grandes cidades, como o Rio de Janeiro e Curitiba, não dispensam a conversa com amigos para formar opinião sobre os candidatos e escolher aquele que terá seu voto.

Eleitores ouvidos pela Agência Brasil sobre como se informam sobre o processo eleitoral manifestaram também desinteresse e decepção com os políticos. O vigilante Marcos Gomes de Oliveira, morador de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, por exemplo, diz que sempre desliga a televisão quando começa o horário da propaganda eleitoral gratuita.

Celso de Freitas Rodrigues, de São João do Meriti, também no Rio de Janeiro, porém, procura se informar sempre pelo rádio e pela televisão. Procuro sempre me espelhar nos candidatos ficha-limpa, saber quais as condições [de melhoria] eles pretendem trazer paras as pessoas e o que podem fazer pela minha comunidade, pela região onde eu moro.!

Entre os que não dispensam o papo com os amigos antes de escolher o candidato estão o ajudante de masseiro Luiz Henrique Ferreira e a advogada Fernanda Alemberque, do Rio de Janeiro. Eles ressaltam, porém, que gostam de assistir aos programas eleitorais para analisar as propostas de cada um.

Em Curitiba, a televisão por si só não define a escolha do canditato, conforme relataram alguns eleitores ouvidos pela ABr. O cientista social e funcionário público Rodrigo Kraemer diz que nas eleições para prefeito e vereador geralmente vota na legenda.

A vigilante Dolores Andrade, também moradora na capital paranaense, porém, admite que indicacações de pessoas conhecidas! têm peso na sua escolha. O aposentado Nelson Rocha de Souza dá preferência aos candidatos mais coerentes! e diz que, para isso, acompanha o noticiário politico nos jornais, telejornais e assiste aos debates dos candidatos na TV. .

A internet é o meio escolhido pelo médico Mário Lobato da Costa para embasar sua escolha. Segundo Costa, as redes sociais permitem obter informaçõe Leia mais

24 de julho de 2012
por esmael
7 Comentários

Guerra jurídica: Justiça não tirou Twitter e Facebook de Fruet do ar!

A coordenação jurídica de Gustavo Fruet (PDT), candidato a prefeito de Curitiba, capitaneada pelo jurista Luiz Fernando Pereira, desmente a informação de que a tropa de Luciano Ducci (PSB) tenha conseguido tirar do ar os perfis do pedetista no Twitter e no Facebook.

“à‰ inverídica a informação divulgada sobre suposta decisão judicial, que determinaria a retirada do ar das páginas do Facebook e do Twitter do candidato a prefeito Gustavo Fruet (PDT)”, informa.

Na verdade, segundo os advogados de Fruet, a Juíza Eleitoral Renata Estorilho Baganha determinou a adequação das redes sociais com a inclusão do nome da Coligação Curitiba Quer Mais.

Concedo a medida liminar e determino a imediata adequação nas redes sociais do candidato Gustavo Bonato Fruet, ou seja, em sua conta @gustavofruet, no twitter, bem como na conta www.facebook.com/gustavo.fruet, no facebook, no que diz respeito à s irregularidades de ausência da coligação a qual pertence o candidato e os partidos que a integram!, afirma a magistrada.

A assessoria Leia mais

24 de julho de 2012
por esmael
8 Comentários

Rafael Greca esculhamba Datafolha, mas utiliza números em vídeo

Apesar de subir 44,5% (de 7% para 10%), entre a penúltima e a última pesquisa Datafolha, divulgada no final de semana, o candidato a prefeito de Curitiba pelo PMDB, Rafael Greca, contestou a metodologia aplicada pelo Instituto para aferição da preferência do eleitorado e fez algumas observações.

Segundo Greca, há ausência de controle nos estratos de grau de instrução e nível econômico sustentados em dados do último Censo.

Neste pedido de registro do Datafolha, o problema persiste, pois o Instituto diz que, novamente não haverá controle dessas variáveis, porque serão utilizados os resultados obtidos aleatórios em campo. Ou seja, não será objeto de controle estatístico!, ressaltou Greca.

Voto analítico Leia mais

24 de julho de 2012
por esmael
6 Comentários

Serra na privada, segundo os blogs

Clique para ampliar.

O candidato do PSDB à  prefeitura de São Paulo, José Serra, partiu para o ataque contra os blogueiros considerados progressistas. Taxou os militantes virtuais petistas de “nazistas” e os advogados tucanos anunciaram medidas judiciais contra os blogueiros Luís Nassif e Paulo Henrique Amorim. ... 

Leia mais

24 de julho de 2012
por esmael
10 Comentários

Jurídico de Ducci consegue tirar do ar Twitter e Facebook de Fruet

Página de Gustavo Fruet no Facebook não informa coligação, dizem advogados.

Foguetório do arraial de Luciano Ducci (PSB), candidato à  reeleição em Curitiba. O corpo jurídico da coligação do prefeito comemora decisão da juíza Renata Estorilho Baganha, da Terceira Zona Eleitoral, que determinou a imediata retirada do ar dos perfis de Gustavo Fruet (PDT) no Twitter e no Facebook.  ... 

Leia mais

24 de julho de 2012
por esmael
8 Comentários

Artigo de opinião de Vladimir Safatle: “Pela extinção da PM”

por Vladimir Safatle, na Folha de S. Paulo

No final do mês de maio, o Conselho de Direitos Humanos da ONU sugeriu a pura e simples extinção da Polícia Militar no Brasil. Para vários membros do conselho (como Dinamarca, Espanha e Coreia do Sul), estava claro que a própria existência de uma polícia militar era uma aberração só explicável pela dificuldade crônica do Brasil de livrar-se das amarras institucionais produzidas pela ditadura.

No resto do mundo, uma polícia militar é, normalmente, a corporação que exerce a função de polícia no interior das Forças Armadas. Nesse sentido, seu espaço de ação costuma restringir-se à s instalações militares, aos prédios públicos e aos seus membros.

Apenas em situações de guerra e exceção, a Polícia Militar pode ampliar o escopo de sua atuação para fora dos quartéis e da segurança de prédios públicos.

No Brasil, principalmente depois da ditadura militar, a Polícia Militar paulatinamente consolidou sua posição de responsável pela completa extensão do policiamento urbano. Com isso, as portas estavam abertas para impor, à  política de segurança interna, uma lógica militar.

Assim, quando a sociedade acorda periodicamente e se descobre vítima de violência da polícia em ações de mediação de conflitos sociais (como em Pinheirinho, na cracolândia ou na USP) e em ações triviais de policiamento, de nada adianta pedir melhor “formação” da Polícia Militar.

Dentro da lógica militar, as ações são plenamente justificadas. O único detalhe é que a população não equivale a um inimigo externo.

Isto talvez explique por que, segundo pesquisa divulgada pelo Ipea, 62% dos entrevistados afirmaram não confiar ou confiar pouco na Polícia Militar. Da mesma forma, 51,5% dos entrevistados afirmaram que as abordagens de PMs são desrespeitosas e inadequadas.

Como se não bastasse, essa Folha mostrou no domingo que, em cinco anos, a Polícia Militar de São Paulo matou nove vezes mais do que toda a polícia norte-americana (“PM de SP mata mais que a polícia dos EUA”, “Cotidiano”).

Ou seja, temos uma polícia que mata de maneira assustadora, que age de maneira truculenta e, mesmo assim (ou melhor, por isso mesmo), não é capaz de dar sensação de segurança à  maioria da po Leia mais

24 de julho de 2012
por esmael
9 Comentários

Richa reclama da Justiça que proibiu propaganda pró-Ducci

Richa perdeu o direito de veicular comerciais na tevê sobre as UPSs.

O governador Beto Richa (PSDB) não gostou nem um pouco da suspensão dos comerciais sobre a instalação das Unidades Paraná Seguro (UPSs) em Curitiba. A Justiça Eleitoral entendeu que a propaganda do governo estadual beneficiava a candidatura à  reeleição do pupilo do tucano, o prefeito Luciano Ducci (PSB). ... 

Leia mais

24 de julho de 2012
por esmael
Comentários desativados em As pesquisas e a importância do horário eleitoral gratuito

As pesquisas e a importância do horário eleitoral gratuito

Reproduzo artigo publicado ontem no jornal Folha de S. Paulo sobre a relatividade das pesquisas de opinião e a importância capital do horário eleitoral no rádio e na tevê para as campanhas de prefeito. O estudo de caso de Marcelo Soares abrange São Paulo, mas também serve como parâmetro para as demais capitais brasileiras.

por Marcelo Soares, via Folha de S. Paulo

O Datafolha publicou no final de semana a mais nova pesquisa de intenção de votos para prefeito de São Paulo e outras capitais. Aqui, a grande surpresa foi o empate técnico entre José Serra (PSDB) e Celso Russomanno (PRB).

Claro que gerou polêmica. Russomanno, favorito dos evangélicos, atribui seu crescimento aos ataques entre os dois principais partidos nacionais: Enquanto PT e PSDB se atacam, estou trabalhando, disse ele. Serra disse que aposta no horário eleitoral para subir mais. Petistas viram no resultado da pesquisa um sinal do racha na campanha e convocaram a mulher de Fernando Haddad para participar da campanha.

A história que as pesquisas contam hoje é esta:

Antes de bater o martelo sobre o que isso significa para o resultado da eleição, é preciso olhar em que dia estamos. Estamos em 23 de julho? Bom, falta pouco menos de um mês para o horário eleitoral.

O horário eleitoral começa só em 21 de agosto. Antes disso, as pesquisas só conseguem captar o quanto os candidatos são conhecidos. São importantes para os partidos definirem que foco dar à  sua campanha, mas antecipam muito pouco o comportamento que o eleitor terá na frente da urna em outubro. Leia mais

24 de julho de 2012
por esmael
6 Comentários

Slogan de Fruet parecido com o de Gomyde, em 2008

Leitores veem semelhanças nos slogans de Gomyde e Fruet.

Os enxeridos que gostam de vasculhar a vida alheia foram ao fundo do baú buscar o slogan do comunista Ricardo Gomyde, na disputa pela prefeitura de Curitiba, em 2008. Eles ficaram surpresos ao constatar que Eu quero mais pra Curitiba!, usado pelo ex-candidato do PCdoB, é muito parecido com Sim, Curitiba quer mais!, utilizado nestas eleições por Gustavo Fruet (PDT). ... 

Leia mais

24 de julho de 2012
por esmael
2 Comentários

Em campanha, Fruet “joga” capoeira

Na noite de segunda-feira (dia 23), Gustavo Fruet, candidato do PDT à  Prefeitura de Curitiba, acompanhou a abertura do comitê da campanha a vereador do candidato Edson da Academia (PV), no bairro Vila Hauer. Edson, ligado à  atividade física, convidou um grupo de capoeira para animar o evento. O grupo homenageou Fruet adaptando parte da música de campanha do candidato da Coligação Curitiba Quer Mais! ao ritmo dos atabaques e berimbaus.

Fruet falou aos presentes sobre o conceito de Bem Viver, que está no seu plano de governo, com ênfase em ações conjuntas entre esporte, educação e cultura. Vamos aumentar a participação da população em geral, em todas as faixas de idade, na prática de atividades físicas. E também aumentar as opções de lazer através do esporte, com novas quadras esportivas, proporcionando atividades principalmente para os jovens, ajudando-os a evitar o envolvimento com as drogas e a violência!, comentou.

Apoio o Fruet porque ele acha importante ter uma gestão descentralizada, que vai ouvir e trabalhar junto à s comunidades. Precisamos resolver os problemas dentro dos próprios bairros e não deixar tudo para o poder central da cidade. Pretendo trabalhar como vereador do bairro, junto à  população local e ao lado do Fruet!, disse Edson da Academia.

Ainda na tarde da segunda-feira, Fruet concedeu entrevistas ao jornal Gazeta do Povo. Leia mais

24 de julho de 2012
por esmael
6 Comentários

A exemplo de Greca, prefeito Ducci também promete mais parques

O prefeito Luciano Ducci (PSB), candidato à  reeleição, a exemplo do adversário Rafael Greca (PMDB), também está prometendo ampliar o número de parques públicos em Curitiba. Ontem à  noite, ele foi ao bairro Fazendinha, na região Sul, propor a criação de mais dois parques, o Bernardo Meyer e da Vila Rigoni, ao longo do rio Barigui.

Já retiramos mais de 10 mil famílias da beira de rios e vamos continuar, até retirar todas as famílias desta condição e eliminar a miséria de Curitiba!, disse Ducci.

Além dos parques, o prefeito garantiu que nos próximos dias uma série de obras iniciadas vão transformar a região. Em agosto começa a revitalização da Rua Carlos Klemtz e em seguida vamos fazer 3,2 quilômetros da Raul Pompéia. Também vamos recuperar o asfalto outras 14 ruas importantes do bairro!, afirmou.

Luciano Ducci ainda prometeu que vai construir um skate park! na área do parque do Cambúi, na Fazendinha.

Vamos construir um dos maiores e mais modernos parques de skate do país, com 5.000 metros quadrados!, disse Ducci durante inauguração o comitê Fazendinha, nesta segunda-feira (23).

A proposta já está em nosso plano de governo e tem o objetivo de fortalecer o skate como esporte e resgatar o título de “Cidade do Skate” para Curitiba!, prometeu.

Leia mais

24 de julho de 2012
por esmael
1 Comentário

Veja essa: Justiça Eleitoral deixa tucano a pé em Palmeira (PR)

A Justiça Eleitoral de Palmeira, na região dos Campos Gerais, recolheu no início da noite de ontem (23) ao pátio do Fórum Eleitoral, uma perua Kombi da coligação “Juntos pela Mudança” por estar em descordo com a Lei Eleitoral quanto ao espaço da propaganda de seus candidatos.

Com a apreensão do veículo, o candidato a prefeito Giovatan Bueno de Souza (PSDB) ficou a pé.

Foi feita a averiguação pelo chefe de Cartório Eleitoral 13!ª ZE/PR, Adilson Severino da Silva, perante representante da coligação e constatou-se que a propaganda excedeu aos 4 metros quadrados (2×2) e, por isso, está realmente irregular. A Lei Eleitoral diz que o político pode colocar até 4 m!² de sua propaganda.

Os dirigentes da referida coligação deverão retirar o adesivo excedente colocado na lataria do veículo após as 12 horas de hoje (24). A reclamação foi feita pela coligação “Palmeira Avançando Sempre” com base na Lei Eleitoral.

Com informações do jornal Folha de Palmeira.

Leia mais

24 de julho de 2012
por esmael
13 Comentários

Rafael Greca propõe 50 novos parques públicos em Curitiba

A criação de novas áreas e espaços de lazer integra a proposta do candidato a prefeito de Curitiba pelo PMDB, Rafael Greca, como ação promotora da sustentabilidade urbana em Curitiba.

O Plano de Governo de Greca prevê a construção de mais 50 parques, com áreas de lazer, espalhados pela cidade. Atualmente, Curitiba conta com 20 parques na capital paranaense.

Desses, 10 foram construídos durante a gestão de Rafael Greca, à  frente da Prefeitura de Curitiba, entre os anos de 1993 e 1996.

“DNA” curitibano

Sobre a arquitetura proposta para a construção dos parques e áreas públicas, disse Greca: Precisamos garantir novos espaços gratuitos de lazer, principalmente depois dos interesses de grupos econômicos e políticos em privatizar as áreas de lazer da cidade!.

E complementou: Em respeito à  fisiologia da cidade, suas características e o seu “DNA” históricos, nossos parques serão pensados e planejados de uma maneira conceitual e artística, valorizando a história de Curitiba!.

Leia mais