Veja essa… Veja faz plágio do site 247 e atribui documento ao PT

A reportagem de capa deste fim de semana da revista Veja produziu algo inacreditável: a revista copiou trechos de uma reportagem de abril deste ano do 247 e atribuiu documento! ao PT; seria a prova de que o partido e o ex-presidente Lula teriam como um dos seus alvos na CPI o ministro Gilmar Mendes.

do site Brasil 247

Foto: Edição/247.

No início de abril deste ano, começaram a circular, na internet, vários rumores sobre uma viagem de Gilmar Mendes a Berlim. No dia 5 do mesmo mês, publicamos, no 247, uma reportagem intitulada Movimento na web tenta intimidar Gilmar Mendes!. Primeira frase: Uma ala poderosa da Polícia Federal, com diversos simpatizantes nos meios de comunicação, não engole há muito tempo o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal!.

Neste fim de semana, a mesma frase está reproduzida num documento! que Veja atribui ao PT, como prova de que o partido tinha em Gilmar um de seus alvos preferenciais na CPI do Cachoeira. A legenda, chamada Plano de ataque!, diz que , depois da tentativa frustrada de intimidação patrocinada pelo ex-presidente Lula, o PT produziu um documento repleto de insinuações contra o ministro Gilmar Mendes e os alvos preferenciais do partido na CPI!.

Fica claro, portanto, que Veja plagiou reportagem do 247 e atribuiu um de seus trechos ao PT, no que seria um plano maligno para desmoralizar as instituições no Brasil. Curiosamente, era uma reportagem em que tratávamos Gilmar como alvo de uma tentativa de intimidação !“ e não como alguém que tivesse feito algo de errado em Berlim.

Veja reproduz ainda outro trecho da matéria do 247. Um que diz que um possível encontro do ministro Gilmar Mendes, do STF, com o senador Demóstenes Torres, em Berlim, já vem sendo usado como instrumento pelos que pretendem ressuscitar a Satiagraha!.

Portanto, o que Veja atribui ao PT é apenas uma reportagem do 247. Repita-se: uma reportagem em que Gilmar aparece mais como vítima do que como vilão da história.

Deve-se a descoberta à  jornalista Cynara Menezes, de Carta Capital, que publicou o texto Control C + Control Veja em seu blog. Leia:

Control C + Control Veja

No centro do furacão desde que vieram à  tona suas relações no mínimo pouco éticas com os bandidos da quadrilha de Carlinhos Cachoeira, a revista Veja parece ter pedido toda a noção de ridículo. Sua capa desta semana é uma farsa: o documento! que a semanal da Abril alardeia ter sido produzido pelo PT como estratégia para a CPI de Cachoeira é, na verdade, um amontoado de recortes de reportagens de jornais, revistas e sites brasileiros.

Confira neste link os fac-símiles do suposto documento! que a revista apresenta com exclusividade! e compare com os outros links no decorrer deste texto: http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/o-manual-do-pt-para-instrumentalizar-a-cpi-do-cachoeira

Segundo a revista, os trechos que exibe fariam parte de um documento preparado por petistas para guiar as ações dos companheiros que integram a CPI do Cachoeira!. Mas são na realidade pedaços copiados e colados diretamente (o manjado recurso Ctrl C+ Ctrl V dos computadores) de reportagens de terceiros, sem mudar nem uma vírgula. O primeiro deles: Uma ala poderosa da Polícia Federal, com diversos simpatizantes nos meios de comunicação, não engole há muito tempo o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal! saiu de uma reportagem de 6 de abril do site Brasil 247, um dos portais de notícia, aliás, que os colunistas online de Veja vivem atacando com o apelido de 171!³ (número do estelionato no código penal). Mas quem é que está praticando estelionato com os leitores, no caso?

Link: http://brasil247.com/pt/247/poder/52162/Movimento-na-web-tenta-intimidar-Gilmar-Mendes.htm

Outro trecho do documento exclusivo! de Veja é um copiar e colar! da coluna painel da Folha de S.Paulo do dia 14 de abril: Gurgel optou por engavetar temporariamente o caso. Membros do próprio Ministério Público contestam essa decisão em privado. Acham que, com as informações em mãos, o procurador-geral tinha de arquivar, denunciar citados sem foro privilegiado ou pedir abertura de inquérito no STF!.

Link (para assinantes): http://www1.folha.uol.com.br/fsp/poder/36999-painel.shtml

Mais um trecho do trabalho de jornalismo investigativo! com que a Veja brinda seus leitores esta semana: Em uma conversa entre o senador Demóstenes Torres e o contraventor Carlinhos Cachoeira, gravada pela Polícia Federal (!¦)!, é o lead de uma reportagem do jornalO Estado de S.Paulo do dia 28 de abril.

Link: http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,demostenes-tratou-de-processo-da-celg-no-stf-segundo-pf,866526,0.htm

Pelo visto, os espiões da central Cachoeira de arapongagem, que grampeavam pessoas clandestinamente para fornecer furos! à  Veja, estão fazendo falta à  semanal da editora Abril!¦

6 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I simply want to mention I’m very new to weblog and definitely liked your web site. Probably I’m want to bookmark your website . You really have really good stories. Many thanks for sharing with us your web-site.

  2. Eu posso criticar a revista Veja, pois eu a leio. Assim como leio Carta Capital, Isto É, Época.
    A Veja não mede consequências para atingir os seus objetivos e a Carta Capital não as mede para desqualificar a rival. Uma, nutrida pela necessidade de obsequiar-se da proximidade do Poder e a outra, na fila.
    As duas outras, ora mordem, ora assopram.
    Resumindo as leituras da semana finda, conclui: Os bancos estão se preocupando; o capital alienígena escoa; a população está endividada; falar em privatização e PPPs é heresia; a população está carregando um piano com muita gente em cima; existe sim, um mal estar entre o Criador e a Criatura; uma penca de economistas é contra o incentivo ao consumo facilitado pela facilitação crediária; até o Chile aqui pertinho teve PIB melhor; os estragos provocados pelas CPIs Cachoeira e Mensalão serão prejudiciais para diversos partidos, mas perderá mais que está no Poder. E logo, logo, não haverá como esconder do povão, que a coisa tá feia.
    Tô viajando agora prum cantinho todo meu, onde tenho uma rede preguiçosa prá deitar e onde vou escutar sinfonia de pardais, cantando prá majestade, o Sabiá.

  3. Acho sacanagem meter a boca na Veja hoje em dia, é feio chutar cachorro morto!

  4. Revista Veja, se vc tem assinatura ainda vai pensar em cancelar isto?
    Me ligam ,mandam exemplar gratis,maquina de cafezinho,dvd, e não adianta e inclusive um dia perguntei pra atendente se de fato eles gravavam as nossas conversas ela disse que sim,então lhe disse ” olha moça,eu digo pra vcs que esta revista Veja não presta nem pra limpar a bunda!” ela me alertou que estava gravando e eu confirmei..”repito,não serve nem pra limpar o fiofó”,se desculpou ,capisbaixa e disse que me atenderia em jamais me ligar pra oferecer “aquilo”. Cancele e peça para quem vc conhece e quer o Bem do Brasil!CANCELA esta “mer…cadoria”!

  5. Como tem criança que acredita em papai Noel e coelhinho da páscoa, tem muito adulto que assina a revista Veja.
    A parceria da Veja com a direita no Brasil virou motivo de escândalo, ficou evidente que o contraventor, Carlilhos Cachoeira e o senador Demóstenes escolhiam as reportagens através do jornalista Policarpo para prejudicar o governo e enganar os leitores.
    A credibilidade da revista já foi para o esgoto faz muito tempo, deveríamos exigir a esterilização de todas as salas de espera, principalmente dos profissionais da área de saúde.
    Vale conferir o esquema da Editora Abril com o governo paulista.

    http://blogln.ning.com/profiles/blogs/o-mensalao-da-editora-abril

  6. Veja cada semana fica pior, ô revistinha sem vergonha e mentirosa.