Requião promove churrasco pró-Greca na segunda

Requião promove churrasco para garantir apoio a Greca.

O senador Roberto Requião, presidente do PMDB de Curitiba, está convocando os delegados do partido para um churrasco na segunda-feira, dia 4 de junho, a partir das 19 horas, no Nick Costela (Rua Guilherme Pugsley, 1111, àgua Verde).

Requião quer contar as “garrafas”, ou seja, certificar-se pessoalmente que vencerá a ala dissidente do partido comandada pelo secretário-geral Doático Santos, que tenta aprovar apoio à  reeleição do prefeito Luciano Ducci (PSB) e enterrar a candidatura própria de Rafael Greca.

Requião espera confirmar a vitória de Greca na convenção com uma folgada margem de votos. Correligionários do senador dizem que a tese da candidatura própria vencerá com oitenta dos 111 votos possíveis.

6 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Cardápio….Carne de pescoço, pedaços de matanbre e filés de trairas….tudo regado a um bom copo de pinga e na companhia do pior de todos os tempos…..tá bem heim Greca…hehehehe….

  2. Que os céus me encham de favores se aquele desenhinho na camisa do ex-trigov., não é o de um jacarezinho…Depois do Macdonald, e da Coca-Cola, o símbolo maior do capitalismo.

  3. Nesta eleição não irei votar no Greca, mas acho que o PMDB tem a obrigação de ter um candidato a prefeitura de Ctba e não, fazer coligação com a turma do Beto e o Ducci.

  4. Bem feito, quem mandou se aliar ao doático no passado. Semeeou, tá colhendo!!!

  5. Só os deputados pró-Ducci somam 16 votos.
    Numa contagem supercial, sem listas, já existem mais de 50 votos pró-coligação.
    Se Req já contabiliza 80 votos, porque esta busca para impedir convencionais,
    Por que buscar certidões de filiações?
    Ele escolheu alguns convencionais para a sua reunião.
    Deveria chamar todos.
    Muitos dos que irão encher o pandulho, irão votar na colligação, pois não querem nem ouvir falar do grequinha. É só ouvir as falas de pé-de-orelha.
    Muitos traidores. poucos convencionais,
    Quem viver verá!