Presidente do Uruguai, o mais pobre do mundo, ainda anda de fusca e doa 90% do salário

do site Pragmatismo Político

Pepe Mujica em seu fusca. O 'presidente mais pobre' do mundo ainda doa 90% do seu salário.

Como prometido antes da eleição, o presidente do Uruguai José Pepe Mujica ainda mora em sua pequena fazenda em Rincon del Cerro, nos arredores de Montevidéu. A moradia não poderia deixar de ser modesta, já que o dirigente acaba de ser apontado como o presidente mais pobre do mundo.

Pepe recebe 12.500 dólares mensais por seu trabalho à  frente do país, mas doa 90% de seu salário, ou seja, vive com 1.250 dólares ou 2.538 reais ou ainda 25.824 pesos uruguaios. O restante do dinheiro é distribuído entre pequenas empresas e ONGs que trabalham com habitação.

Este dinheiro me basta, e tem que bastar porque há outros uruguaios que vivem com menos!, diz o presidente.

Aos 77 anos, Mujica vive de forma simples, usando as mesmas roupas e desfrutando a companhia dos mesmos amigos de antes de chegar ao poder.

Além de sua casa, seu único patrimônio é um velho Volkswagen cor celeste avaliado em pouco mais de mil dólares. Como transporte oficial, usa apenas um Chevrolet Corsa. Sua esposa, a senadora Lucía Topolansky também doa a maior parte de seus rendimentos.

13 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Outro exemplo é o falecido presidente Samora Machel de Moçambique que perdeu a vida sem nem sequer uma conta salarial.

  2. O Brazil nao tem como copiar pais nenhum. E a Universidade de Formar Ladroes e Quadrilhas de corruptos. No Brazil o Sitema e Bruto. Onde os bandidos continua Corruptos sao sempre inocentes. Com o dinheiro que eles mesmo roubam do povo, e usado para pagar enormes quantias a advogados Corruptos.
    Nao ha concerto, um carro que saiu de linha, e nao tem mais pecas para ele.

  3. Vamos seguir o exemplo do ermano PEPE?? já ouvi dizer que willian colgate, dono da colgate/palmolive faz o mesmo:fica com 10°/° do seu ganho e doa os 90°/° restante. Essa moda precisa pegar, tem tudo para dar certo, mas, então me lembro que estamos falando de seres humanos (eu incluso) e de sua longa história em busca de poder e dinheiro e de sentimentos tão devastadores (lembram Caim e Abel?), que desanimo…Dai-nos força e fé meu Deus..

  4. Prezado Alaor,é provável que o Ademir não tenha tido a oportunidade de ter se instruido,,mas pelo jeito tem a sensibilidade necesária para perceber a realidade…

  5. Se os políticos, aqui no Brasil, seguissem o exemplo do presidente do Uruguai não haveria pobres ( miseráveis) em nosso país ou, no mínimo, haveria uma redução, em larga escala, da pobreza.

  6. Aqui, acho que em sua maioria não quer a devolução dos salarios. Um salario quando ganhado honestamente e justo aos olhos do povo, Mas se fossem honestos e justos com o povo e as leis que regem nosso pais seria o suficiente, mas o que eles querem é roubar, roubar, roubar e entregar nossos recursos aos estrangeiros deichando nosso pais mais vulneravel diante de nossos adiversarios e nosso povo cada veis mais pobre e mal informado, porque a maioria de nossa midia não fala o que realmente deveria falar e informar. Aonde se viu um homem que atrazou tanto o processo do nosso pais ficar calado, que justiça e esta se fosse um cidadão comum ja tinha apanhado quenem cachorro. blablabla..justiça..tenha..paciência.

    • Ganhado? Deichando? Adiversarios? Atrazou? Quenem?
      Meu deusssss, por isso nosso pais esta assim, nem quem critica sabe escrever…

      • Ademir, você perdeu uma chance e tanto de permanecer calado.
        Apesar dos erros de ortografia que o senhor Alaor cometeu, a critica foi coerente. (e de longe, muito mais construtiva do que a sua.)
        O tema retrata a humildade de um presidente, definitivamente esse não foi o melhor momento para você fazer esse tipo de critica.

  7. Vamos fazer uma campanha pedindo para os nossos “queridos” políticos se espelharem nesta Vossa Excelência, que faz merecer o tratamento que recebe.

  8. Enquanto isso os magistrados aqui da província ganham R$ 36.000,00 (Conforme apareceu na RPC) mensais e ainda precisam (coitadinhos) de um carro de R$ 70.000,00 com motorista. Temos aí uma diferença brutal de cultura, espírito público e bom senso.