Paulo Teixeira, do PT, assume o comando da CPI do Cachoeira

Presidente da CPI do Cachoeira pede licença médica nesta semana

da Folha.com

Deputado Paulo Teixeira.

O PT vai ficar no comando da CPI do Cachoeira esta semana, quando estão previstos depoimentos de pessoas ligadas ao governador de Goiás, Marconi Perilo (PSDB). O presidente da comissão, senador Vital do Rego (PMDB-PB), pediu afastamento do Senado por cinco dias para recuperar-se de cateterismo a que foi submetido no sábado, em São Paulo.

O vice-presidente da comissão, o deputado Paulo Teixeira (SP) vai assumir interinamente o comando dos trabalhos na ausência de Vital.

O parlamentar passou pelo exame que diagnostica a obstrução de veias ou artérias, que apresentou resultado dentro da normalidade. Vital do Rêgo deixou o hospital no sábado. Ele esteve sob os cuidados da equipe do cardiologista Roberto Kalil Filho, o mesmo que cuida da saúde do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da presidente Dilma Rousseff.

Segundo a assessoria do senador, Vital do Rêgo vai passar a semana descansando em Campina Grande (PB). Os assessores também afirmam que o resultado do cateterismo “descartou qualquer problema com as suas artérias”.

Além do procedimento, Vital do Rêgo se submeteu a mais dois no sábado, uma ultrassonografia para controle da região da artéria femural e outra para avaliação das carótidas. Segundo os assessores, tudo está dentro da normalidade.

DEPOIMENTOS

Amanhã, a CPI do Cachoeira deve ouvir quatro pessoas suspeitas de ligação com o esquema do empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

Serão ouvidos Eliane Gonçalves Pinheiro, ex-chefe de gabinete do governador de Goiás, Walter Paulo Santiago, empresário para quem Perillo teria vendido uma casa em Goiânia, e Sejana Martins e à‰cio Antônio Ribeiro, sócios da Mestra Administração, suspeita de ter sido usada como “laranja” na negociação do imóvel.

Comentários encerrados.