O dia em que tucanos e petistas viraram tchutchuquinhas

Charge de Sinfrônio.

Ficou evidente no depoimento do governador Marconi Perillo, do PSDB, ontem na CPI do Cachoeira, que petistas e tucanos fizeram um acordo de não-agressão. A tropa de choque do PT poupou o depoente, embora tenha dando algumas caneladas para disfarçar o pacto. Os petistas viraram tchutchuquinhas.

Os parlamentares do PSDB seguiram a toada petista. Francischini, Alvaro Dias, só para citar os paranaenses, também se converteram em tchutchuquinhas diante do correligionário Perillo.

Hoje será a vez do governador petista Agnelo Queiroz (PT) sentar-se no banco, também como testemunha. Desta, será a vez dos tucanos virarem tchutchuquinhas. A ordem no ninho — que pode ser tácita — é pegar leve.

Resumo da ópera: daqui a pouco o teatro recomeça, ao vivo, sem tigrões.

3 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Os partidos políticos todos, jogam na latrina, importantíssima oportunidade de resgatar parte da credibilidade perdida junto ao povo.

    O político é um homem público.

    A simples negação da mostra de extratos bancários, das ligações telefônicas, levanta sérias suspeitas sobre o depoente, na CPI tratado como testemunha convidada.

    Pretendesse a áurea de sério, o PSDB, partido do governador Perillo, deveria justiçá-lo, para então exigir a mesma conduta das demais agremiações:

    Castigo o meu, para exemplar aos outros, deveria ser a regra.

    Mas não esperemos comportamento diferente por parte do PT. A descarga continua aberta. Eca! caca!

  2. Tamu fu

  3. Alias, na política quem é tchuchuca de quem? depende da conveniência.
    tambem é valido para blogs ” imparciais”?