Greve dos professosres já atinge 51 instituições federais

da Agência Estado

Ministro da Educação, Aloizio Mercadante, diz que a paralisação é precipitada

A greve dos professores das instituições federais de ensino já atinge 47 universidades e três institutos e um centro de ensino tecnológico, segundo o Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN).

As últimas instituições a integrar a lista foram Universidade Federal do ABC e o Instituto Federal da Paraíba, que aderiram à  greve nesta semana.

Na última terça-feira, 5, professores das federais em greve se juntaram a outros funcionários públicos na Marcha Unificada dos Servidores Públicos Federais, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Na ocasião, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, se reuniu com o comando de greve nacional e informou que na próxima semana haverá uma reunião para a retomada das negociações. Mercadante voltou a dizer que considera a greve precipitada.

A principal reivindicação dos grevistas é a revisão do plano de carreiras. O sindicato defende que o atual modelo não permite uma evolução satisfatória do professor ao longo da profissão.

No ano passado, o governo fechou um acordo com a categoria. Ele previa a revisão do plano de carreiras para 2013, além de um aumento de 4%, a partir de março, e a incorporação de gratificações. Os dois últimos pontos já foram concedidos, mas o novo plano continua pendente.

4 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Haja paciência por parte dos estudantes…

  2. Essa greve não acaba nunca!

  3. Caro Esmael,
    além dos docentes, os técnicos administrativos em educação, que realizam todo o trabalho pedagógico, administrativo e financeiro das universidades e institutos federais, muitos, inclusive, com título de Mestre ou Doutor, tem greve marcada para o próximo dia 11, segunda-feira.
    Ao contrário dos professores, não recebemos aumento este ano. Estamos sendo ignorados pelo governo, sem reajustes desde 2010.

  4. sou ptista mas os professores tem que fazer greve mesmo ,a sesta basica subiu.os professores que ensinam os futuros intelectuais .e formam medicos ,jornalistas .um professor do insino medio e o basico teria que ganhar pelo menos um salario que recompensasse licionar muitos que as vezes são marotos. Uma professoura minha me disse uma vez, depois da primeira eleição direta para governador no parana .passado um ano ela viu o salario dela cada vez mais insuficiente,e me disse que ela perdera o o orgulho de ser professoura.então o negocio ruim para os professores vem de longe.veja quem foi o primeiro governador depois da abertura politica para elição direta para governador.outro governador mandou surrar os professores…