Daqui a pouco, à s 10h15, Agnelo será o segundo governador a depor na CPI do Cachoeira

Da Agência Senado

Agnelo Queiroz (PT).

Segundo governador a depor na CPI mista do Cachoeira, Agnelo Queiroz, do Distrito Federal, começa a ser ouvido à s 10h15 desta quarta-feira (13). Ele terá 20 minutos para fazer uma exposição inicial.

O primeiro governador a depor foi o de Goiás, Marconi Perillo, que, nesta terça-feira (12), negou qualquer ligação com o contraventor Carlos Cachoeira, acusado pela Polícia Federal de comandar um esquema criminoso de jogos ilegais e desvio de dinheiro do erário em conluio com entes públicos e privados.

De acordo com as investigações, o contraventor seria sócio oculto da construtora Delta, que manteve contratos de serviços de limpeza urbana com o governo do Distrito Federal até a semana passada. As mesmas investigações afirmam que o grupo de Cachoeira teria também tentado fraudar licitação de bilhetagem eletrônica no transporte público do DF, negócio que acabou não se concretizando.

O governador deverá também ser instado a dar explicações sobre o crescimento do seu patrimônio desde 1998. Nesse período, a soma dos seus bens teria subido quase 12 vezes.

Comentários encerrados.