Caos na Educação: Documento da SEED ensina diretores enganar o MEC

Clique na imagem para acessar.

Na última sexta-feira (1!º), este blog registrou que um indignado diretor trouxe à  luz denúncia de que a Secretaria de Estado da Educação (SEED), cujo titular da pasta é o governador em exercício Flávio Arns (PSDB), estaria orientando as escolas a dar um ‘olé’ no Ministério da Educação (MEC) acerca do Programa Nacional de Tecnologia Educacional (ProInfo).

Pois bem, hoje o blog traz o documento oficial da Superintendência de Educação ensinando passo a passo os gestores de escolas a enganar o Ministério da Educação (MEC). Um escândalo.

A malandragem sucedeu-se em cima do ProInfo, programa do governo federal que disponibilizou para o Paraná, no ano passado, atendimento em 499 escolas estaduais para seleção no ProInfo Urbano 2011! e 67 escolas no ProInfo Urbano 2011 EJA! (veja a lista de escolas beneficiadas – fomato Excel – clicando aqui).

A maioria desses computadores do ProInfo ficou mais de um ano encostados nas escolas, sem uso. Como as escolas poderiam perder esses equipamentos cedidos pelo MEC, a SEED deu um jeitinho ao desmontar a rede de computadores da Paraná Digital e instalar os novos, com a promessa de viabilizar recursos reinstalá-los no futuro.

“A intenção é fazer um upgrade destas máquinas, utilizando um laboratório do Proinfo Urbano e a mesma infraestrutura do Paraná Digital existente, ou seja, substituir os atuais computadores por máquinas mais avançada e que possuem um maior número de ferramentas/recursos disponíveis”, diz um trecho do documento da SEED.

O blog encaminhou o documento oficial da SEED, obtido com exclusividade, para análise do professor Antonio Carlos Conceição Marques, do Colégio Estadual Leôncio Correia, o segundo maior de Curitiba. Ele é mestre em Educação e sua linha de pesquisa versa sobre Tecnologia e Educação.

A denúncia é muito grave. O governo do estado está aproveitando a estrutura do Paraná Digital, que está sendo desmontada, e não está ofertando a estrutura de rede e o mobiliário necessários ao bom funcionamento do ProInfo!, disse Marques.

Uma máquina (computador) instalada em Foz do Iguaçu, por exemplo, não conversará com outra instalada em Jaguapitã ou na Ilha do Mel porque a concepção de rede, organizada na gestão anterior, está sendo destruída!, critica.

Segundo o especialista em Tecnologia e Educação, o MEC mandou as máquinas novas e o Estado deveria ter viabilizado a estrutura de rede e o mobiliário como contrapartidas, dentro da concepção de rede que já existia: “a melhor do país”.

No entanto, no documento enviado à s escolas, o governo ensina passo a passo como os diretores devem enganar o MEC e a desmontar a concepção anterior!, critica o professor.

A denúncia de que a SEED está dando um “olé” no MEC foi levada à  Assembleia Legislativa do Paraná há um mês. Chegou à s mãos do deputado Edson Praczyk (PRB), que prometeu levá-la à  Comissão de Ciência e Tecnologia, mas até agora nenhuma providência concreta foi tomada. Outros parlamentares, membros da Comissão de Educação, também teriam conhecimento da irregularidade praticada pela SEED.

Além do governo, da Assembleia, é importante que a APP-Sindicato se pronuncie sobre essa grave denúncia!, cobra o professor Antonio Carlos Conceição Marques.

13 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. retificando: “até ontem (20-06-12) nada havia sido protoCOLADO.

  2. Olá pessoal!

    Sou assessora do Dep. Pr. Edson Praczyk e julgo necessário postar aqui informações quanto a este caso.
    Ocorre que o sr. Antonio Carlos Conceição Marques procurou o Dep. Pr. Edson Praczyk e explicou a ele o que estava ocorrendo, inclusive enviou por e-mails alguns documentos sobre a denúncia contra à SEED.
    Contudo, não quis que seu nome fosse vinculado a tal denúncia.
    Dessa forma, por orientação do Dep., disse ao sr. Antonio que era necessário que ele formalizasse a denúncia diretamente à Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do PR, para que o Dep. Pr. Edson, que é membro da Comissão, pudesse analisar o caso em parceria com outros Deputados membros.
    Assim, encaminhei ao sr. Antonio no dia 06-06-12 um modelo de ofício (simplificado), porém, segundo informações da secretária Comissão de Educação até ontem (20-06-12) nada havia sido protocolo.
    Caros, ressalto que é necessário a formalização desse caso, pois sem ele a Comissão não poderá manifestar-se pois precisa ser provocada.
    Sem mais, coloco-me à disposição para todo e qualquer esclarecimento a respeito do tema.

    Att.

    Micheli Borges
    OAB/PR 49.064
    Assessora Legislativa
    (41) 3350-4290

  3. Fora que um dos colégio de Maringá que receberão o PROINFO nem existe mais… O Maria Balani Planas foi desativado em 2009 e o prédio será utilizado para a instalação de uma equipe de formação de policiais. Agora resta a pergunta: se um colégio que não existe mais receberá os computadores, para onde esses computadores irão?

  4. que coisa mais feia senhor flávio arns.

  5. Mais um espetacular capítulo do “xoke de jestão” tucano. Eles são sensacionais pioram a cada dia que passa.