Câmara rejeita explicação de Ducci

Plenário da Câmara Municipal de Curitiba (Daniel Castellano/GP).

Como já era esperado, a Câmara Municipal de Curitiba rejeitou na manhã desta terça-feira (19) o requerimento da bancada de oposição que convidava o prefeito Luciano Ducci, do PSB, para explicar as denúncias de enriquecimento divulgadas pela revista Veja.

Ducci tomou a iniciativa ontem de pedir ao Ministério Público que o investigue sobre sua evolução patrimonial, além de colocar à  disposição para investigação os comprovantes de Imposto de Renda.

Os oposicionistas informam que devem agora partir para a Justiça, pois eles consideram que o caso do capataz Cícero Paulino, de uma das cinco fazendas do prefeito, é mais grave do que a própria evolução patrimonial dos Ducci.

Segundo a denúncia ecoada na Câmara, o capataz tinha cargo em comissão na prefeitura da capital entre os anos 2009, 2010 e 2012. “Como pode alguém ser capataz numa fazenda no Mato Grosso do Sul e ser funcionário público em Curitiba?”, pergunta a oposição, que promete brigar pelas explicações do prefeito.

Comentários encerrados.