Argentina declara ‘ilegítima’ exploração de petróleo nas Malvinas

via portal Vermelho

No 30!º aniversário do início da Guerra das Malvinas, argentinos reivindicam soberania das ilhas (Enrique Marcarian / Reuters).

A Argentina declarou oficialmente nesta segunda-feira (4) que considera “ilegítimas e clandestinas” as operações de exploração realizadas por cinco petroleiras britânicas em torno das Ilhas Malvinas, ocupadas por Londres desde 1833 e cuja soberania é reivindicada pelo país sul-americano.

“Trata-se de uma zona que se encontra sob a soberania da República Argentina e que está portanto sob suas leis e regulamentações específicas”, publicou nesta segunda-feira o Boletim Oficial.

A medida envolve as companhias Rockhopper Exploration, Desire Petroleum Public Limited Company, Argos Resources, Falkland Oil and Gas Limited e Borders and Southern Petroleum.

A empresa Borders and Southern Petroleum anunciou em abril uma “descoberta significativa” de gás na bacia sul do arquipélago.

Em cinco resoluções, uma de cada empresa, o governo de Cristina Kirchner afirmou que “os trabalhos e operações realizados na Plataforma Continental Argentina não possuem autorização, concessão ou permissão das autoridades competentes do Governo Argentino, tal como estabelecem as disposições da Lei de Hidrocarbonetos N!º 17.319”.

Em março passado, menos de um mês antes do 30!º aniversário da guerra entre Argentina e Reino Unido pela posse das ilhas, Buenos Aires anunciou que empreenderia ações civis e penais contra as empresas vinculadas à s operações desse setor em torno do arquipélago.

A tensão diplomática entre ambos os países tem aumentado em 2012, quando foram completadas três décadas desde o conflito bélico de 74 dias nas ilhas do Atlântico sul, que deixaram 649 argentinos e 255 britânicos mortos.

O tema da recuperação das Malvinas para a Argentina será abordado na tarde de terça-feira (5) na plenária final da assembleia geral da OEA, que ocorre em Cochabamba.

Com Efe

1 Comentário

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I simply want to tell you that I’m new to weblog and truly liked your web-site. More than likely I’m likely to bookmark your website . You definitely come with terrific writings. With thanks for sharing with us your website.