Aclamado no PT, Piolla agora mira na comunidade árabe iguaçuense

Welter acompanhou na sexta agenda de Piolla com a comunidade árabe.

Sob o atento olhar do deputado estadual Elton Welter, líder do partido na Assembleia Legislativa, o candidato a prefeito em Foz do Iguaçu pelo PT, Gilmar Piolla, sentou-se à  mesa na sexta-feira à  noite com líderes da comunidade muçulmana na tríplice fronteira.

A comunidade árabe iguaçuense, a segunda maior do país, sabe que coube ao jornalista Piolla o trabalho de desarticular a falsa informação nos jornalões e revistas de circulação nacional de que a região era refúgio fácil para terroristas do naipe de Osama Bin Laden, morto no Afeganistão pelas tropas norte-americanas. Depois do desmentido, vieram investimentos e mais turistas ao município.

Pois bem, Welter testemunhou a movimentação do seu correligionário Piolla entre os muçulmanos. Gostou do que viu e se diz animado com a perspectiva de vitória eleitoral em Foz.

Para corroborar a afirmação do líder petista na Assembleia, ontem, domingo (10), 165 delegados eleitos reafirmaram apoio ao pré-candidato Gilmar Piolla para disputar a sucessão do prefeito Paulo Mac Donald (PDT).

“A prioridade é buscar aliança com os partidos da base de sustentação do prefeito Paulo Mac Donald, como foi definido pelos delegados”, revelou o presidente do PT de Foz, Olivério Pacheco.

A direção estadual do PT, antes resistente à  candidatura de Piolla, parece que agora “amoleceu o coração”. Segundo Florisvaldo de Souza, que acompanhou ontem o encontro em Foz.

“A Direção do PT vê com bons olhos o nome de Piolla, que agrega apoios importantes da militância e da população, o que gera um cenário positivo para uma candidatura competitiva e uma aliança forte”, disse o dirigente.

Comentários encerrados.