28 de junho de 2012
por esmael
2 Comentários

Crise no PMDB: “A executiva estadual não entende nada de Maringá”, diz Crispim

O peemedebista Umberto Crispim, de Maringá, seguindo o exemplo da bancada estadual na Assembleia, se ajustou politicamente ao governador tucano Beto Richa.

O advogado Umberto Crispim, presidente municipal do PMDB de Maringá, torceu o nariz para uma determinação da executiva estadual do partido ao convocar convenção neste sábado (30) para celebrar coligação com o candidato Roberto Carlos Pupin (PP). A cúpula peemedebista baixou resolução obrigando a seção maringaense lançar candidatura própria ou apoiar o PT. Leia mais

28 de junho de 2012
por esmael
11 Comentários

União Geral dos Trabalhadores, braço sindical do PSD, abandona barco de Ducci

O amor que existia entre os sindicalistas do PSD e o prefeito, antes da escolha do limpinho para a vice, agora virou ódio declarado. Na foto, da esquerda para a direita, Feliciano, Leprevost, Rossi e Ducci.

“Tinha que ser a turma do Feliciano Moreira e Paulo Rossi para estragar a nossa festa”, foi esse o desabafo de um tucano de alta plumagem, hoje, durante o anúncio de Rubens Bueno (PPS) na coletiva no Bourbon, ao saber que os sindicalistas da União Geral dos Trabalhadores (UGT) não apoiarão a reeleição do prefeito Luciano Ducci (PSB). Leia mais

28 de junho de 2012
por esmael
26 Comentários

Limpinhos e coerentes?

O trio Richa, Ducci e Bueno comandou a ‘festa’ no Hotel Bourbon.

Com o anúncio oficial de Rubens Bueno, do PPS, na vice, a chapa do prefeito Luciano Ducci, do PSB, contará com o apoio de 15 partidos na luta pela reeleição. Além de PSB e PPS, estarão na coligação as seguintes legendas: PTB, PSL, PTC, PSD, PSDB, DEM, PP, PHS, PRP, PRB, PSDC, PMN e PTN. Leia mais

28 de junho de 2012
por esmael
7 Comentários

Sete disputam a prefeitura de Curitiba

Ducci, Ratinho, Fruet e Greca estarão no primeiro pelotão.

Sete candidatos disputarão a prefeitura de Curitiba nas eleições de outubro.

Houve uma desistência (Renata Bueno, do PPS) e outra candidatura bateu na trave devido à  dupla filiação (Carlos Moraes está filiado ao PRTB e PSC, segundo o TRE). Leia mais

28 de junho de 2012
por esmael
Comentários desativados em Ex-assessor de Agnelo nega ligação com Cachoeira e põe sigilos à  disposição

Ex-assessor de Agnelo nega ligação com Cachoeira e põe sigilos à  disposição

da Agência Brasil

Ao depor hoje (28) na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI), Cláudio Monteiro, ex-chefe de gabinete do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, negou ter ligações com a organização criminosa que, de acordo com investigação da Polícia Federal, é comandada pelo empresário goiano Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira. Monteiro negou ainda a existência de ligações do governo do Distrito Federal com o empresário apontado como comandante de rede de jogos ilegais.

“Posso lhe assegurar que o senhor Carlos Cachoeira nunca ligou para o gabinete do governador Agnelo”, disse Monteiro que também negou ter falado com o empresário.

Monteiro compareceu para depor amparado por um habeas corpus concedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF) que garantia seu direito ao silêncio. No entanto, Monteiro decidiu falar em sua defesa. Ele entregou à  comissão um documento no qual abriu mão de seus sigilos bancário, fiscal e telefônico.

28 de junho de 2012
por esmael
1 Comentário

Para Fiep, PAC Equipamentos é ‘pouco ousado’

por Victor Lopes, da Folha de Londrina

A desaleração econômica brasileira justificada pela crise europeia fez com que o governo brasileiro anunciasse ontem mais um pacote de estímulos à  indústria nacional, no valor de R$ 8,4 bilhões. Batizado de PAC Equipamentos – em referência ao Programa de Aceleração do Crescimento – o objetivo é ampliar, a partir do segundo semestre, o investimento na indústria através de compras de diversos produtos, que vão desde caminhões e ambulâncias até veículos lançadores de míssil. Além disso, o Ministério da Fazenda anunciou a redução da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) de 6% para 5,5%, que serve de base para a correção dos empréstimos realizados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A queda nos juros também valerá para empréstimos já contratados.

Com a redução dos juros, o governo objetiva estimular a tomada de créditos pelas empresas. Já no que diz respeito ao investimento dos R$ 8,4 bilhões, a presidente Dilma Rousseff afirmou em entrevista coletiva que mais de R$ 6 bilhões não estavam previstos no orçamento deste ano. Para o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo, todas as medidas tomadas pelo governo neste momento acabam ajudando, mas esperava medidas mais ousadas.

”Primeiro não podemos esquecer que estão utilizando dinheiro público para fazer estas compras. Fazer todo este alarde é como pedir esmola com o chapéu alheio”, criticou ele.

Para Campagnolo, outras ações que, segundo ele, foram pré-anunciadas pelo governo seriam mais interessantes, como a desoneração da folha de pagamento e a redução de impostos.

”Desta forma o governo acabaria beneficiando diversos segmentos e não apenas os que trabalham estes equipamentos”, relatou.

De qualquer forma, o presidente da Fiep comentou que o Paraná deve acabar sendo beneficiado pelo PAC Equipamentos, já que possui indústrias de tratores, implementos agrícolas, retroescavadeiras e ônibus escolares. Durante a coletiva, o governo também d

28 de junho de 2012
por esmael
8 Comentários

Derosso acreditou na cúpula tucana e dançou, dizem advogados

por Josianne Ritz, via Política em Debate

João Cláudio Derosso.

Pessoas próximas ao ex-presidente da Câmara Municipal de Curitiba, João Cláudio Derosso (sem partido), avaliam que a cassação de seu mandato, determinada ontem pela Justiça, pode fazer aflorar os instintos de vingança do ex-vereador e ex-todo poderoso do Legislativo da Capital contra o PSDB. Leia mais