11 de junho de 2012
por esmael
4 Comentários

Veja essa: Serra mandou algemar jornalista do Estadão num poste!, diz Ciro Gomes

O vídeo acima foi reprisado ontem à  noite na Record News. Trata-se de uma entrevista do ex-ministro da Fazenda Ciro Gomes no programa “Brasil em Discussão”, de Heródoto barbeiro, no último dia 25 de maio. Na parte final, Ciro revela que José Serra (PSDB) mandou algemar um jornalista num poste porque o profissional fez uma pergunta que não lhe agradou. Leia mais

11 de junho de 2012
por esmael
8 Comentários

Comunidade judaica com Fruet

Sinagoga no centro de Curitiba. Foto: Gazeta do Povo.

O empresário Gerson Guelmann, ex-chefe de gabinete Jaime Lerner durante as passagens pela prefeitura de Curitiba e governo do Paraná, é uma das recentes aquisições da campanha de Gustavo Fruet, do PDT. Leia mais

11 de junho de 2012
por esmael
1 Comentário

Novos rumos: Eleições sinalizam poder inédito para esquerda francesa

da BBC Brasil

Com fortes chances de obter a maioria absoluta na câmara dos deputados no próximo domingo, como indicam os resultados do primeiro turno das eleições legislativas na França, a esquerda francesa deve concentrar poderes inéditos e controlará, pela primeira vez, ao mesmo tempo, todas as principais instâncias políticas do país.

Antes da eleição à  presidência do socialista François Hollande, em maio, a esquerda francesa já tinha passado a controlar de maneira inédita o Senado, além da quase totalidade das regiões do país e dos chamados departamentos administrativos e também a maioria das prefeituras das grandes cidades.

Analistas apontam que o Partido Socialista e seus aliados deverão obter com folga a maioria absoluta na Assembleia Nacional (a câmara dos deputados), que é de 289 cadeiras.

Tradicionalmente na França, as eleições para a câmara dos deputados, que ocorrem no mês seguinte à  votação presidencial, são vencidas pelo partido do presidente.

Isso facilita ao novo governo implementar as propostas anunciadas pelo presidente em sua campanha.

Controle

Se isso ocorrer, esta será a primeira vez na história da 5!ª República, iniciada em 1958 com o general Charles de Gaulle, que a esquerda francesa acumulará, ao mesmo tempo, a presidência do país e controlará as duas câmaras do Parlamento.

No ano passado, a esquerda já havia obtido pela primeira vez na 5!ª República o controle do Senado francês.

Após a eleição do ex-presidente Nicolas Sarkozy, em 2007, a esquerda veio conquistando progressivamente todas as eleições intermediárias realizadas antes da nova disputa presidenc

11 de junho de 2012
por esmael
3 Comentários

Classe D consumiu um Chile! em 2011; que absurdo!

via Carta Capital

A classe D consumiu em 2011 o equivalente ao PIB (Produto Interno Bruto) do Chile em produtos e serviços, segundo estudo da DataPopular divulgado nesta segunda-feira 11. Segundo a pesquisa, as famílias com renda per capita de 79 a 327 reais mensais gastaram 363,3 bilhões de reais durante todo o ano passado.

O consumo da classe D é menor do que os da classe B (488,9 bilhões) e da classe C (1,03 trillhões). A maior parte do consumo da classe D está concentrado na região sudeste (151,7 bilhões), seguido do nordeste (106,7 bilhões) e do sul (51,2 bilhões).

Segundo a pesquisa, o consumo da classe D supera o da classe B em algumas categorias. Na aquisição de eletroeletrônicos e eletrodomésticos, o consumo da classe D é 25% maior do que a B. A classe D também gasta mais com transportes urbanos, alimentação dentro de casa, artigos de limpeza, medicamentos, bebidas, produtos de higiene e móveis.

Os dados foram obtidos a partir do cruzamento da POF (Pesquisa de Orçamentos Familiares) com a PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), ambas realizadas pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Idosos vão movimentar 402,3 bilhões de reais

11 de junho de 2012
por esmael
1 Comentário

Dilma estuda devolver gestão do PAC à  Casa Civil de Gleisi Hoffmann

da Reuters

Descontente com o ritmo do andamento das obras federais, a presidente Dilma Rousseff estuda devolver a gestão do PAC à  Casa Civil, revertendo mudança do início de sua gestão, quando o comando do carro-chefe da infraestrutura do governo foi transferido para o Ministério do Planejamento, relataram à  Reuters duas fontes próximas da presidente.

A presidente tem avaliado, segundo as fontes, que o Planejamento não está conseguindo controlar o trabalho dos ministérios que tocam as obras. A avaliação também é de que não faltam recursos, mas dificuldade de executar a fatia do Orçamento destinada à  infraestrutura.

Conforme uma das fontes, que falou sob condição de anonimato, Dilma, apesar de confiar no trabalho da titular do Planejamento, Miriam Belchior, acredita que poderá ter mais controle sobre a execução das obras se o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) voltar ao Planalto.

A presidente foi a responsável pelo programa quando comandava a Casa Civil. A transferência para o Planejamento fez parte de um plano de esvaziar o perfil técnico da Casa Civil e deixar o então ministro Antonio Palocci mais livre para comandar a articulação política.

Há cerca de um ano, com Gleisi Hoffmann no cargo, a Casa Civil recuperou pelo menos parte do perfil gerenciador do governo.

Na semana passada, em reunião com ministros, a presidente insistiu no exemplo da queda na venda de caminhões no país como reflexo da paralisação de grandes obras.

Os principais ministérios envolvidos são o da Cidades -que toca o Minha Casa, Minha Vida-, Transportes e Integração.

Outros integrantes do governo atribuem à s mudanças na pasta dos Transportes, ocorridas no ano passado, e a trocas gerenciais o ritmo mais lento e o trancamento de projetos pelo país.

A presidente, ainda segundo fontes do governo, atribui à  falta de celeridade nas obras o fraco desempenho do setor industrial, essencial para que o governo consiga estimular investimentos privados que ajudarão no crescimento do país.

O governo estuda medidas que ajudem a reverter o fraco desempenho da economia no primeiro trimestre do ano. Entre elas, a ampliação do crédito e o aumento da preferência por produtos nacionais nas compras governam

11 de junho de 2012
por esmael
7 Comentários

Lula vem com força! para campanha em Curitiba, garante Verri

por Ivan Santos, via Política em Debate

O deputado e presidente estadual do PT, àŠnio Verri, garante que não procedem as informações segundo as quais o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ficará neutro no primeiro turno da campanha para prefeito de Curitiba. O Lula vem para cá e vem com força!, assegura Verri.

A história surgiu depois que o deputado federal e pré-candidato do PSC, Ratinho Júnior, afirmou ter ouvido do ex-presidente que ele ficaria neutro já que haveria pelo menos três candidatos da base aliada: além do próprio Ratinho Jr, o ex-deputado federal Gustavo Fruet (PDT) e o ex-prefeito Rafael Greca (PMDB).

Verri afirma que não é bem assim. Segundo ele, a divisão da base representa empecilho para a presidente Dilma Rousseff, não para Lula.

A Dilma não pode vir (para a campanha) onde a base está dividida. Isso é natural. Agora o Lula não é mais presidente do Brasil. à‰ ex-presidente, e é presidente de honra do PT. Ele está comprometido com nosso projeto para 2014!³, aponta o dirigente, lembrando que a eleição de Fruet em Curitiba é prioridade para o partido dentro de um projeto que visa o governo do Estado e a reeleição de Dilma daqui há dois anos.

11 de junho de 2012
por esmael
1 Comentário

PR opta por apoio à  Ratinho Jr (PSC) e abre temporada de convenções

* Partido terá 41 candidatos a vereador em Curitiba, coligado ao PC do B

por Fernando Castro, via G1 PR

A convenção do Partido da República (PR) em Curitiba optou, no início da tarde desta segunda-feira (11), pelo apoio à  candidatura de Ratinho Jr (PSC) à  prefeitura. A decisão foi anunciada pelo presidente da Comissão Executiva provisória da legenda, José Lúcio Cione, em evento que contou com a participação do pré-candidato do PSC.

Esta é a primeira convenção partidária realizada em Curitiba com vistas à s eleições municipais que ocorrem em outubro. O prazo para a realização dos eventos de oficialização dos posicionamentos das legendas começou no domingo (10) e segue até o dia 30 de junho. Os partidos devem indicar candidatos ou coligações para as prefeituras e legislativos dentro deste período.

Segundo Cione, a escolha pela candidatura de Ratinho Jr se baseou em dois pilares !“ a ligação familiar do pré-candidato e as propostas consideradas inovadoras para a cidade. A gente vê na candidatura do Ratinho Jr a possibilidade de mudar paradigmas, a gente vê nele a possibilidade de um novo tipo de gestão pública!, afirmou.

Em entrevista ao G1, o pré-candidato do PSC comemorou a adesão do PR e ressaltou a viabilidade da candidatura. Ele rechaçou os boatos de que poderia abrir mão da intenção de concorrer em favor de um dos adversários, como Gustavo Fruet (PDT) ou Luciano Ducci (PSB). “Sempre estivemos firmes no nosso projeto de alternativa para Curitiba. Essa fofoca foi motivada por interesse de grupos políticos que não gostariam de ver nossa candidatura viabilizada”, garantiu.

Ratinho Jr também destacou a importância do apoio do PR em virtude da representatividade da legenda. “O PR é um partido muito importante no Brasil, em especial em Curitiba e no Paraná. Tem uma chapa de candidatos a vereador muito forte, uma chapa muito bem montada, talvez uma das melhores de Curitiba, além de um tempo de televisão importante”, ressaltou.

Também foi definido na reunião do PR que o partido terá 41 candidatos a vereador, sendo 37 homens e quatro mulheres. Estes formarão uma chapa com o PC do B, que, de acordo com Cione, ainda deve definir a quantidade de postulantes à  Câmara Municipal de Curitiba que irão concor

11 de junho de 2012
por esmael
Comentários desativados em Aclamado no PT, Piolla agora mira na comunidade árabe iguaçuense

Aclamado no PT, Piolla agora mira na comunidade árabe iguaçuense

Sob o atento olhar do deputado estadual Elton Welter, líder do partido na Assembleia Legislativa, o candidato a prefeito em Foz do Iguaçu pelo PT, Gilmar Piolla, sentou-se à  mesa na sexta-feira à  noite com líderes da comunidade muçulmana na tríplice fronteira.

A comunidade árabe iguaçuense, a segunda maior do país, sabe que coube ao jornalista Piolla o trabalho de desarticular a falsa informação nos jornalões e revistas de circulação nacional de que a região era refúgio fácil para terroristas do naipe de Osama Bin Laden, morto no Afeganistão pelas tropas norte-americanas. Depois do desmentido, vieram investimentos e mais turistas ao município.

Pois bem, Welter testemunhou a movimentação do seu correligionário Piolla entre os muçulmanos. Gostou do que viu e se diz animado com a perspectiva de vitória eleitoral em Foz.

Para corroborar a afirmação do líder petista na Assembleia, ontem, domingo (10), 165 delegados eleitos reafirmaram apoio ao pré-candidato Gilmar Piolla para disputar a sucessão do prefeito Paulo Mac Donald (PDT).

“A prioridade é buscar aliança com os partidos da base de sustentação do prefeito Paulo Mac Donald, como foi definido pelos delegados”, revelou o presidente do PT de Foz, Olivério Pacheco.

A direção estadual do PT, antes resistente à  candidatura de Piolla, parece que agora “amoleceu o coração”. Segundo Florisvaldo de Souza, que acompanhou ontem o encontro em Foz.

“A Direção do PT vê com bons olhos o nome de Piolla, que agrega apoios importantes da militância e da população, o que gera um cenário positivo para uma candidatura competitiva e uma aliança forte”, disse o dirigente.

11 de junho de 2012
por esmael
4 Comentários

PT quer levar Serra à  CPI para explicar contratos de SP com a Delta

da Folha.com

José Serra. Foto: ZUHAIR MOHAMAD/AGàŠNCIA ESTADO.

O PT apresentou requerimento para ouvir na CPI o candidato a prefeito de São Paulo José Serra (PSDB), para que explique contratos da Delta firmados quando era prefeito, informa o “Painel”, editado por Vera Magalhães e publicado na edição desta segunda-feira da Folha. Leia mais

11 de junho de 2012
por esmael
11 Comentários

A entrevista com Rafael Greca: “Vou expulsar os vendilhões terceirizados da prefeitura”

Na entrevista ao jornal Metro, edição desta segunda-feira (11), o pré-candidato do PMDB à  prefeitura de Curitiba, Rafael Greca, elege o prefeito Luciano Ducci, do PSB, como alvo principal de suas ásperas críticas. “Vou expulsar os vendilhões terceirizados da prefeitura”, avisa o peemedebista.

Confira a íntegra da entrevista de Greca:

Rafael Greca quer repetir em 2012 a performance eleitoral que o levou à  prefeitura de Curitiba 20 anos atrás. Naquele tempo, deputado estadual pelo PDT do então prefeito Jaime Lerner no auge de sua popularidade, Greca começou a campanha bem atrás do seu principal adversário, mas chegou na frente com facilidade.

De lá para cá, Greca se elegeu deputado federal. Virou ministro de FHC, perdeu o cargo em meio a denúncias contra o ministério, voltou ao Paraná, passou para o PMDB de seu antes inimigo Roberto Requião, que agora o ungiu como o nome do partido para disputar a prefeitura.

Por que o eleitor curitibano deve votar no senhor?

Em primeiro lugar, pela experiência, comprovada em 6.600 obras, consolidadas em apenas quatro anos de mandato, já que eu fui o último prefeito que não teve direito à  reeleição, porque a Constituição na época não permitia. Deve votar em mim pelos Faróis do Saber, pelas primeiras lan houses públicas do Brasil, pelas Ruas da Cidadania, por causa do Bairro Novo e do seu hospital, por causa dos centros de saúde 24 horas. Deve votar em mim por causa das políticas públicas e sociais, como o restaurante de R$ 1, o Nascer em Curitiba Vale a Vida!, que depois, com outros nomes, foram aproveitados por outros governantes.

O que o senhor acha que piorou na cidade desde que deixou a prefeitura?

A cidade vem perdendo em qualidade, ausência de inovação, vem se perdendo em querer copiar soluções paulistas naquilo que São Paulo tem de pior. Não nos salva uma ponte estaiada que custe o preço de 13 pontes normais. Não nos salvam piscinões à  paulista. O que nos salva é um programa de macrodrenagem, de dragagem dos rios, de limpeza dos bueiros, de acumuladores de vazão por microbacias. Não nos salva um metrô enterrado de apenas 12,5 km, quando nós temos uma rede metropolitana de transportes de 1.785 km de linhas de ônibus metropolitanas. O serviço público municipal está deixando a desejar.

Como o senhor pretende mudar isso, caso eleito?

Com toda a intensidade do meu amor e da minha paixão por Curitiba. Com toda a eficiência da minha formação sólida. E com toda a alegria de uma pessoa que teve a ventura de ter sido escolhido prefeito tanto pelo Jaime Lerner quanto pelo Roberto Requião, em dois momentos diferentes da minha história. Eu vou voltar agora muito melhor, filtrado pela minha experiência, mais m

11 de junho de 2012
por esmael
2 Comentários

Decreto regulamenta programa “Um Computador por Aluno”

da Agência Brasil

O Diário Oficial da União publica hoje (11) decreto que regulamenta o programa “Um Computador por Aluno” (Procura) e o Regime Especial de Incentivo a Computadores para Uso Educacional (Reicomp), que suspende a incidência de alguns tributos, como o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), o PIS/Pasep e a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins), sobre o computador a ser comprado e suas matérias-primas.

O objetivo do Procura é promover a inclusão digital nas escolas das redes públicas de ensino federal, estadual, distrital, municipal e nas escolas sem fins lucrativos de atendimento a pessoas com deficiência. O decreto substitui a Medida Provisória 563, publicada em abril.

No Reicomp terão prioridade as soluções de software livre e de código aberto, sem custos de licenças, conforme as diretrizes das políticas educacionais do Ministério da Educação.

A medida é ato conjunto dos ministérios da Educação e da Fazenda, mas poderá ser alterada pelos ministros do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e da Ciência, Tecnologia e Inovação, por meio de portaria, sempre que fatores técnicos ou econômicos o determinem.

11 de junho de 2012
por esmael
1 Comentário

Márcio Thomaz Bastos: “Imprensa tomou partido no mensalão; ênfase dada a jugamento é errada”

via blog Josias de Souza

A grande imprensa tomou um pouco de partido nessa questão do mensalão!, disse o advogado Márcio Thomaz Bastos. Ela elevou a um ponto simbólico muito forte esse mensalão que vai ser julgado [do PT], deixando de lado os outros mensalões [do PSDB de Minas e do DEM de Brasília].!

Thomaz Bastos discorreu sobre o tema numa entrevista televisiva à  repórter Mônica Bergamo e ao sociólogo Antonio Lavareda. Pode ser assistida aqui. Durou 34min17s. O mensalão entrou na conversa aos 18min04s.

Ex-ministro de Lula e defensor de um ex-dirigente do Banco Rural que compõe o rol de 38 réus do mensalão, Thomaz Bastos declarou-se a favor da liberdade de imprensa! e contra o controle social! da mídia. Porém!¦

O advogado afirmou que a imprensa deve ser criticada quando erra!. E, na opinião dele, essa ênfase que está se dando a esse julgamento [da ação penal do mensalão] parece errada.!

Ele disse que já advogou dos dois lados! !“Tanto já defendi casos em que tinha a opinião publica e publicada a meu favor, é uma delícia você fazer isso, como já enfrentei a contramaré. Já fui o sujeito que estava absolutamente na minoria, pegando a mão do réu no fim da escada, quando ele já estava crucificado.!

Acha que a influência da mídia sobre os tribunais é uma questão que tem que ser examinada e tem que ser revolvida no Brasil.! Citou um par de exemplos: Esse julgamento dos pais que mataram a menina [o caso Isabella Nardoni, que resultou na condenação, em 2010, de Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá] , é exemplo típico de um julgamento que não houve, isso foi um justiçamento.!

Aquele outro caso mais antigo, da Daniela Perez [filha da autora de telenovelas Daniela Perez, assassinada em 1992], quando houve uma pressão enorme!¦ Então, o julgamento se torna um não-julgamento. O julgamento se torna uma farsa.!

Perguntou-se a Thomaz Bastos: acha que isso está ocorrendo no mensalão? E ele: Não, não estou querendo dizer [isso]. Tenho medo que ocorra. Tenho medo que haja uma publicidade opressiva, como dizia o Nélson Hungria. Será que é possível fazer um julgamento com uma publicidade opressiva em cima?!

Recordou-se ao ex-ministro que, num país como o Brasil, em que os acordos de gabinete por vezes prevalecem sobre os autos, a vigilância da imprensa é importante. Ele concordou: Acho fundamental a vigilância da imprensa!¦! Mas só até certo ponto: Agora, algumas vezes ela [a mídia] erra. No caso Nardoni, por exemplo, eu acho que foi um erro terrível.!

Acrescentou: Nesse caso da Daniela Perez, em que eram d