Veja essa: Exame de voz destaca “segmentos fraudulentos” em fala do ministro Gilmar Mendes

do UOL em São Paulo

O laudo de uma perícia em análise de frequência de voz aponta trechos “fraudulentos e suspeitos” na entrevista do ministro Gilmar Mendes veiculada nesta segunda-feira (28) pelo canal “GloboNews”, sobre um encontro seu com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Na edição do último domingo (27), a revista Veja publicou reportagem em que o ministro Gilmar Mendes relata um suposto encontro entre ele, Lula e o ex-ministro Nelson Jobim no dia 26 de abril.

Segundo Mendes, o ex-presidente teria insinuado que poderia protegê-lo na CPMI do Cachoeira, que investiga a relação entre políticos e agentes públicos com o bicheiro Carlinhos Cachoeira, em troca do adiamento do julgamento dos envolvidos no mensalão no STF (Supremo Tribunal Federal). O escândalo do mensalão, que deve ser julgado em agosto próximo, envolveu pagamentos a parlamentares da base aliada do então presidente Lula em troca de aprovação de projetos no Congresso Nacional.

à€ emissora de TV, Mendes confirmou o teor da conversa que teria travado com Lula.

Na análise de um total de 3 minutos de trechos da entrevista, foram detectadas 11 ocorrências de “alto risco”, cinco de “provável risco” e duas de “baixo risco”.

“Alto risco é uma maneira de dizer que a pessoa está mentindo”, afirma o perito responsável pela análise, Mauro Nadvorny.

Nadvorny é diretor-presidente da empresa Truster Brasil, que produz a tecnologia que detecta sinais de tensão, estresse, medo, embaraço e excitação em arquivos de voz.. De acordo com Nadvorny, esses fatores permitem situar declarações em uma escala de veracidade.

O laudo indicou “alto risco” de fraude nos trechos em que o magistrado diz que o mensalão “entrou na pauta das conversas”, que “o presidente tocou várias vezes na questão da CPMI” e no trecho em que Mendes diz ter “nenhuma relação, a não ser relação de conhecimento e de trabalho funcional com o senador Demóstenes”.

Veja a seguir alguns dos trechos da entrevista de Gilmar Mendes considerados “fraudulentos e suspeitos” pelo laudo de Nadvorny, acompanhados da conclusão do perito:

Gilmar Mendes: Este assunto entrou na pauta das conversas!

De acordo com a análise do software, o ministro Gilmar Mendes não está sendo verdadeiro quando afirma que o assunto (mensalão) entrou na pauta das conversas.

Gilmar Mendes: E aí o presidente disse da importância do julgamento do mensalão, que se possível não se julgasse esse ano porque não haveria objetividade!

De acordo com a análise do programa, o ministro Gilmar Mendes está sendo verdadeiro quando afirma que o presidente Lula teria dito que não haveria objetividade. Não é possível concluir que ele tenha dito algo sobre a importância do julgamento não acontecer este ano.

Gilmar Mendes: O presidente tocou várias vezes na questão da CPMI, desenvolvimento da CPMI, o domínio que o governo tinha sobre a CPMI!

De acordo com a análise do programa, o ministro Gilmar Mendes não está sendo verdadeiro quando afirma que o presidente Lula tocou no assunto da CPMI.

Gilmar Mendes: Então eu disse a ele: “com toda franqueza, presidente, eu vou lhe dizer uma coisa, parece que o senhor está com alguma informação confusa”!

De acordo com a análise do programa, o ministro Gilmar Mendes está sendo verdadeiro quando afirma que disse ao presidente Lula que ele estava com uma informação confusa!.

Gilmar Mendes: ‘O senhor não está devidamente informado, eu não tenho nenhuma relação, a não ser relação de conhecimento e de trabalho funcional com o senador Demóstenes!

De acordo com a análise do programa, o ministro Gilmar Mendes não está sendo verdadeiro quando afirma que não tem nenhuma relação com a matéria da CPMI.

Gilmar Mendes: Aí então eu esclareci a viagem de Berlim, (…) me encontrara com o senador em Praga porque isso foi agendado previamente, ele tinha também uma viagem para Praga, então nos deslocamos até Berlim. Eu vou um pouco a Berlim, como o senhor vai a São Bernardo

De acordo com a análise do programa, o ministro Gilmar Mendes não está sendo verdadeiro quando afirma que se encontrou com o senador (Demóstenes) em Praga para ir a Berlim (para visitar sua filha) numa viagem previamente agendada.

Gilmar Mendes: Claro que houve a conversa sobre o Mensalão, o Jobim sabe disso!

De acordo com a análise do programa, o ministro Gilmar Mendes muito provavelmente não está sendo verdadeiro quando afirma que a conversa existiu e que Jobim sabe disso.

Procurado pelo UOL para comentar o laudo, o ministro Gilmar Mendes não se manifestou até agora.
Equipamento

A análise de Nadvorny foi feita voluntariamente, com o software de análise de voz da Truster Brasil, o mesmo usado pelos serviços de inteligência das polícias do Rio Grande do Sul e do Distrito Federal.

“A tecnologia faz uma varredura em todo o arquivo de voz para estabelecer uma linha básica e aponta os techos em que a fala foge dessa linha, o que indica, em diferentes graus, que a pessoa não está sendo verdadeira”, diz Nadvorny.

Segundo ele, nos trechos em que o programa aponta “alto risco”, há praticamente certeza de que a pessoa está mentindo. “Isso porque a natureza humana não é construída para mentir. Quando a pessoa mente, ela está sob estresse”, afirma.

9 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I simply want to tell you that I am very new to blogs and truly loved your website. Almost certainly I’m planning to bookmark your blog post . You actually have good article content. Cheers for revealing your website.

  2. O Jobim é um incompetente que foi demitido pela Dilma…

    O Mendes é o ministro que enfeia o STF…

    E o quê Lula foi tratar com esses dois?

    Se ninguém deve nada do mensalão, era só esperar o julgamento e todos sairiam livres…

    Lula jogou fora a credibilidade que levou décadas para construir…

  3. A questão não é acreditar ou desacreditar.
    A questão é os antecedentes do Sr. GILMAR MENDES.
    A pessoa quando tem culpa no cartório fica estampada na testa.
    Esse ministro é um tremendo 171. Todos sabem disso. Defender que ele não era amigo do Demostenes, ai fica dificil. É como dizer que demostenes não era amigo do cahoeira e que ele não sabia que o mesmo era contraventor.
    Gente ai tem coisa.

  4. O UOL é do Grupo Folha de São Paulo, vcs não notaram que o Gilmar Mendes está atolado até o pescoço com a Quadrilha do Bicheiro Carlinhos Cachoeira, vê no dia de ontem como ele se descompensou. Resumindo a imprensa conservador/golpista/branca e separatista do eixo Rio/São Paulo, o está queimando, vão-se os anéis e ficam os dedos.

  5. Segundo Nadvorny:

    “É mais ou menos como analisar um sujeito que diz ter sido abduzido por um disco voador. A análise pode comprovar que ele está dizendo a verdade. Isto prova que ele realmente acredita ter estado num disco voador, mas de maneira alguma prova a existência deles.”

  6. Fico imaginando quem ainda acredita em perícia PAGA…

    Para os poucos que acreditam, que tal instalarmos este software em todas as salas de audiência do País, substituindo juízes e condenando os depoentes de alto risco? Kkkkkk…

  7. Não vim aqui tomar partido, mas avisar à respeito de como identificar se alguém “mente” ou diz a “verdade”.
    Por mais que seja um laudo técnico embasado em pesquisas, esses programas são falhos.
    Sou ator, técnico em audiovisual e publicitário e posso afirmar que nenhuma tecnologia é capaz de identificar “mentirosos”, isso é uma farsa.
    Existem técnicas de voz específicas e próprias para “enganar” o ouvinte ou para identificar um “mentiroso”, contudo uma máquina pode suprir apenas uma pequena porcentagem do que o ouvido humano é capaz de identificar. Logicamente, um ouvido extremamente treinado.

    Se tiverem dúvidas sobre a veracidade dessas informações peço para falarem com um antigo professor meu, profissional da voz.

    Álvaro Nadolny, regente do coral da UFPR.

    horário de atendimento: segunda a sexta – exceto terça -das 14h00 às 18h00
    (41) 3310-2635

  8. Esses jornlistas da revista veja são terrostas do caos. mas não adianta a veja espernear ,o governo federal pra quem não sabe .ha tantos instrumentos concedidos aos presidente em 1988 ,na nova constituição para barrar esses alarmantes bobalhões.acusar um ministro o stf é grave ,gravissimos .o lacerda fez isso ,adhemar de barros tambem fez.eu ja disse que estão tentando dar um golpe no governo do pt,pensando que tambem ostros partidos estão sobre ameaças.tá na hora da veja ganhar um freio pra burro.como o policarpo ainda não foi indiciado pela policia federal.mas quando a assembleia do paraná aprova dinheiro publicos de 100 tantos milhões, a arena ,ninguem questiona.mas temos gente sem medicos e dignidade.a gestão do requião não aparecia ,mas hoje faz falta..O demostenes tambem é apenas mais um bode da expiação ,eu acho .mas muita gente sera abalada com queda do demostenes,ele e sisudo e não fica de hen hen.. mas o relatori que ele leu so agrava a situação do cahoeira.mas quando o aprlamento quer condenar fica dificil.tem pessoas bem pior que o demostenes ,mas esta incognitas ,latentes ,mas virá a tona do escrarecimento.

  9. SE A PESSOA FOR GAGA É SUSPEITA??