Sim, senhor!!, a PM ficou sem diplomados


por Celso Nascimento, via Gazeta do Povo

Quem ingressa como soldado da Polícia Militar é obrigado a passar por um processo de formação na Academia Militar da Corporação. Nos primeiros 40 dias !“ que na caserna todos denominam de quarentena! com certo misto de ironia na fala !“, os recrutas desaprendem tudo que aprenderam na vida e aprendem uma só lição: dizer alto sim, senhor!!.

A quarentena é, pois, o período em que rapazes de 18,19 ficam sabendo o que significa a tal disciplina militar com todos os seus horrores. Somente depois disso, quem conseguir sobreviver é que passa por um curso de alguns poucos meses no qual são ministradas noções de Direito, psicologia, contenção, armas, tiro, muito tiro… E, logicamente, a continuar dizendo o indispensável sim, senhor!!

Um jovem de 22,23 anos, saído da universidade com um canudo de engenheiro ou bacharel em direito, certamente teria mais dificuldades de se submeter à  absurda dureza da quarentena em comparação com outros rapazes que, sem estudos suficientes, precisam se agarrar à  vida militar porque lhes são mais estreitas as opções de progredir na competitiva vida civil.

Teria sido a suposta dificuldade de domar! recrutas universitários que teria levado o governador Beto Richa a se convencer de que a Polícia Militar e a população estariam melhor servidas com soldados que, no máximo, concluíram o ensino médio? E que basta a tal quarentena e umas poucas e precárias noções jurídicas e psicológicas para assumir as ruas e enfrentar a violência e os conflitos sociais, agindo, perante tais situações, como seus primeiros juízes!?

Esta pode ser uma das razões que levaram Richa a convencer obedientes deputados a votar pela derrubada da norma constitucional !“ que eles mesmos aprovaram há dois anos !“ de exigir curso superior para ingresso na PM. Mas outra razão teria sido mais urgente: o governo queria incorporar logo os 2 mil concursados de 2010 que ainda não haviam sido chamados. O concurso, além de já ter caducado!, é questionado na Justiça também por já não atender à  exigência do curso superior. Há um mandado de segurança proposto pela Amai (associação que congrega os milicianos) em trâmite no Judiciário, ainda não julgado.

Sob o risco de a Justiça reconhecer a irregularidade do aproveitamento desses concursados remanescentes e não tendo aberto até agora um novo concurso, Beto preferiu o caminho mais curto e do fato consumado: revogar a exigência constitucional do curso superior. Com isso, a PM acolhe imediatamente 2 mil novos recrutas que ainda passarão pelo teste do sim, senhor!!. Aumentou seu efetivo? Não, senhor! !“ nem um pouco, pois nesses dois anos que o governo levou para chamar os aprovados, deu baixa da corporação quase o mesmo efetivo, por aposentadoria, vontade própria ou morte.

Portanto, mera reposição que sequer serve para melhorar o padrão educacional e civilizatório da Polícia Militar. Enquanto isso, numa aparente tentativa de compensação, o governo decretou no último dia 9 a criação na Academia do Guatupê de um curso de graduação de quatro anos em segurança pública !“ pelo qual receberão canudos como tecnólogos apenas os que, bem antes, aprenderam a dizer sim, senhor!!.

14 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I simply want to say I am just beginner to blogging and site-building and definitely enjoyed your website. More than likely I’m planning to bookmark your site . You certainly come with really good article content. Bless you for sharing with us your web page.

  2. isso ai é matemática pura,só ñ ve quem ñ quer ver? um calculo simples; qual quer concurso q o cargo é bom, salario razoável e oferece estabilidade boa, a disputa é grande e tem q pagar inscrição para estar apto a participar do concurso. pois bem ; se o concurso exige ensino médio, o organizador do concurso arrecada mais verbas, mas se exigir ensino superior, ai a arrecadação é menor, e bem menor, pois o valos das inscrições, ñ muda, e segundo estatísticas menos de 10% dos jovens tem o ensino superior heheeheh, arrecadação mixuruca. e é ai q esta o pulo do gato do governo… arrecadar mais e bem, então senhores? aquela estoria do beto ser bonzinho com os jovens? é pura demagogia, o beto é carrasco… vejam os tarifaços detran, sanepar. na verdade o q ele quer, é arrecadar um montao de dinheiro as custas dos coitadinhos do ensino médio publico e fraco,e com poucas chances de ser aprovados, e os q estudaram em escolas particulares de primeira terão mais chance de passar no concurso e ocupar as vagas existentes, só um exemplo; se tiver 10.000 vagas, serão milhares de inscritos… uns 100mil,uns 200mil, sei la? talvez chegue até um milhão de inscritos, façam as contas… o governo arrecada um montao, na exigência do ensino superior a arrecadação não chega nem a 10%, ou seja, ñ da nem pro fumo. então quem pensa q o beto é bonzinho q continue pensando. agora eu não! amim o beto ñ engana, to fora!

  3. parabéns aos comentários…

  4. realmente chega a ser cômico ler essa página!!! quanta bobagem…fala quem nada entende!!!

  5. É preocupante a situação desse jornalista? Outro dia numa roda de amigos me falaram que este individuo estava querendo um emprego permanente no Estado do Paraná, sem nunca ter feito concurso. Acho que por isso ataca o governo do Paraná que acabou com essa imoralidade.Acho que ele deve uma explicação pública. Vamos esperar.Viva a moralidade da sociedade.

  6. Concordo com o posicionamento do Governador pois exigir nível superior iria excluir a grande maioria dos jovens paranaenses.

  7. Nao estou acreditando que os deputados do PT tambem colocaram o rabinho entre as pernas?
    Gostaria muito de saber disso. Como votaram? Socorro!

  8. Fico imaginando como seria boa uma PM onde os soldados só dissessem: “Não, Senhor!”.
    E à frente da tropa o Coronel Nascimento, digo, Celso Nascimento.
    Alvíssaras.

  9. Bem! Não se pode esquecer que o regulamento da Policia Militar é o mesmo regulamento das Forças Armadas, haja vista que a PM é força auxiliar do exército. Vejamos outro ponto. Se não houver disciplina e hierárquia, o qeu restará é uma milicia armada, pois imaginem esse contingente todo, armado, fazendo o que bem quizer. seria uma caos, não é mesmo? Então, essa matéria é tendenciosa, como sempre, com um único objetivo, jogar os PMs e população contra o governo.

  10. NADA A VER!
    Independente do cunho ideológico ou do linha de formação da Escola da PM, não tem sentido exigir curso superior para ingresso na PM. Isto só faria com que milhares de cidadãos ficassem impedidos de se inscrever nos concursos para ingresso na PM, como soldado.

    Uma coisa é o ingresso como Oficial, que exige o Curso Superior específico. Outra é o ingresso como soldado raso.

  11. É muita conversa fiada, tudo isto por causa de um comentário inconsequente.

  12. Estudo não dá competência a ninguém…

  13. O que o autor desse artigo quer é transformar a polícia militar em polícia civil, a qual não tem disciplina alguma.

  14. Mais uma besteira do governo tucano e sua bancada amestrada. Esse é o tipo de “jestão” tucano de desgovernar.