Justiça afasta vereador em Londrina

Eloir Valença passou mal ao ser informado de sua prisão.

O juiz da 3!ª Vara Criminal de Londrina, Luiz Eduardo Asperti Nardi, afastou ontem o vereador Eloir Valença (PHS) das atividades parlamentares.

Valença chegou a ser preso nesta semana durante uma operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) sob a acusação de participar do esquema de compra de apoios na Câmara em apoio ao prefeito Barbosa Neto (PDT).

A Justiça optou pelo afastamento do parlamentar — e não pela sua prisão — porque, segundo o juiz, “o retorno do indiciado ao exercício do mandato de vereador é o único fator de risco concreto que sua liberdade pode oferecer a instrução criminal”.

O petista Lourival Germano, suplente da coligação PT/PHS, assume a cadeira deixada por Valença.

Agora, a título de comparação (e reflexão).

Em Curitiba, o Gaeco não entra na Câmara Municipal de Vereadores. Por isso, tem leitor deste blog sugerindo a implantação de uma Unidade Paraná Seguro (UPS), daquela que chegou ao bairro Parolin nesta semana com 300 policiais.

Comentários encerrados.