Inquérito da PF aponta ligação suspeita entre Cachoeira e revista Veja

via Jornal da Record

Em uma conversa gravada pela Polícia Federal, Carlinhos Cachoeira e Idalberto Matias comentam a repercussão de uma matéria publicada na Veja que afirma que o governador do Distrito Federal Agnelo Queiroz manipulou a operação Caixa de Pandora, que resultou na queda se seu antecessor José Roberto Arruda.

O grupo do bicheiro teria fornecido informações para a reportagem. Em outra conversa, Cachoeira menciona Policarpo Júnior, diretor da Sucursal da Veja em Brasília, para quem teria falado para continuar denunciando Agnelo.

Policarpo e Roberto Civita, dono da editora Abril, podem ser convocados para prestar esclarecimentos à  CPI.

3 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. a veja sem querer está inocentando josé dirceu .eu comentei o que eles usam, ,arrogancia!

  2. O incrível, é que hoje não existe nenhum setor da sociedade política que não tenha o rabo preso com o setor privado, principalmente, no setor da construição civil. Isto é brasil.

  3. Á revista Veja deveria dar “uma passadinha” aqui no Parana e falar um pouco sôbre uma óbra super faturada de $115.000.000,00(cento e quinze milhões) de reais na região Oeste entre Mal. Candido Rondon e Guaira, e que será administrada pelo DNIT. Deveria falar também sôbre a tal Linha Verde, a “maior óbra do Beto Richa” que já matou tanta gente e que se tornou uma pista de alta velocidade que corta a cidade ao meio, separando o centro dos bairros, sem nenhum tipo de retôrno ou passarela. Alí também tem um cheiro fétido de “truta apodrecida.” Só em um único binário consumiram mais de $53.000.000,00 (cinquenta e tres milhões de reais) realizando mais de quarenta substituições de empenho. E daí, essas “otoridades” não vão ter que se explicar na CPMI? Esse contrato foi feito com a nova estrela da corrupção brasileira, a “DELTA Corporations”. O contrato foi assinado pelo então Prefeito Beto Richa, pelo Procurador do Municipio Ivan Bonilha e pelo Secretario de óbras Mario Tokuni. Se investigarem bem vão encontrar águas nessa fonte; pode ser que encontrem até um “CAchoeira”.